terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Infraero pode ser privatizada para a Copa do Mundo

11/1/2011 - O Tempo (MG)

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) pode ser privatizada para a Copa de 2014 e para os Jogos Olímpicos de 2016, informou o jornal "Financial Times". De acordo com a publicação britânica, a informação, que foi confirmada por Guido Mantega, ministro da Fazenda, faz parte do plano para melhorar os serviços e a infraestrutura dos aeroportos brasileiros.

Segundo o jornal, a privatização evitaria atrasos e cancelamentos de voos e facilitaria obras e investimentos nos maiores terminais brasileiros.

O jornal informou, ainda, que um pacote de reformas dos aeroportos brasileiros está sendo preparado e que a privatização pode gerar "bilhões de dólares para o governo". Em 2009, a companhia movimentou em torno de R$ 2,61 bilhões. A Infraero administra 67 aeroportos e controla 97% do tráfego aéreo brasileiro.

Saturados. Um estudo recente da consultoria McKinsey mostrou que a capacidade dos aeroportos do país encerrou 2009 em 126 milhões de passageiros, com uma demanda de 111 milhões. Em 2014, o fluxo deverá ir aos 146 milhões.

O levantamento aponta que, dos 20 principais aeroportos, sete estão com pátios e terminais de passageiros saturados. Das 12 cidades-sede da Copa, apenas quatro não têm problemas de limitação nos aeroportos. O orçamento do governo para o setor é de R$ 6,5 bilhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário