sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Construção de novo aeroporto pode desativar Salgado Filho (RS) em 2023

17/01/2013 - Transporta Brasil

Novo terminal terá duas pistas, que atenderão as necessidades tanto em termos de cargas quanto em termos de passageiros

Silas Colombo, repórter do Portal Transporta Brasil

Um projeto para a construção de um novo aeroporto na região Metropolitana de Porto Alegre foi apresentado ao governo do Estado do Rio Grande do Sul esta semana. A proposta indica que com o funcionamento do novo terminal aéreo, em 2023, o Aeroporto Salgado Filho será desativado.

O estudo foi elaborado em quatro semanas pelo escritório da consultoria PwC, encomendado por meio de um convênio entre a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), a Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), e a Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS). O documento foi entregue ao Executivo pelo presidente da Fiergs, Heitor Muller.

A previsão é de que o empreendimento tenha capacidade para o transporte de 20 milhões de passageiros. Uma das localidades cogitadas para receber o terminal é Nova Santa Rita, a 23 quilômetros da Capital. Porém, conforme o titular da Secretaria do Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI), Mauro Knijnik, o local ainda não está confirmado. Segundo ele, outras três cidades estão sendo consideradas: Guaíba, Canoas e Viamão.

Conforme Knijinik, o aeroporto Salgado Filho não atende o transporte de cargas das empresas, o que ocasiona custos mais elevados para importação e exportação. A atual capacidade do terminal, principalmente o tamanho da pista, impede que a exportação seja feita 100% pelo Rio Grande do Sul – 75% é realizada pelos aeroportos de São Paulo (50% por Guarulhos e 25% por Campinas). Segundo o estudo, o novo aeroporto terá duas pistas, que atenderão as necessidades tanto em termos de cargas quanto em termos de passageiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário