quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Airbus: obras em Guarulhos dariam receita de R$ 16 milhões

27/08/2013 - O Estado de SP

LUCIANA COLLET - Agencia Estado

SÃO PAULO - A antecipação de investimentos em adaptações da pista do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na Grande São Paulo, poderia permitir que a instalação registrasse uma receita adicional de R$ 16 milhões somente em 2014, estima a Airbus. O valor se refere às tarifas aeroportuárias que seriam arrecadadas com o recebimento de aviões A380, o maior da companhia e que hoje não pode aterrissar no aeroporto por falta de infraestrutura.

"Quatro companhias aéreas internacionais já declararam interesse em trazer suas aeronaves A380 para o Brasil", disse o diretor sênior de Vendas da Airbus, Michel Clanet, citando Emirates, Lufthansa, Air France e British Airways. A partir de 2014, quando o novo terminal 3 do aeroporto ficar pronto, Guarulhos estará apto a embarcar e desembarcar o A380, uma vez que um novo terminal terá quatro plataformas (fingers) que atenderão aos grandes aparelhos. No entanto, o maior avião da Boeing não poderá decolar ou aterrissar porque a pista não estará apta para receber o equipamento.

As obras para a adaptação da pista devem iniciar somente quando o terminal ficar pronto e estão previstas para serem concluídas em 2016. "Esta obra poderia ser antecipada, os investimentos somam US$ 5 milhões, o que representa só 0,7% do previsto para a primeira fase (US$ 800 milhões)", defendeu.

Clanet lembrou que nenhum país da América do Sul recebe atualmente esse avião. "Com os eventos esportivos previstos para acontecer nos próximos anos, o Brasil tem a oportunidade para ser o primeiro a receber o A380", sugeriu. A Airbus não realizou estudos sobre demanda de companhias aéreas por operar voos com o A380 para outros aeroportos brasileiros, mas indicou que Galeão, no Rio, e Viracopos, em Campinas (SP), também seriam candidatos a receber a aeronave. Fora do Brasil, ele destacou o interesse do aeroporto de Ezeiza, Buenos Aires, mas revelou que até agora não houve interesse das companhias aéreas de operar para o destino. O executivo participou do Aeroinvest 2013, que se realiza em São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário