quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Aeroporto para voos executivos é inaugurado em São Joaquim da Barra

19/08/2013 - G1

Novo aeródromo tem pista de 1,32 mil metros e 1,25 mil m² de hangares.
Cerimônia de abertura contou com participação de 47 aeronaves Bonanza.

Leandro Mata

Do G1 Ribeirão e Franca

Aeroporto de São Joaquim da Barra é inaugurado (Foto: Marcio Jumpei/HiGH)
Aeroporto de São Joaquim da Barra é inaugurado
(Foto: Marcio Jumpei/HiGH)

Um aeroporto previsto para receber voos executivos foi inaugurado na tarde deste domingo (18) em São Joaquim da Barra (SP). O novo aeródromo tem pista de 1,32 mil metros e 1,25 mil metros quadrados de hangares. O objetivo principal do proprietário Luiz Gustavo Junqueira é que o local receba inicialmente pequenas e médias aeronaves particulares e aviões usados na pulverização de lavoura, mas ele não descarta a futura ampliação das atividades.

A reforma do aeroporto, com terreno total de 47 hectares, começou em agosto de 2012, logo após Junqueira vencer uma licitação municipal que lhe deu o direito de explorar o estabelecimento por 25 anos. A modernização do aeródromo contou com obras no terminal de passageiros, a pista foi asfaltada e cresceu de 1 mil metros para 1,32 mil, um hangar de 650 metros quadrados foi construído e outro com 500 metros quadrados esta previsto para ser entregue em novembro, além dos três hangares que já existiam anteriormente e totalizam 600 metros quadrados.

Para Junqueira, a logística é a grande vantagem do aeroporto, que fica distante 75 quilômetros de Ribeirão Preto (SP), a 105 km de Uberaba (MG), 56,4 km de Franca (SP) e 96 km de Barretos (SP). "É uma região muito central, então é uma pista importante para eventos aeronáuticos e também para os amantes de automóveis antigos se houver o interesse. A apenas 1 hora de carro, em um raio de 100 quilômetros, você tem uma região com 2 milhões de habitantes", explicou.

Hangares foram ampliados em reforma do aeroporto de São Joaquim da Barra (Foto: Marcio Jumpei/HiGH)
Hangares foram ampliados em reforma do aeroporto
(Foto: Marcio Jumpei/HiGH)

O aeroporto, segundo o proprietário, já está sendo procurado por empresários do agronegócio que pretendem utilizar o local para seus aviões de pulverização de plantações. "Existem empresas de pulverização agrícola que estão utilizando o aeroporto para sua operação na região. É um nicho de mercado que eu nunca pensei. Os aeroportos maiores são muito grandes para esses aviões e os de mesmo porte ou menores que o daqui, não tem estrutura", afirmou.

Por enquanto o empresário pretende focar no mercado de aviação executiva, mas não descarta futuramente ampliara as atividades do aeródromo para receber aviões comerciais. Segundo Junqueira, o aeroporto tem capacidade para receber aeronaves turbo-hélice de até 70 passageiros.

"Uma das nossas ideias é balizar a pista, ou seja, para que o aeroporto possa funcionar à noite. Com isso, ele pode servir como uma opção para aeroportos da região", disse.

A inauguração do aeroporto de São Joaquim da Barra contou com 47 aeronaves do Bonanza Clube do Brasil. O grupo é formado por 300 associados amantes de aviões da fabricante norte-americana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário