segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Italiana WindJet para de voar

13/08/2012 - O Globo

Empresa aérea suspende operações e deixa centenas sem viajar
Economia

-ROMA- A companhia aérea italiana de baixo custo Windjet suspendeu todos os seus voos à meia-noite de sábado para domingo e deixou centenas de passageiros no chão em diversos aeroportos da Itália. Segundo a agência italiana de notícias Ansa, a empresa ficou à beira da quebra depois que fracassaram as negociações de sua venda para a companhia aérea Alitalia.

Os passageiros prejudicados passaram o dia em diversos aeroportos do país. Segundo a agência, o Ente Nacional para Assistência Civil (Enac) do país avaliava suspender a licença da companhia por “incapacidade manifesta”. A entidade estima que 300 mil passageiros podem ser prejudicados até outubro. Muitos estão sendo assistidos por outras companhias, como a própria Alitalia, que disponibilizou 20 voos diários para dar conta da demanda da Windjet. Mas os serviços não são oferecidos gratuitamente, o que tem gerado protestos.

ATRASOS RECORRENTES A associação de defesa dos consumidores, Codacons (na sigla em italiano) reagiu duramente ao comportamento das empresas:

— Trata-se de um pedido sumariamente injusto que se faz a viajantes que se encontram em situação de necessidade e sem possibilidade de escolha — disse o presidente da organização, Carlo Rienzi.

Segundo a imprensa italiana, nos últimos dias, a Windjet acumulara atrasos e cancelamento. Um dos problemas que levou à insolvência da empresa seria a alta do preço dos combustíveis. A empresa já teria devolvido alguns aviões contratados via leasing.

Nenhum comentário:

Postar um comentário