sexta-feira, 15 de junho de 2012

GOL encerra serviço de ônibus gratuito entre aeroportos do Rio de Janeiro

08/06/2012  - Melhores Destinos
 
Passageiros da GOL com destino ao aeroporto do Galeão foram surpreendidos com o fim do serviço de ônibus gratuito que a companhia oferecia entre o terminal e o aeroporto de Jacarepaguá, na Barra da Tijuca. Até agora a companhia não divulgou o fim do serviço, mas já o retirou do seu site, onde agora constam apenas os transfers entre os aeroportos de São Paulo e o do terminal Navegantes à cidade de Blumenau. Não se sabe, contudo, até quando os mesmos serão mantidos.
“Acompanho sempre o Melhores Destinos e não vi nada falando sobre a GOL ter parado com os ônibus que tinha ligando o aeroporto do Galeão ao de Jacarepaguá. Comprei uma passagem pela GOL, mais cara, para usar esse serviço, como sempre faço, e descubro que, no silêncio, a GOL encerrou o serviço em maio e não falou nada! ABSURDO!”, lamentou o leitor Clemente Vieitas Júnior.

A GOL mantinha sete horários de ônibus diários entre o Galeão e Jacarepaguá. A companhia inclusive era a única empresa a manter um terminal de check-in no terminal de Jacarepaguá, que possui ótima localização mas serve apenas a voos particulares. No site da Infraero a GOL ainda consta como única empresa regular a operar no aeroporto – parece que nem ela foi avisada.
Tudo leva a crer que a medida é parte do processo de corte de custos da GOL, que já adotou medidas como o fim dos lanches gratuitos na maior parte das rotas, redução de quatro para três comissários de bordo, suspensão de voos, fechamento de salas VIP e demissão de centenas de funcionários. Segundo a Imprensa, entre cortes e demissões voluntárias a companhia deve ter dispensado quase mil pessoas desde o início do ano.
Como no caso dos lanches, a companhia não é obrigada a oferecer o serviços gratuito, mas mais uma vez erra ao não informar seus clientes como antecedência!
O Melhores Destinos solicitou à GOL mais detalhes sobre o fim dos serviços e atualizaremos este post com as informações assim que forem recebidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário