domingo, 9 de janeiro de 2011

Enfim, a Infraero vai ampliar Confins

06/1/2011 - Estado de Minas (MG)

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) finalmente lançou o edital para a contratação de obras e serviços de engenharia para a ampliação e modernização do terminal 1 de passageiros no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Grande Belo Horizonte. A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de ontem, em meio ao caos vivido pelo aeroporto nos últimos dias, com os mais elevados índices de atrasos e cancelamento de voos do país. O edital sai depois de vários adiamentos.

As propostas das empresas interessadas, bem como os documentos de habilitação, deverão ser entregues na sede da Infraero, em Brasília, até 21 de fevereiro, data da abertura dos envelopes. As obras, orçadas em R$ 295 milhões, devem começar emmaio, já que o tempo médio do processo de licitação é de três meses.

A escolha da empresa que vai fazer as obras será por meio de concorrência internacional. "A internacionalização do processo objetiva ampliar a disputa e obter condições mais vantajosas para a Infraero", afirma, por meio de nota, o presidente da empresa, Murilo Marques Barboza. O vencedor da licitação vai ser a empresa que apresentar o menor preço, dentro das regras do edital. Os consórcios de empresas não vão poder participar da concorrência.

Pelo projeto do terminal, os veículos não vão poder mais transitar entre o terminal de passageiros e a área comercial, espaço que será transformado em uma via de trânsito mais larga, restrito à circulação de pessoas. Com as obras, o terminal de passageiros vai aumentar de 60,3 mil metros quadrados para 67,6 mil metros quadrados, elevando a capacidade dos atuais 5 milhões para 8,5 milhões de pessoas por ano. O edital está disponível na sede da Infraero e pode ser retirado mediante o pagamento de taxa de R$ 20 ou sem custos pelo site www.infraero.gov.br/portal_licitacao. A abertura do edital já tinha sido adiada algumas vezes. A última previsão da Infraero é que o documento fosse publicado em 29 de dezembro.

A obra, além de estar atrasada, não deve atender ao crescimento da demanda de passageiros, segundo especialistas do setor. O diretor técnico do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea), Ronaldo Jenkins, avalia que a obra de modernização do terminal 1 já devia ter começado em setembro. O prazo estipulado pela Infraero para a realização das obras seria de três anos. Ou seja, para que o terminal 1 esteja pronto até a Copa do Mundo de 2014, há urgência no início do projeto.

Alerta O Snea já tinha alertado, no início de 2009, que os grandes aeroportos brasileiros vão enfrentar sérias dificuldades de operação antes mesmo da Copa do Mundo de 2014. Há mais de um ano que o sindicato fez um levantamento dos principais problemas de 16 aeroportos localizados nas 12 cidades-sedes dos jogos do Mundial de futebol. Na época, o passageiro já enfrentava aeroportos com volume de pessoas acima da capacidade, filas de check-in, salas de embarque lotadas, falta de estacionamento para aeronaves e veículos e pátios com impossibilidade de os aviões pernoitar. O levantamento apontou que diversos aeroportos já operavam com volume de passageiros acima da capacidade anual: Viracopos (SP), Guarulhos (SP), Confins (MG), Brasília (DF), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR).

A demanda de passageiros em Confins vem crescendo cerca de 25% ao ano. Só de janeiro a novembro de 2010 o aeroporto transportou 6,5 milhões de passageiros, volume bem maior do que a capacidade do terminal. O governo de Minas entregou à Infraero projeto preliminar para a construção do terminal 2 em Confins, orçado em cerca de US$ 200 milhões (cerca de R$ 350 milhões). O novo terminal ampliaria a capacidade do aeroporto para 10 milhões de passageiros ao ano. O governo ressalta a urgência do início das obras para alavancar a economia da região. Nos últimos dois anos, já foram criados 7 mil empregos no Vetor Norte da Grande Belo Horizonte. Estudo encomendado pelo governo a uma consultoria de Cingapura aponta que a região tem perspectivas de gerar 15 mil empregos até 2014.

Novos projetos O aeroporto de Confins vai contar com R$ 465,5 milhões de investimento do governo federal, de um total de R$ 5,15 bilhões previstos no orçamento da União, de 2011 a 2014, para melhorias em 13 aeroportos das 12 cidades-sedes da Copa do Mundo no Brasil. Em Confins, a pista de pouso e decolagem, que tem 3 mil metros de extensão, será ampliada em 600 metros, possibilitando operações até com Airbus A380, maior aeronave comercial de passageiros, com capacidade para até 800 pessoas. Além das obras no terminal de passageiros, Confins terá o pátio de aeronaves expandido de 86 mil para 300,4 mil metros quadrados. Para esse empreendimento o edital ainda está em fase de conclusão e a Infraero planeja investir cerca de R$ 170,5 milhões.

Em julho de 2010, a Infraero concluiu as obras do novo estacionamento de veículos de Confins. O novo espaço conta com mais 1.538 vagas, totalizando 2.938. A obra, que teve investimento de R$ 8,6 milhões, faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário