sábado, 17 de agosto de 2013

Governo autoriza aeroporto da JHSF em SP

Governo autoriza aeroporto da JHSF em SP

12/08/2013 - O Estado de S.Paulo

Incorporadora poderá construir e explorar o aeroporto executivo na cidade de São Roque, a 60 quilômetros da capital

Mauro Zanatta, de O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO - O ministro-chefe da Secretaria da Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, anuncia nesta terça-feira a autorização para a construção e exploração de um aeroporto executivo da incorporadora JHSF, em São Roque (SP), a 60 quilômetros da capital. A informação foi antecipada pela colunista Sonia Racy em seu blog.

"Fizemos a análise do espaço aéreo, a análise de mercado e vamos autorizar", disse o ministro ao Estado. "Agora, depois dessa autorização, eles podem tocar o obra, aprovar seu projeto na prefeitura, no governo do Estado e tratar das questões ambientais."

Moreira Franco diz que novas autorizações devem ocorrer em breve. "É o segundo da turma privada. E vamos ampliar", afirmou. Há outros dois pedidos em análise na SAC. O primeiro aeroporto privado do País, o Aeródromo Privado Rodoanel, recebeu sinal verde em meados de julho. Será operado pela Harpia Logística, em Parelheiros, em São Paulo.

Em documento enviado à SAC, em novembro de 2011, a JHSF pede a autorização para construir, em uma área de 2 milhões de km², um aeródromo para 200 mil pousos e decolagens por ano. O empreendimento, batizado de Catarina, terá duas pistas - de 2 km e de 2,47 km.

Também contará com área residencial, campo de golfe, outlet, centro empresarial, centro de convenções e hotéis. O aeroporto servirá à aviação geral e, eventualmente, à aviação regional regular e cargas para importação e exportação. Contará, segundo o documento, com centros de manutenção e hangaragem de aeronaves e helicópteros usados pela aviação executiva.

A pedido da JHSF, o aeroporto deve ser internacional para que o modelo de negócios de aviação executiva seja viável e sustentável.

A empresa afirmou à SAC que o aeroporto servirá, ainda, como um ponto "drop-and-go" para a Copa de 2014 e para a Olimpíada de 2016 no Brasil, podendo ter seus pátios utilizados como aeroporto de estacionamento de aeronaves visitantes, já que está a 75 minutos de voo de sete das 12 cidades-sede da Copa 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário