quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Aeroporto de Guajará-Mirim, RO, está interditado há quase um ano

03/09/2013 - G1

Desde outubro de 2012 somente aeronaves militares podem pousar no local.

Saguão está abandonado e pista de pouso e decolagens tem rachaduras.

Leile Ribeiro
Do G1 RO


Aeroporto de Guajará-Mirim, RO (Foto: Leile Ribeiro/G1)

O aeroporto de Guajará-Mirim (RO) está interditado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), desde outubro de 2012, por não oferecer estrutura para receber passageiros e aeronaves. O saguão de embarque e desembarque está abandonado e a pista de quase dois quilômetros tem rachaduras e vegetação. Em toda a extensão o balizamento noturno não funciona e, além disso, não há serviço de prevenção, salvamento e combate a incêndio.

Os problemas encontrados na fiscalização da Anac são os mesmos identificados em uma inspeção realizada em 2008. No local só podem pousar aeronaves militares e aviões particulares pousam em uma pista alternativa, localizada em uma propriedade privada, a 20 quilômetros do município.

saiba mais
Reforma do Aeroporto Municipal de Vilhena, RO, já dura um ano
Aeroportos de RO devem passar por reforma; um pode ser interditado
Companhia não foi notificada sobre suspensão de voos em Ji-Paraná, RO
Aeroporto de Cacoal, RO, passa a operar com apenas um voo diário

De acordo com o diretor do Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER), Lúcio Mosquini, para a reforma devem ser investidos R$ 4,8 milhões, recursos estes da Secretaria de Aviação Civil (SAC), através do Banco do Brasil, mas ainda não há previsão para as obras começarem.

"Na reforma, o balizamento noturno será trocado, a cerca patrimonial será reconstruída e toda a pista vai ser pavimentada de acordo com as normas da Anac. Além disso, a pista vai receber também sinalização horizontal. A área de embarque em todos os aeroportos deve ser padronizada", comenta Mosquini.

Além de Guajará-Mirim, os aeroportos de Porto Velho, Ji-Paraná, Ariquemes, Pimenta Bueno, Vilhena e Cacoal serão contemplados pelo Plano de Investimento em Logística Aeroportuária, do Governo Federal. Ao todo serão investidos R$ 83 milhões.


Pista do aeroporto apresenta rachaduras (Foto: Leile Ribeiro/G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário