quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Companhia aérea El Al encerrará operação Brasil/Israel

03/08/2011 - Folha de São Paulo

ALBERTO KOMATSU
DO VALOR ONLINE

A companhia aérea israelense El Al vai encerrar sua operação no Brasil a partir de 10 de novembro, quando decolará o último voo da empresa entre São Paulo e Israel.

O motivo, de acordo com a empresa, é o alto custo dessa rota.

A El Al começou a operar voos regulares no país a partir de maio de 2009, com três frequências por semana.

Apesar de o voo registrar uma alta média de taxa de ocupação, acima de 85%, os custos com combustível, segurança e comida diferenciada inviabilizaram a operação.

O escritório da El Al em São Paulo vai permanecer aberto, vendendo passagens a brasileiros que queiram viajar com a El Al na Europa, por exemplo.

Em um ano de operação no país, a El Al transportou 30 mil passageiros entre o Brasil e Israel.

Em entrevista ao "Valor" em setembro do ano passado, o vice-presidente mundial da empresa, Itshak Cohen, também diretor-geral para a América do Sul, afirmou que a tendência era a El Al tornar a operação no Brasil praticamente diária, já que a companhia não voa aos sábados, em respeito ao "shabat", dia de descanso na crença judaica.

No mercado, é recorrente a informação de que todos os voos da El Al contam com agentes de segurança, o que lhe rendeu a fama de ser a companhia aérea mais segura do mundo. Além disso, os pilotos da El Al são egressos das Forças Armadas de Israel.

A El Al foi privatizada há cerca de seis anos, mas ainda é considerada a companhia aérea de bandeira israelense.
As dificuldades financeiras da empresa com o aumento dos custos, principalmente do combustível, foram registrados no seu balanço do primeiro trimestre.

Nesse período, a El Al registrou prejuízo líquido de US$ 42,9 milhões, ante perdas de US$ 16,5 milhões do mesmo período do ano anterior. Os custos operacionais da El Al totalizaram US$ 403,4 milhões, ante US$ 363,6 milhões do primeiro trimestre de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário