quinta-feira, 22 de março de 2012

Guarulhos recebe o maior avião do mundo

22/03/2012 - Webtranspo

Airbus A380 vem ao Brasil para evento promocional -

O Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP), irá receber, nesta quinta-feira, 22, o maior avião do mundo. Trata-se do Airbus A380, que vem ao Brasil para um evento promocional. Esta é a segunda vez que o terminal paulista recebe a aeronave.

Lançado em 2005, o modelo possui mais de 72 metros de comprimento, leva entre 520 e 800 passageiros e custa, aproximadamente, US$ 375 milhões. O avião ainda não tem previsão para começar a operar no País, já que nenhuma companhia aérea brasileira possui o jato. Em setembro de 2011, a Infraero autorizou a Emirates a operar com o A380 em Cumbica, porém alguns detalhes ainda impedem a conclusão da operação.

"A Emirates faz constantemente pesquisas em aeroportos do mundo inteiro, incluindo o de São Paulo, para saber da viabilidade de operar com o A380, mesmo porque a companhia tem 69 aeronaves A380s sob encomenda e precisa alocá-las em diferentes rotas. O mercado brasileiro é muito importante para a Emirates e pretendemos trazer o A380 no momento oportuno", disse Ralf Aasmann, diretor-geral da companhia árabe no Brasil.

A Emirates opera duas rotas diárias de Dubai, nos Emirados Árabes, para o Brasil, uma em Cumbica e a outra no Galeão, todas com uma grande aeronave – um Boeing 777-300ER de 340 assentos e oito suítes privadas. A empresa pediu autorização para descer com o A380 em Guarulhos às 18h e decolar às 2h. Mas estes horários não são compatíveis com o grande volume de voos no terminal.

Após passar por Cumbica, o A380 também pousará nos aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro (RJ), e de Viracopos, em Campinas (SP), ambos nesta sexta-feira, 23. No terminal carioca, a aeronave deve realizar alguns testes de desempenho. Já no interior paulista, serão feitas manobras de toque e arremetida. De lá, o jato volta para Cumbica, onde encerra a sua visita ao País no sábado, 24, quando o modelo decolará rumo a Santiago, no Chile.

Nenhum comentário:

Postar um comentário