sexta-feira, 4 de junho de 2010

Lan e Azul começam a operar em agosto


As duas companhias aéreas começam a operar em dois meses no Aeroporto Internacional JK, com voos para Lima, capital peruana, e Campinas, em São Paulo

Helena Mader
Publicação: 04/06/2010 08:30 - Correio Braziliense
As opções de voos para cidades brasileiras e para o exterior a partir de Brasília vão aumentar, o que deve ajudar a reduzir os preços das passagens e a aumentar o conforto dos passageiros. A companhia aérea Azul começa a operar no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek a partir de 2 de agosto, com três voos diários para Campinas, no estado de São Paulo. Para quem gosta de viajar para outros países, a novidade é o voo direto que vai ligar Brasília a Lima, capital do Peru. A viagem inaugural está marcada para 1º de agosto.

No caso dos voos da Azul, as passagens já estão à venda com preços promocionais. A principal oferta da companhia são as viagens com destino ao aeroporto de Viracopos, em Campinas, cujos bilhetes custam a partir de R$ 129. A empresa oferece ônibus executivos grátis de lá até três locais da capital paulista e da Grande São Paulo, além de cinco cidades do interior do estado. A partir de Campinas, também há conexão para 18 outras cidades brasileiras no Nordeste, noCentro-Oeste, no Sul e no Sudeste.

A Azul está no mercado brasileiro desde dezembro de 2008. O lançamento dos voos com destino a Brasília faz parte da estratégia da companhia, que quer usar a capital federal como centro distribuidor. Até o fim do ano, a empresa vai comprar seis novas aeronaves(1), a um custo de US$ 30 milhões cada uma. Com todos esses investimentos e com o início dos voos com saída e chegada em Brasília, a expectativa é que o número de passageiros transportados aumente de 2,2 milhões em 2009 para 4 milhões até o fim de 2010. No Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, as operações da Azul serão realizadas no terminal 2.

Já os voos com destino a Lima, operados pela empresa Lan, vão sair de Brasília três vezes por semana — às terças, às quintas e aos domingos. O voo vai partir da capital federal às 8h30 e chegará à capital peruana às 11h05. Na volta, sairá de Lima à 0h50, aterrisando em Brasília às 7h05.

Além de melhorar a vida dos turistas com destino ao Peru, a nova rota também vai facilitar as viagens com destino a países da América Central e da América do Norte. A partir de Lima, os passageiros terão à disposição conexões para Cidade do México e Cancun, no México; Punta Cana, na República Dominicana; e Miami, nos Estados Unidos.

Os novos voos e a chegada de mais companhias aéreas ao aeroporto de Brasília agradaram aos passageiros. O servidor público Thiago Machado, 27 anos, diz que os consumidores terão mais opções de horários e serviços com as operações da Azul. “Não sei se os preços vão baixar muito, porque tem muita procura por bilhetes aéreos na cidade. Mas teremos certamente mais opções de voos e a possibilidade de viajar com maior conforto, já que a Azul tem uma distância maior entre as poltronas”, comentou Thiago.

A professora Simone Lopes, 31 anos, viaja com frequência à capital paulista e diz que não se importaria em descer em Campinas, caso a companhia oferecesse bilhetes mais baratos. “Acho que a concorrência maior é positiva para os passageiros e pode contribuir para reduzir os preços. Hoje, não temos muitas opções”, diz Simone.

Já o servidor público Hércules Porto, 30 anos, diz que a maior oferta de voos internacionais em Brasília é importante por conta da Copa do Mundo de 2014. “É bom que esse leque de ofertas se abra cada vez mais”, diz Hércules. Para o analista de marketing Lúcio Delgado, 26 anos, os voos diretos para Lima vão trazer mais conforto. “É muito cansativo ter que passar sempre por São Paulo ou pelo Rio de Janeiro nas viagens internacionais. Quanto mais voos diretos saindo de Brasília forem criados, melhor para os passageiros”, finaliza Lúcio.

Hoje, existem voos internacionais diretos saindo de Brasília com destino a Lisboa, em Portugal, e Atlanta, nos Estados Unidos. A procura pelos voos é grande e as aeronaves quase sempre decolam lotadas. Só nos voos para Lisboa, operados pela TAP, foram transportados, em média, 10 mil passageiros por mês no ano passado. Os voos da Delta Arlines para Atlanta têm capacidade para transportar 170 passageiros cada.

1 - Espaço
A Azul opera com aeronaves da Embraer, que têm 106 ou 118 lugares cada uma. A configuração das poltronas no avião é diferenciada, já que a empresa decidiu abolir as poltronas do meio, oferecendo apenas as opções de janela e corredor. O espaço entre as cadeiras também é maior: 86cm nas cinco primeiras fileiras e 79cm nas demais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário