terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Rio tem plano para ampliar uso de três aeroportos regionais do Estado

13/01/2015 - Valor Econômico

O governo do Rio de Janeiro quer remodelar pelo menos três aeroportos no interior do Estado e incentivar a aviação regional nas principais zonas industriais fluminenses. Segundo o Secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório, a criação da infraestrutura será feita em parceria com as empresas aéreas e com verba do Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional (PDAR).

Os terminais ficarão em Campos, norte do Estado e uma das principais áreas produtoras de petróleo; em Itaperuna, noroeste, região com vocação agropecuária, e Resende, no sul fluminense, polo automotivo.

"Alguns [aeroportos] precisam de pequenas reformas e articulação [política] para colocar voos regulares", disse Osório. "Não estamos falando de gigantescas obras, nada disso. Estamos falando em aproveitar a estrutura aeroportuária existente, fazer pequenos ajustes e reformas, e articulado com o governo federal, garantir o Rio de Janeiro nesse programa de aviação regional". O PDAR visa subsidiar operações de empresas aéreas em aeroportos com movimento de até 1 milhão de passageiros por ano.

Segundo Osório, o modelo de administração será estudado caso a caso. Os terminais poderão ser concedidos a operadores privados ou administrados pelo Estado. Os aeroportos dessas três cidades são subutilizados e estão em condições precárias. Apenas Macaé possui linhas regulares e boas condições para pousos e decolagens fora da capital. A aviação regional "facilita o comércio, ajuda a indústria e cria dinamismo", afirmou.

O plano para reconstrução dos aeroportos regionais está sendo feito em parceria com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Infraero. Os estudos ainda estão em fase inicial. O secretário estadual de Transportes não informou quanto deve ser investido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário