sábado, 19 de janeiro de 2013

TAP recebe aporte de Portugal

16/01/2012 - Valor Econômico

Alberto Komatsu

O governo de Portugal fez um aporte de € 100 milhões na TAP para reforçar o caixa da companhia aérea e pretende retomar, neste ano, o seu processo de privatização, adiado em dezembro.

A informação é do secretário de Transportes português, Sérgio Monteiro, em entrevista à agência de notícias Lusa. Segundo ele, a injeção de recursos na TAP foi feita por meio da Parpública, empresa estatal que detém as participações do governo português em empresas de diversos setores.

"Uma vez estabilizado o caixa da empresa, estamos prontos para recolocar o processo de privatização em marcha", disse Monteiro. Segundo ele, assim que for oportuno, será divulgada a data do novo calendário de privatização.

A companhia, nos nove primeiros meses de 2012, acumulou prejuízo líquido de € 50,3 milhões. Em 20 de dezembro, o governo de Portugal rejeitou a proposta do Grupo Synergy, do empresário Germán Efromovich, para comprar a TAP. Com isso, adiou a privatização da empresa aérea portuguesa. Naquela ocasião, a secretária portuguesa do Tesouro, Maria Luís Albuquerque, afirmou que o Synergy não havia depositado "as garantias adequadas", de € 35 milhões.

Em recente entrevista ao Valor, Efromovich disse estar "surpreso", pois as garantias teriam de ser apresentadas no dia do fechamento do negócio, 27 de dezembro. Ele acrescentou que a disposição para participar de um novo processo de privatização dependeria das condições. "Pode ser que sim ou pode ser que não", afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário