quinta-feira, 12 de julho de 2012

Gol amplia voos na América do Sul; Santiago continua fora

11/07/2012 - O Estado de São Paulo

Reuters

A companhia aérea Gol terá novos voos diretos na América do Sul e ampliará de rotas internacionais já existentes, depois de ter anunciado o cancelamento de viagens para Santiago.

A empresa adicionará voos diretos do aeroporto de Guarulhos (SP) para as cidades de Montevidéu (Uruguai), Assunção (Paraguai) e Santa Cruz de la Sierra (Bolívia), segundo comunicado nesta quarta-feira.

A empresa também vai ampliar voos para a Argentina, por meio de viagens entre Porto Alegre (RS) e Buenos Aires, além da melhoria dos horários das rotas entre a capital argentina e Florianópolis (SC).

"Além disso, foi inaugurada uma nova operação entre Viracopos (SP) e Ezeiza (aeroporto de Buenos Aires), ligação inédita no Brasil. Com escala em Curitiba, esse novo voo trará mais comodidade aos viajantes do interior paulista, e, também, uma nova opção direta para os clientes paranaenses com destino ao país vizinho", afirmou a Gol.

Na semana passada, a Gol já havia informado que iniciaria em 15 de agosto voos diretos entre São Paulo e Montevidéu, sendo que antes disso os voos faziam escala em Porto Alegre. O anúncio foi feito logo depois que o governo do Uruguai decidiu encerrar operações da companhia aérea uruguaia Pluna por problemas financeiros da empresa.

A Gol garante, contudo, que a decisão de voar diretamente para a capital uruguaia não tem relação com o fim das operações da Pluna.

No caso de Assunção, a Gol -que antes só tinha voos via Curitiba- terá uma frequência direta com origem em São Paulo. Já para Santa Cruz de La Sierra a companhia terá, além do voo direto de São Paulo, mais voos a partir de Campo Grande (MS).

A Gol, segunda maior companhia aérea do Brasil, anunciou no início deste ano reestruturação da sua malha aérea com o objetivo de reduzir custos. As medidas incluem ainda a demissão de funcionários: neste ano cerca de 2,5 mil colaboradores devem deixar a companhia.

Em 14 de junho, a Gol anunciou que deixará de voar para a capital do Chile a partir de 3 de outubro, após estudos de viabilidade da rota feitos pela empresa.

(Por Diogo Ferreira Gomes e Carolina Marcondes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário