terça-feira, 4 de maio de 2010

Aeroporto se prepara para 2014



4/5/2010
Correio Braziliense

A reforma do Aeroporto Juscelino Kubitschek, que ampliará a capacidade do terminal aéreo de 10 milhões de passageiros para 26 milhões por ano, finalmente tem data para começar. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) anunciou que o cronograma de obras será aberto em setembro deste ano. Os trabalhos serão divididos em duas etapas e, até 2015, cerca de R$ 1,3 bilhão serão gastos. Os recursos virão do governo federal, no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e da própria Infraero.
   
As obras de reforma e ampliação do Aeroporto JK objetivam preparar o terminal para uma demanda anual de 19,9 milhões de passageiros prevista para 2014, quando Brasília será uma das cidades-sede da Copa do Mundo. No entanto, também visam suprir a deficiência de espaço e estrutura do terminal aéreo constatada por especialistas. De acordo com estimativa do Sindicato
   
Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea), este ano 14,3 milhões de passageiros circularão pelo aeroporto, que só consegue comportar 10 milhões no período.
   
A primeira dependência do aeroporto de Brasília a passar por intervenções será o atual terminal de passageiros, composto de pavimento térreo, primeiro andar e mezanino. Segundo informações da Infraero, as salas de embarque, desembarque e os centros de triagem de bagagem, correspondentes a 25 mil metros quadrados de toda a área, serão reformados. A empresa não especificou que tipo de alterações serão feitas.
   
Durante a reforma do terminal de passageiros, algumas áreas de circulação serão interditadas. De acordo com a Infraero, para evitar transtornos aos passageiros, o fechamento observará uma escala de horário de forma a não impactar o funcionamento do aeroporto.
   
De forma concomitante às obras no terminal de passageiros, será dado início à construção de parte do Terminal Sul, um novo prédio que funcionará como expansão da estrutura física atual do Aeroporto JK(1). O crescimento será na direção do atual Terminal de Cargas. A previsão é de que a primeira etapa da estrutura do Terminal Sul, que deverá comportar 8 milhões de passageiros anuais, esteja pronta até abril de 2013.
   
Enquanto a primeira etapa do Terminal Sul não é concluída, a Infraero vai recorrer a um a estrutura móvel pré-fabricada, chamada pelos engenheiros de módulo operacional, para atender ao crescimento anual da circulação de passageiros. O prédio provisório terá 1,2 mil metros quadrados, água, energia e capacidade para receber 8 milhões de pessoas. A montagem está prevista para agosto de 2012. Somados, a reforma do terminal existente, a construção da primeira etapa do Terminal Sul, e a implantação do módulo operacional custarão R$ 736,4 milhões. Outra obra que faz parte da primeira etapa é a ampliação da pista de táxis, orçada em R$ 44,2 milhões, o que eleva o custo da primeira fase a R$ 781 milhões.
   

1 - Movimento

   
Atualmente, o Aeroporto Juscelino Kubitschek é o terceiro terminal aéreo mais movimentado do país, devido ao fato de Brasília sediar o governo federal e por causa da localização central da cidade no território nacional. A capital federal está atrás de São Paulo e Rio de Janeiro em volume de passageiros que circulam pelo aeroporto. Ele o tem duas pistas, um aeroshopping composto por mais de 130 lojas e quatro salas de cinema. Em 2009, transportou 12,2 milhões de passageiros. A construção do aeroporto foi iniciada em 6 de novembro de 1956. Em 1990, o Aeroporto Internacional de Brasília começou a ganhar a forma atual: um corpo central e dois satélites para embarque e desembarque de passageiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário