quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Obras no Salgado Filho devem ampliar em 40% capacidade do aeroporto

01/10/2013 - Correio do Povo

Segundo Infraero, expectativa é de que terminal atenda 12 milhões de pessoas em 2014


Obras no Salgado Filho devem ampliar em 40% capacidade do aeroporto 
Bruno Alencastro / CP Memória

As obras de ampliação do Aeroporto Internacional Salgado Filho de Porto Alegre devem aumentar em cerca de 40% a capacidade do terminal, segundo informou nesta terça-feira o superintendente da regional Sul da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Carlos Alberto Souza. Em entrevista à Rádio Guaíba, ele lembrou, no entanto, que o aeroporto já opera acima da capacidade. "No ano de 2012 nós tivemos 8,2 milhões de passageiros. Este ano deveremos ter um decréscimo de 7% a 8%, mas temos a convicção de que no ano que vem, em função da Copa, devemos ter um acréscimo e chegar a 12 milhões de passageiros," destacou.

O representante da Infraero explicou que essa projeção leva em conta dados do Ministério do Turismo e da CBF. "Realmente é um acréscimo significativo em razão do grande evento que é a Copa. Há um deslocamento antes, durante e o legado para depois, daquelas pessoas que conheceram, acabam retornando ou trazendo outras pessoas", avaliou.

A ampliação do terminal de passageiros deve ter duas etapas. A primeira reunião operacional ocorreu nessa segunda-feira, quando foi apresentado o cronograma para mobilização de pessoal e equipamentos. Na próxima semana deve ter início a fase de terraplanagem e preparação das fundações. Conforme Souza, numa primeira etapa haverá três terminais, mas ocorrerá uma unificação e a Capital contará com dois no final das obras. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos até abril de 2014.

Atraso na implantação do aparelho antineblina

Uma das principais obras do Salgado Filho, a instalação do novo equipamento antineblina chamado Instrument Landing System (ILS II), entretanto, deve sofrer atraso. "O cronograma previa que era pra entregarmos ontem, dia 30, mas infelizmente em função do volume de chuvas de agosto e setembro tivemos atraso. Devemos entregar agora dia 20 de outubro. Vamos encaminhar a documentação pra iniciar o processo de homologação", sustentou Souza.

Quando entrar em operação, o ILS II permitirá pousos e decolagens de aeronaves com 400 metros de visibilidade horizontal e 30 metros de visibilidade vertical. Hoje os limites são de 800 metros e 60 metros.

Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário