sábado, 23 de março de 2013

Empresa aérea Azul pode ampliar negócios no Tocantins

20/03/2013 - Conexão Tocantins

Os representantes da empresa aérea Azul estiveram reunidos com o secretário da Sedecti – Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Paulo Massuia, nesta quarta-feira, 20, em busca dos benefícios do programa Prologística, que tem por finalidade contribuir para o desenvolvimento do Estado mediante o estímulo às atividades de transporte, armazenagem e distribuição de mercadorias.

A Azul deseja obter os incentivos deste programa, que estimula a empresa aérea interessada, assim como operadora de logística, que precisa operar em centros logísticos ou distritos empresariais, com atividades de transporte de carga, agenciamento e armazenamento de mercadoria, própria ou de terceiro, destinada à distribuição.

Os executivos adiantaram que estão realizando estudos de viabilidade econômica para expandir as operações da empresa no Estado. "Este programa, Prologística, nos interessa muito e a empresa Azul busca esta parceria com o Governo do Estado", disse o gerente de relações institucionais da Azul, Ronaldo Veras.

O secretário Paulo Massuia durante a reunião apresentou os programas de incentivo do Governo e destacou a posição privilegiada do Tocantins no cenário nacional. "Temos uma excelente localização geográfica, além de programas que incentivam as empresas se instalarem aqui. O Tocantins é hoje um Estado com ótimas oportunidades para receber as empresas que desejam expandir seus negócios", destacou Massuia para os executivos.

Empresa Azul

Com mais de três anos desde sua criação, a Azul e a Trip assinaram acordo de associação que, se aprovado, será a terceira empresa da aviação brasileira a se consolidar no mercado brasileiro. Juntas, Azul e Trip somam121 aeronaves, 840 voos diários, 100 destinos atendidos e aproximadamente15% do mercado doméstico.
Hoje, com quase 10% de participação, consolida-se como a terceira maior companhia aérea do País. A empresa atingiu recordes mundiais e conquistou alguns dos melhores índices do setor de aviação brasileira. A malha aérea construída em aproximadamente 3 anos, sendo a frota estratégica composta de 69 E-Jets e 47 ATRs, totalizando 116 aeronaves.

Prologística

Os incentivos fiscais do Prologística são concedidos pelo período de até dez anos, e compreendem, em referência ao ICMS: crédito presumido de 75%, nas prestações interna e interestadual, para a empresa operadora de logística e a de transporte aéreo de carga, aplicado sobre o saldo devedor do ICMS decorrente das prestações realizadas e condicionado ao recolhimento do imposto devido; a redução da base de cálculo, de forma que resulte em carga tributária efetiva de 3%, nas saídas internas de combustível de aviação destinado aos vôos regulares saindo de aeroporto do Tocantins para outro nas Regiões Norte e Nordeste, desde que a abastecedora conceda o desconto equivalente ao imposto dispensado e indique o valor descontado no respectivo documento fiscal. (Ascom SIC)

Nenhum comentário:

Postar um comentário