sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Aeroporto Internacional de Brasília entre os melhores da América do Sul

29/10/2010 - Jornal de Turismo

O Aeroporto Internacional de Brasília/Juscelino Kubitschek ficou entre os melhores terminais da América do Sul na World Travel Awards 2010, premiação criada em 1993 e que escolhe os melhores segmentos da cadeia do turismo internacional. O vencedor foi o Aeroporto Internacional de Lima/Jorge Chávez, no Peru. Também foram indicados para o prêmio sulamericano os Aeroportos Internacionais de Ezeiza/Buenos Aires (Argentina) e Santiago (Chile).

O World Travel Awards é considerado o Oscar do setor de turismo e viagens por publicações como o The Wall Street Journal e concorrem ao prêmio os aeroportos que se inscrevem na votação, que tenham vencido a edição anterior ou ficado entre os quatro mais votados do site. A eleição envolveu diversos representantes do turismo, entre executivos de empresas do setor; veículos de imprensa especializados; agências de viagens; consumidores e companhias de turismo e transporte de 160 países, que participaram da escolha pela Internet. Ao todo, cerca de 185 mil pessoas participaram do processo.

O prêmio específico para a América do Sul foi criado pela World Travel Awards em 1998 e, em 13 edições, os aeroportos administrados pela Infraero foram eleitos como o melhores do continente em nove oportunidades, com o Galeão/Antônio Carlos Jobim conquistando oito prêmios (1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004 e 2006) e Guarulhos um (2007).

Para o presidente da Infraero, Murilo Marques Barboza, a indicação do Aeroporto Internacional de Brasília e a premiação recebida em anos anteriores atestam o trabalho da empresa na gestão aeroportuária. “A premiação do Galeão e de Guarulhos mostra que a empresa conhece bem o caminho para sempre aperfeiçoar a qualidade, o conforto e a segurança oferecidos aos passageiros”, disse.

Em entrevista ao site oficial do evento, o fundador e presidente da World Travel Awards, Graham Cooke, destacou que os prêmio reforça o potencial do turismo nas Américas, já que a região tem passado por um bom momento após a crise global, com destaque para mercado brasileiro. “O Brasil tem sido reconhecido como a estrela em ascensão da região, ainda mais com a escolha para sediar a Copa do Mundo e as Olimpíadas”, disse.

Investimentos


Para modernizar e ampliar sua rede de aeroportos, a Infraero investirá, até 2014, R$ 6,47 bilhões em 23 dos 67 aeroportos de sua rede. Desse total, R$ 5,15 bilhões serão destinados a investimentos nos 13 aeroportos das 12 cidades-sede da Copa do Mundo.

Em Brasília, o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek receberá R$ 748,4 milhões para realizar a reforma e ampliação (Fase 1) do Terminal de Passageiros, bem como a ampliação do Sistema de Pátios de Aeronaves e do Sistema Viário e Construção de Edificações Complementares. De acordo com o planejamento da Infraero, essas obras serão finalizadas em abril de 2013. Além disso, também está prevista a instalação de um Módulo Operacional, que será finalizado em junho de 2013.

Além dessas melhorias já projetadas, a Infraero finalizou, em setembro, a instalação de um outro Módulo Operacional, que está prestes a entrar em operação. No total, 2,9 milhões foram investidos nesse equipamento, que conta com sanitários, sistema informativo de voos, ar condicionado, lanchonete e livraria, distribuídos em 1,2 mil m².

Os Módulos Operacionais são uma solução de engenharia bastante utilizada em aeroportos do mundo, como os de Lisboa, durante a realização da Eurocopa de 2006; e o do Catar, quando o país recebeu os Jogos Asiáticos de 2006. No Brasil, outros nove aeroportos contarão com esse equipamento, sendo que em Guarulhos, Viracopos, Goiânia, Vitória as instalações já foram iniciadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário