sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O Estado de S.Paulo
Companhia aérea Trip pode abrir capital em 2012
08 de setembro de 2011 | 14h 35
SILVANA MAUTONE - Agencia Estado

SÃO PAULO - Se a venda de 31% da Trip para a TAM, que está em discussão desde março deste ano, não vingar, a aérea regional pode abrir capital (IPO, na sigla em inglês) em 2012. A afirmação é do presidente da Trip, José Mário Caprioli dos Santos. "Estamos focados na concretização da parceria com a TAM. Mas se ela não se realizar, temos como alternativa o IPO", afirmou. Segundo ele, nesse caso as chances de IPO em 2012 se tornariam "grandes".

No início do mês de agosto, com quase um mês de atraso com relação à previsão inicial, a TAM informou que concluiu "de modo satisfatório" a etapa de due diligence (análise dos números da companhia). A previsão inicial era de que a due dilligence ocorresse em 90 dias, terminando no final de junho.

Na ocasião, a TAM também informou que começou a usar em parceria com a Trip uma plataforma tecnológica de reservas, vendas e check-in, que permite as vendas online de bilhetes das duas empresas. Segundo executivos da TAM, é com base no resultado das vendas por meio dessa nova tecnologia que a empresa chegará à avaliação final, se comprará os 31% da Trip ou manterá apenas o sistema de compartilhamento de voos que existe desde 2004. A previsão é que essa análise leve pelo menos 90 dias, ou seja, pelo menos até o início de novembro.

Segundo os dados mais recentes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), referentes a julho, a Trip é a quinta companhia aérea, com 3,02% do mercado de aviação doméstica no Brasil, atrás de TAM (40,88%), Gol (38,14%), Azul (9,17%) e Webjet (4,95%).

Frota

A companhia aérea também informou que deve encerrar o ano com 55 aeronaves, sendo 37 modelos ATR e 18 Embraer. Hoje, sua frota é composta por 49 unidades. A afirmação foi feita pelo presidente da empresa, ao anunciar uma encomenda de 18 aviões ATR 72-600, além de opção para aquisição de 22 aeronaves adicionais, pelo total de US$ 903 milhões. Esses aviões são configurados para 68 lugares.

Para 2012, a expectativa é encerrar o ano com 68 aviões na frota e, em 2013, com 79 unidades. A companhia pretende também ampliar o número de cidades que atende. "Hoje estamos em 85 municípios e até o final do ano devemos chegar a 89", disse o executivo. Segundo ele, a previsão é que até 2013 a empresa esteja atuando em 100 cidades brasileiras.

Com relação ao faturamento, o presidente da Trip diz que a previsão é atingir em 2011 R$ 1,2 bilhão, ante os R$ 747 milhões registrados no ano passado. Neste ano a empresa deve transportar 5,3 milhões de passageiros. A previsão para 2012 é chegar a R$ 1,8 bilhão e em 2013, R$ 2,2 bilhões.

Segundo José Mário Caprioli, a Trip é hoje líder em aviação regional no Brasil, com 71% do mercado. A empresa considera como aviação regional as empresas que atuam com aeronaves de até 100 assentos.

Investimento

A Trip comprou da empresa Mectronix um simulador de voo para aviões ATR. O valor pago pelo equipamento, que chegou em junho, foi de cerca de US$ 15 milhões, segundo Santos. "Esse simulador tem capacidade para simular 6.500 horas de voo por ano", afirmou.

Num primeiro momento, o equipamento será usado apenas para treinar os pilotos da Trip, mas a empresa não descarta futuramente prestar serviço terceirizado de treinamento para outras companhias aéreas, de acordo José Mário Caprioli.

A Trip deve encerrar este ano com 55 aeronaves em sua frota, sendo 37 delas aviões ATR (20 modelos ATR 42 e 17 ATR 72) e 18 jatos da Embraer (9 E175 e 9 E190). Para 2012, a expectativa é chegar a 68 aeronaves, sendo 44 ATRs (20 ATR 42 e 24 ATR 72) e 24 jatos da Embraer (9 E175 e 15 E190). Já em 2013 o número de ATRs deve chegar a 50 unidades (20 ATR 42 e 30 ATR 72) e 29 Embraer (11 E175 e 18 E190).

Nenhum comentário:

Postar um comentário