segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Brasil passa Portugal e é maior mercado da Tap

07/10/2013 - Panrotas

A venda de passagens da Tap ficou próxima de 1,6 bilhões de euros nos primeiros nove meses do ano, com um crescimento em 6,1%, com destaque para as vendas em mercados internacionais. As informações são exclusivas doo Presstur, parceiro editorial da PANROTAS em Portugal. 

O diretor de Vendas da Tap, Carlos Paneiro, que comenta os dados de janeiro a outubro (os de setembro ainda não foram oficialmente divulgados) assume que é objetivo da Tap ultrapassar pela primeira vez os dois bilhões milhões de euros este ano, comentando que as perspectivas de o conseguir "são positivas", embora admita que o último trimestre "será muito exigente". Esse número diz respeito apenas ao gerado com a venda de bilhetes. Não inclui taxas por excesso de bagagem, remarcações, entre outras. Com esses dados, a Tap já ultrapassou os dois bilhões de euros em 2012.

BRASIL PASSA PORTUGAL
Ainda nesse balanço de janeiro a agosto, de acordo com os números adiantados por Carlos Paneiro, o Brasil é o maior mercado individual da Tap, com 327,1 milhões de euros, cerca de 200 mil euros mais do que o vendido em Portugal, tradicionalmente o maior mercado da Tap. Algumas fontes pedem que se olhem esses dados "prudência", pois o julho é um mês de férias escolares no Brasil.

A maior fonte de receitas de passagens por região continua sendo o conjunto dos países europeus excluindo Portugal, com 516,9 milhões de euros, e com Alemanha, Reino Unido e França "a responder bem". Já relativamente aos mercados que mais crescem, a Tap indica que em primeiro lugar está a Venezuela, com 48,3%, seguindo-se, com 18,2%, os Estados Unidos, que nos primeiros sete meses deste ano é o emissor de turistas para Portugal que maiores crescimentos registrou em receitas turísticas. Depois da Venezuela e EUA, os maiores crescimentos das vendas de passagens de janeiro a agosto são na África, com 7,8%, Europa, com 6,3%, e Brasil, com 6,1%.

No mercado português, penalizado pela crise económica que o País atravessa, ainda assim a Tap aumentou também as vendas, embora em apenas 0,2%.

Nos primeiros oito meses deste ano, os maiores mercados em vendas de passagens foram o Brasil, Portugal, França, Espanha, Alemanha/Áustria, Itália, Angola, Estados Unidos, Reino Unido e Suíça, que em conjunto produziram 84,4% das receitas de passagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário