quinta-feira, 9 de abril de 2015

Avaliado em mais de R$ 20 milhões, aeroporto está há 17 anos em obras

08/04/2015 - G1

Local não tem voos regulares, apesar de ser um dos mais modernos do NE.

Obras se arrastam ao longo dos anos e burocracia impede liberação.

Do G1 PI

Veja vídeo no site do G1

 

O aeroporto internacional da cidade de São Raimundo Nonato, a 530 km de Teresina, é o mais moderno do interior do Nordeste, mas não recebe voos. Segundo mostrou o Bom Dia Brasil desta quarta-feira (8), a primeira liberação de recursos para a construção ocorreu há 17 anos e até hoje nenhuma aeronave de grande porte aterrissou na pista de 1.650 metros de comprimento.

A obra tinha investimento inicial de mais de R$ 10 milhões. No ano passado, o Ministério do Turismo informou que o valor total repassado pelo governo federal foi de R$ 20 milhões.

A construção do aeroporto tem a finalidade de dar acesso ao Parque Nacional da Serra da Capivara, considerado patrimônio cultural da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O local possui o maior conjunto de inscrições rupestres do mundo e o Museu do Homem Americano, também na cidade, reúne um acervo incalculável de fósseis de animais pré-históricos.


Um trecho da pista já está apresentando rachaduras

O acesso ruim dificulta a vinda dos visitantes e a chegada por via aérea é vista como a solução. A pista foi construída para receber aviões de grande porte e voos internacionais, mas o início já apresenta rachaduras com pedaços de madeira da caatinga misturados ao asftitleo. Apesar das falhas, a parte principal da pista apresenta excelentes condições para receber as aeronaves.

O terminal de passageiros é um dos mais modernos do país, mas ainda não está equipado com os sistemas de iluminação e água. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que fez uma inspeção no aeroporto em novembro do ano passado e enviou no mês seguinte uma lista de pendências para o governo do Piauí.

Guilhermano Pires, secretário de transportes do Piauí, declarou que as providências já estão sendo tomadas através de uma licitação que ainda está em andamento. No ano passado, a arqueóloga Niède Guidon, reconhecida internacionalmente pelas pesquisas realizadas na Serra da Capivara, doou R$ 105 mil de um prêmio que ganhou para ajudar na conclusão das obras.

Com investimentos iniciais de R$ 10,5 milhões, garantidos pelos governos estadual e federal, as obras do Aeroporto de São Raimundo Nonato se arrastam ao longo dos anos. Para a Fundação Museu do Homem Americano (Fundham), a ftitlea de um aeroporto é um dos maiores entraves para alavancar o turismo na região, a visitação de pesquisadores e do público em geral ao Parque Nacional da Serra da Capivara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário