terça-feira, 17 de junho de 2014

Aeroporto Santos Dumont é inaugurado na Ponta do Calabouço, em 1936

17/06/2014 - O Globo

Estação de passageiros só foi aberta em 1945, com projeto premiado dos irmãos Roberto

Um dos poucos aeroportos do mundo instalados no coração de uma cidade, o Santos Dumont foi idealizado pelo urbanista francês Alfred Agache, no início dos anos 30. O Rio era capital federal e não dispunha de um aeroporto condizente com suas necessidades. Optou-se então por aproveitar uma área na Ponta do Calabouço, no Centro da cidade, onde atracavam os hidroaviões de rotas nacionais e internacionais.
As obras começaram em 1934 e incluíram a ampliação do aterro em mais 370 mil metros quadrados, com o uso de mais de 2,7 milhões de metros cúbicos de areia, além da construção de uma muralha de contenção. Em setembro de 1935, as primeiras aeronaves, de pequeno porte, começaram a utilizá-lo, na pista de 400 metros. A inauguração oficial do primeiro aeroporto civil do país aconteceu em 30 de novembro de 1936, já com o nome de Aeroporto Santos Dumont. Sua pista tinha, então, 700 metros.

A Estação de Hidroaviões foi aberta no ano seguinte. Ainda em 1937, o governo lançou um concurso para escolher o projeto da Estação Central de Passageiros. Os irmãos Marcelo e Milton Roberto foram vencedores. A obra começou em 1938 e ficou parada durante a Segunda Guerra Mundial - só ficaria pronta em 1945. Foi então que os cariocas puderam conhecer a beleza do predio, de linguagem arquitetônica moderna, marcadamente horizontal, com destaque para a a grade de brise-soleils.

O pé-direito duplo e o salão envidraçado, que permitia aos passageiros não apenas ver o pouso e decolagem, mas também apreciar a paisagem da Baía de Guanabara, ajudaram a fazer do edifício um clássico da arquitetura brasileira.

Outro destaque é o painel do artista plástico Paulo Werneck, que conta a história da aviação. O prédio é tombado.

Hoje, a pista principal tem 1.350 metros e há uma pista auxiliar de 1.260 metros. Desde que a ponte aérea Rio-São Paulo foi criada, em 1959, por um pool de quatro empresas (Varig, Cruzeiro do Sul, Vasp e Panair), já pousaram por lá aviões como DC4, Constellation e Electra II até os atuais boeings 737-300.

Em 13 de fevereiro de 1998, um incêndio que durou oito horas destruiu o aeroporto, que só voltaria a funcionar por completo em 15 de agosto daquele ano. Em 26 de maio de 2007, um novo terminal de passageiros foi inaugurado, dobrando a capacidade do Santos Dumont de quatro milhões para oito milhões de passageiros por ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário