quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Folha de São Paulo
São Paulo, quinta-feira, 01 de setembro de 2011
Infraero libera operação do jato A-380
Emirates negocia para iniciar a operação do maior avião do mundo a partir de dezembro em Cumbica (SP)
O horário de pouso e de decolagem ainda está em negociação; a Infraero quer fora do horário de pico
RICARDO GALLO
MARIANA BARBOSA
DE SÃO PAULO

A Emirates negocia com a Infraero para começar a operar com o superjumbo A-380 no aeroporto de Cumbica (Guarulhos) a partir de dezembro. A companhia dos Emirados Árabes já recebeu o sinal verde da Infraero para iniciar a operação.
Com capacidade para até 853 passageiros, dependendo da configuração, o Airbus A-380 é o maior avião de passageiros do mundo.
Com dois andares e 478 m2 de área de cabine, o avião tem lounge, bar e camas privativas na primeira classe.
Da ponta de uma asa a outra, são 60 metros, o que exige adaptações em alguns aeroportos. No caso de Guarulhos, falta apenas acertar o horário do voo. Segundo o superintendente de gestão operacional da Infraero, Marçal Goular, Guarulhos "suporta o desembarque dos passageiros do A-380 desde que seja fora do horário do pico".
Se o aeroporto estiver fechado por problemas meteorológicos, a alternativa de pouso será Galeão (RJ) ou Confins (MG).
A Emirates pediu inicialmente para pousar às 18h30 e partir à 1h.
Mas, para não congestionar o aeroporto - que já está saturado- com a chegada de uma só vez de cerca de 500 passageiros, a Infraero quer antecipar a chegada em pelo menos duas horas e adiar a saída em uma hora.
Para a Emirates, a alteração do horário pode reduzir as opções de conexão para os passageiros que partem do Brasil, diminuindo a atratividade do voo.
Oficialmente, a empresa diz que não há definições sobre Guarulhos. "Hoje a companhia tem 15 A-380 em operação e outros 75 encomendados e está sim em busca de novos mercados para operá-los", disse a companhia por meio de sua assessoria.
"A empresa está avaliando aeroportos no mundo inteiro para a utilização do A-380 e precisa do aval das autoridades locais para começar a levar em consideração a possibilidade de operação."
Segunda companhia a operar o A-380, a Emirates oferece duas configurações. A mais comum comporta 489 passageiros, com 14 na primeira classe e 76 na executiva.
A Folha apurou que a intenção da Emirates é substituir o Boeing-777 na rota São Paulo-Dubai. Com 354 passageiros, o voo tem taxa de ocupação superior a 90%.

frase

"[Guarulhos] suporta o desembarque dos passageiros do A-380 desde que fora do horário do pico"
MARÇAL GOULAR
superintendente de gestão operacional da Infraero

Nenhum comentário:

Postar um comentário