quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Viracopos negocia mais voos com GOL, TAM e duas companhias internacionais

27/08/2013 - Melhores Destinos, Denis Carvalho

Os administradores do aeroporto de Viracopos, em Campinas, estão empenhados no projeto de transformar o terminal, a 100 km de São Paulo, no novo hub internacional da América Latina. Segundo revelou hoje a Imprensa internacional, o Consórcio Viracopos, que administra o aeroporto, está negociando incentivos para aumentar o número de voos da GOL e da TAM. Ale´m disso, duas companhias estrangeiras estariam interessadas em começar voos para Campinas antes da inauguração do novo terminal, marcada para maio de 2014.

"Estamos conversando com empresas (brasileiras). Na linha de atração de mais voos domésticos estamos conversando com TAM e GOL e vamos sentar na mesa e dar incentivos para elas", disse diretor comercial do aeroporto, Aluizio Margarido. Atualmente, a Azul é a principal empresa aérea que opera voos de passageiros no aeroporto.Entre os incentivos estariam a redução ou isenção temporária de taxas, que poderiam ser usadas pelas companhias para baratear tarifas e atrair passageiros para VCP.

O executivo também não descartou dar incentivos a empresas estrangeiras para elevar o número de voos internacionais a partir de Viracopos e acrescentou que a concessionária já negocia com duas empresas da América Latina, como parte de sua intenção de atrair estrangeiras para elevar receitas. "Estamos negociando com duas empresas que querem fazer voos já com as instalações existentes, mas grande volume mesmo a gente só vai conseguir com o novo terminal, por causa da infraestrutura".

Segundo ele, a empresa considera atrair voos que atendam os destinos internacionais mais procurados por brasileiros, como Buenos Aires, Nova York e Miami. Após a falência da Pluna e a alteração de um voo da GOL para Buenos Aires, Viracopos tem hoje somente um voo internacional operado pela TAP até Lisboa. vale lembrar que o terminal acaba de inaugurar uma loja free shop, operada pela Dufry, A falta do atrativo era um dos empecilhos apontados pelas companhias estrangeiras.

Além das duas companhias com negociações em andamento, em outubro a Aeroportos Brasil pretende apresentar o Viracopos para outras empresas aéreas do mundo todo durante o fórum World Routes, em Las Vegas. "Queremos nos tornar um hub para voos com origem ou destino na América Latina", disse Margarido.

O grande entrave para o crescimento de Viracopos, continua sendo a falta de transporte público ligando o terminal a São Paulo. TAP e Azul mantêm ônibus gratuitos para atrair passageiros, mas é difícil que outras companhias adotem a tática: "O acesso à Viracopos é para nós uma questão fundamental", disse Margarido, observando que, por enquanto o aeroporto é servido por ônibus fretados. "Com os sucessivos atrasos no processo de licenciamento do trem-bala, a nossa grande esperança agora é o trem regional."

Nenhum comentário:

Postar um comentário