domingo, 11 de setembro de 2011

Trip Linhas Aéreas

10/09/2011 - Aviação Brasil

Com 78% do mercado regional, a Trip é a maior companhia regional em operação no Brasil. Tal percentual a classifica como a quinta maior empresa de aviação brasileira, atrás apenas da Tam, Gol, Azul e Webjet. Em 2010 transportou 2.719.017  passageiros, 36.5% mais que em 2009, com um aproveitamento de 62%.

A Trip voa desde 1998, quando recebeu seu primeiro Embraer 120, sua primeira aeronave, responsável por transportar 18.053 passageiros naquele ano. Em 10 de novembro de 1999 o ATR 42 passou a fazer parte da frota da empresa, realizando uma parceria de sucesso, reflexo nos dias atuais.  Em 2001, entrou na rede postal, utilizando o Boeing 737-200 da Taf, sob arrendamento para este serviço. Em 2003 a Trip também estava utilizando nos vôos da RPN um Boeing 727-200 da Total, seu Embraer 120 e os ATR 42. A RPN passou a ser um importante gerador de receita para a companhia. Em 2004 realizou um acordo com a Tam para distribuição/alimentação de vôos.
No dia de 2 de maio de 2005 a empresa recebeu autorização do DAC para operar vôos na região norte do Brasil. Em janeiro de 2007 fechou um contrato de compra de 12 aeronaves modelo ATR 72-500, sendo sete encomendas firmes mais cinco opções. O valor do contrato para as encomendas firmes foi de US$ 125 milhões de dolares.
A Trip Linhas Aéreas e a Total Linhas Aéreas protocolaram em 13 de novembro de 2007 na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) o pedido de incorporação das operações regulares de passageiros da Total pela Trip. A empresa finalizou com a Embraer um pedido para cinco jatos Embraer 175.
Sua frota é de 11 ATR 42-300, 8 ATR 42-500, 13 ATR 72-212A (Série 500), 2 ATR 72-212, 9 Embraer 175 e 5 Embraer 190. Deve receber seu primeiro ATR 72-600 ainda em 2011. Existem encomendas ainda de outros 17 ATR 72-600, 6 Embraer 170 e 14 Embraer 190.

Opera nas cidades de Alta Floresta, Altamira, Aracaju, Araçatuba, Araguaína, Araxá, Barcelos, Belém, Belo Horizonte – Confins, Belo Horizonte – Pampulha, Bonito, Brasília, Cabo Frio, Campinas, Campo Grande, Campos, Carajás, Chapecó, Coari, Corumbá, Criciúma, , Cuiabá, Curitiba, Diamantina, Dourados, Eirunepé, Fernando de Noronha, Florianópolis, Fonte Boa, Foz do Iguaçu, Goiânia, Governador Valadares, Humaitá, Ilhéus, Ipatinga, Itaituba, Ji-Paraná, Joinville, Juiz de Fora, Lábrea, Lençóis, Londrina, Macaé, Maceió, Manaus, Marabá, Marília, Maringá, Montes Claros, Natal, Palmas , Parintins, Patos de Minas, Petrolina, Porto Alegre, Porto Seguro, Porto Velho, Presidente Prudente, Recife, Ribeirão Preto, Rio Branco, Rio de Janeiro – S. Dumont e Galeão, Rio Verde, Rondonópolis, Salvador, Santa Isabel do Rio Negro, Santarém, São Gabriel da Cachoeira, São João del-Rei, São José do Rio Preto, São Luís, São Paulo – Guarulhos, São Paulo de Olivença, Sinop, Tabatinga, Tefé, Trombetas, Tucuruí, Uberaba, Uberlândia, Varginha, Vilhena, Vitória e Vitória da Conquista. O planejamento de novas cidades inclui Barreiras e Cascavel ainda em 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário