quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Economia fraca faz Azul cancelar abertura de capital

19/08/2013 - O Estado de S.Paulo

Companhia aérea irá aguardar melhora no mercado para realizar o IPO; na semana passada, a Votorantim Cimentos também desistiu da sua oferta inicial

Gabriela Forlin, da Agência Estado

SÃO PAULO - A Azul Linhas Aéreas desistiu de abrir o capital, pelo menos por enquanto. Por meio de sua assessoria de imprensa, a empresa confirmou que protocolou o pedido de desistência do processo de registro de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) "em razão de condições macroeconômicas desfavoráveis".

Na semana passada, o fundador da Azul Linhas Aéreas, David Neeleman, havia dito que o IPO da companhia neste ano parecia improvável em função das condições do mercado. "Não é uma questão de ''se'', mas de ''quando''", havia dito.

A Azul planejava utilizar os recursos captados com a oferta para comprar novos aviões e acrescentar rotas, mas Neeleman afirmou que a companhia não precisa de dinheiro. Assim, a empresa não tem outros planos de financiamento no momento, porque seriam desnecessários, segundo ele.

A expectativa da empresa era levantar entre US$ 500 milhões e US$ 700 milhões com a oferta, segundo fontes.

Na última segunda-feira, 12, a Votorantim Cimentos também pediu a retirada do registro de oferta pública inicial de units à CVM e à U.S. Securities Exchange Comission (SEC, órgão regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos).

Nenhum comentário:

Postar um comentário