sábado, 12 de janeiro de 2013

Infraero inicia análise de propostas para obra de ampliação do Afonso Pena

09/01/2013 - Gazeta do Povo

Dois consórcios - um formado por quatro empresas, o outro, por três - apresentaram propostas para
ampliação do terminal de passageiros do aeroporto

RAFAEL WALTRICK

A Infraero iniciou nesta terça-feira (8) a análise das propostas das empresas interessadas em assumir a obra de ampliação do terminal de passageiros do Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O processo está sendo feito por meio do Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que autoriza que uma mesma empresa assuma a responsabilidade pelos projetos e a execução de uma obra pública, como ocorrerá no Afonso Pena.

Dois consórcios - um formado por quatro empresas, o outro, por três - apresentaram propostas. A Comissão de Licitação divulgou na tarde desta quarta-feira as notas técnicas e começou a negociar as propostas de preços trazidas pelos consórcios. O Consórcio Sial-Jotaelle-PJJ recebeu a maior nota técnica. Os representantes do consórcio, porém, pediram que a reunião fosse suspensa até a tarde desta quinta-feira após a Infraero ter solicitado um desconto de 35% no valor apresentado na proposta de preços.

Como a licitação está sendo feita pelo RDC, o valor total dos recursos que serão investidos pelo governo federal na elaboração dos projetos e na execução da obra do terminal só será divulgado ao final da licitação. Na reunião desta quarta-feira, o outro consórcio que participa do processo já afirmou que não tem mais interesse em continuar na licitação, devido à proposta de desconto da Infraero. A reunião desta quinta-feira está marcada para começar às 15h.

A previsão inicial da Infraero era que os projetos básicos e executivos começassem a ser feitos ainda este mês. Segundo o edital, lançado em novembro, a obra se estenderá por três anos. Parte da reforma do terminal atual deve ser concluída até 30 de maio de 2014 – às vésperas da Copa do Mundo, que começa em junho. Entre as intervenções previstas estão a implantação de oito novas pontes de embarque e mais 32 balcões de check-in.

Nenhum comentário:

Postar um comentário