quarta-feira, 4 de abril de 2012

TAM e Gol perdem mercado em fevereiro

04/04/2012 - Valor Econômico

Alberto Komatsu

O cenário de contenção de oferta das duas maiores empresas aéreas do país começa a mostrar seus efeitos e pode indicar uma tendência do setor para 2012. O duopólio TAM e Gol perdeu 5,75 pontos percentuais de participação nos voos domésticos em fevereiro, na comparação anual, com fatia combinada de 73,59%. Avianca, Azul, Webjet e Trip avançaram 6,44 pontos percentuais na mesma base de comparação, com participação conjunta de 25,67%.

Os dados são da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e mostram que a perda de fôlego de TAM e Gol aconteceu num mês em que a demanda por voos domésticos cresceu 12,9%, diante de fevereiro de 2011. O resultado foi influenciado pela ocorrência do Carnaval um mês antes do que no ano passado. Por isso, o desempenho ficou acima da média dos últimos cinco meses, que mostraram desaceleração do crescimento da demanda, com alta mensal de um dígito.

A Webjet foi adquirida pela Gol em julho de 2011, mas o negócio ainda aguarda aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Nesse sentido, a Anac ainda divulga os dados das duas empresas separadamente.

"Esse crescimento de participação das empresas de médio porte é resultado do aumento de oferta. As duas maiores estão com o foco em rentabilidade", diz o especialista em aviação da consultoria Bain & Company, André Castellini.

A frota combinada de Gol e Webjet vai recuar dos atuais 145 aviões para 141 em 2012, segundo dados preliminares da Gol. A TAM divulgou, em janeiro, uma revisão para baixo do seu plano de frota. A empresa aumentou de quatro para sete a quantidade de aviões que desistiu de incorporar para voos domésticos. Para os voos ao exterior, a empresa vai receber quatro aviões da Boeing, modelo 777.

Clique na imagem para ampliar
Na rota inversa, Avianca, Azul e Trip planejam ampliar sua frotas neste ano. A Webjet vai aumentar a sua capacidade com a renovação da frota por aviões com cerca de 40 assentos a mais.

A perda de participação das duas maiores companhias aéreas brasileiras já vinha sendo registrada, mas em velocidade menor. No acumulado de janeiro a dezembro de 2011 ante 2010, segundo a Anac, a perda de participação de mercado conjunta de TAM e Gol foi de 1,57 ponto percentual. O avanço do grupo intermediário, por sua vez, foi proporcional, de 1,63 ponto percentual.

O fluxo de passageiros em voos internacionais, operados por companhias aéreas brasileiras, registrou crescimento de 8,95% em fevereiro, em relação ao mesmo mês de 2011. A oferta de assentos teve expansão de 1,16%.

As aéreas da América Latina tiveram expansão de 13,3% no fluxo de passageiros e 10,8% de aumento na capacidade em fevereiro, em relação ao mesmo mês de 2011, informou ontem a Associação Internacional do Transporte Aéreo (da sigla em inglês Iata). A entidade citou o Carnaval brasileiro, que distorceu o resultado mundial.

Foi a terceira maior taxa de crescimento global na demanda por viagens aéreas em fevereiro, na comparação anual, atrás dos 24,7% da África e dos 23,4% do Oriente Médio. A demanda global por viagens aéreas registrou crescimento de 8,6% em fevereiro, na comparação com igual período de 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário