terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Investimento em aeroportos fica abaixo do previsto

21/12/2010 - Valor Econômico

Ao longo dos oito anos do governo Lula, os investimentos na estrutura dos aeroportos brasileiros não acompanharam o crescimento do número de passageiros. Mesmo com crescimento de 77% na demanda no período, a Infraero só investiu 39% do orçamento programado de 2003 a 2010.

O valor previsto para investimentos foi de R$ 6,7 bilhões, de acordo com dados do Ministério do Planejamento. Desse total, somente R$ 2,65 bilhões foram gastos. O número de passageiros transportados saltou de 71 milhões, em 2003, para 126 milhões até outubro deste ano. A previsão é que 140 milhões de pessoas usem os aeroportos do país este ano.

Em nenhum desses anos a Infraero conseguiu empenhar todo o valor disponível. Em 2004, 81% do valor foi utilizado, e em 2008, somente 17%. Este ano, foram usados 22% dos recursos até outubro. Em 2003 e 2004, foram investidos somente R$ 55 milhões e R$ 44 milhões nos aeroportos, respectivamente. Os investimentos começaram a subir em 2006, ano em que se aplicou R$ 592 milhões, o maior volume do período.

A Infraero contesta os valores de investimentos apresentados no site do Planejamento. De acordo com a estatal, foram gastos R$ 4,5 bilhões de 2003 a 2010. Entretanto, a empresa não soube explicar a diferença entre os números fornecidos por ela e os que constam no site do Ministério do Planejamento na seção de "orçamentos de investimentos de estatais". O ministério informou que os dados disponíveis em seu site são repassados pela estatal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário