sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Terminal de Guarulhos fica pronto só em 2012

16/12/2011 - Valor Econômico, André Borges

A construção do terceiro terminal de passageiros do aeroporto de Guarulhos (SP), contratada em regime de urgência pela Infraero para atender o aumento da movimentação deste fim de ano, não vai ficar pronta antes de 31 de dezembro. O desabamento do teto do terminal, tornou o atraso inevitável.

O adiamento, que tinha sido negado pelo governo, foi confirmado ao Valor pelo presidente da Infraero, Gustavo Vale. "O plano era inaugurar o terminal dia 20, mas com o incidente as coisas mudaram. Ficou impossível concluir o trabalho antes do Réveillon."

A Infraero enfrentou críticas, inclusive do Tribunal de Contas da União (TCU), por ter contratado sem licitação a empresa Delta Construções para tocar as obras em Cumbica. O contrato, no valor de R$ 85,75 milhões, firmado em julho, dá 180 dias para que a Delta conclua o serviço. Como o prazo se encerra em 21 de janeiro, não há quebra de acordo configurada.

As razões que levaram a Infraero a bancar uma contratação sem o processo licitatório, no entanto, caíram por terra. Quando fechou o contrato, a estatal argumentou que a urgência da obra era necessária para evitar um apagão aéreo no fim do ano.

"Aconteceu um problema, um incidente. O que podemos fazer? Paciência. Como não teremos a estrutura disponível, vamos buscar uma forma de diminuir os problemas em Cumbica, que fatalmente vão ocorrer", disse Vale.

O presidente da Infraero afirmou que cerca de 200 colaboradores da empresa serão deslocados para o atendimento em Cumbica nas duas próximas semanas. "Estamos alinhando ações com as companhias aéreas e a Receita Federal. Todas as folgas estão suspensas nos próximos dias. Até o pessoal do setor administrativo vai ajudar nas operações. Agora vamos ter que resolver as coisas no braço."

As causas da queda do teto do terminal em construção estão sendo apuradas pela Polícia Federal, Infraero e pela Delta. Segundo Vale, cerca de mil metros da proteção da cobertura do terminal desabaram. A Infraero decidiu trocar todos os 7 mil metros da estrutura, para evitar novos riscos de segurança. "Os fabricantes foram acionados para fazer uma nova estrutura, mas esse tipo de material não tem pronta entrega, vamos ter de aguardar", disse.

Procurada pelo Valor, a Delta não quis se pronunciar sobre o assunto. Em relatório divulgado em setembro, os auditores do TCU chamaram a atenção para a "falta de comprovação de capacidade técnica da empresa contratada para a execução do objeto contratado". A Infraero, no entanto, garantiu que iria realizar "rigoroso controle na fiscalização e no acompanhamento da execução" da obra.

No dia do incidente em Guarulhos, o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, chegou a garantir que a entrega do novo terminal ocorreria no dia 20.

A capacidade de atendimento do novo terminal é de 5,5 milhões de passageiros por ano. Em 2010, o aeroporto teve crescimento de 23% no volume de passageiros sobre o ano anterior, recebendo 26,8 milhões de pessoas. No primeiro semestre deste ano, a alta foi de 16% sobre igual período de 2010. A previsão é que 31,5 milhões de passageiros passem pelo aeroporto até o dia 31.

Nenhum comentário:

Postar um comentário