sábado, 1 de maio de 2010

BR demandará 500 aviões em 20 anos


Para Airbus, mercado deve atingir US$ 60 bi
Segundo companhia, procura deverá crescer 139%
A fabricante de aviões Airbus acaba de anunciar que, segundo duas previsões, as companhias aéreas brasileiras precisarão de 510 novas aeronaves de passageiros com mais de 100 lugares até 2028. Este volume, de acordo com a companhia, seria destinado para suprir a demanda do crescimento do tráfego aéreo e também para a reposição de aeronaves.
Além disso, conforme anunciado, espera-se que o crescimento do tráfego aéreo na América Latina ultrapasse a média global nos próximos 20 anos, com a liderança regional do Brasil na demanda por aeronaves.
De acordo com a mais recente “Previsão de Mercado Global da Airbus”, a frota brasileira de aeronaves para passageiros deve mais que dobrar nos próximos 20 anos, aumentando de 248 aeronaves em serviço em 2008 para 592 em 2028, um crescimento de 139%. Isso representa US$ 59,4 bilhões na lista de preços atuais.
“As viagens aéreas têm conseguido superar obstáculos no Brasil”, ressalta Rafael Alonso, vice-presidente Sênior da Airbus para América Latina e Caribe. Segundo ele, “o tráfego aéreo no Brasil está atualmente 36% acima dos níveis atingidos no ano 2000, período no qual o tráfego de voos domésticos quase dobrou”.
Conforme informações da empresa, o aumento na demanda por novas aeronaves é o resultado do forte crescimento de tráfego de passageiros na região. Este tipo de transporte, segundo a companhia, ainda é emergente em 85% do mundo. Com isso, a América Latina espera um aumento de 5,9% na taxa média de crescimento anual de faturamento por passageiros por quilômetro transportado (RPK) por companhia aérea entre 2009 e 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário