quinta-feira, 2 de abril de 2015

Azul corta voos para 11 cidades e deve demitir até 700 funcionários

01/04/2015 - Folha de São Paulo

Mônica Bergamo

monica.bergamo@grupofolha.com.br

A Azul já cortou voos para onze cidades brasileiras e se prepara para interromper rotas para outros 12 municípios. O total de demitidos pode chegar a 700, já que cada ponto emprega cerca de 30 pessoas.

CONTA

Nos primeiros meses deste ano, o fluxo de passageiros que viajam a negócios teve queda de até 30%, de acordo com David Neeleman, fundador da companhia aérea. A variação do dólar no período também impacta a Azul, já que o combustível dos aviões é negociado na moeda americana.

AVISO

Neeleman e Antonoaldo Neves, presidente da Azul, estiveram na terça (31) em Brasília com o ministro Eliseu Padilha (PMDB-RS), da Aviação Civil, para comunicar o enxugamento em curso.

E para pressionar o governo para que libere R$ 1,8 bilhão do FNAC, o Fundo Nacional de Aviação Civil, presos no cofre por causa do ajuste fiscal.

AVISO 2

Os recursos do fundo são mais um ponto de tensão entre o PMDB e o ministro Joaquim Levy, da Fazenda. De acordo com um senador do partido, o ministro Padilha tem que ir "para o pau", com apoio da legenda, para que eles sejam liberados.

TUDO CERTO

O ministro Eliseu Padilha diz que não há atritos com a Fazenda. Afirma que a lei orçamentária prevê R$ 500 milhões para subsidiar a aviação regional e que os recursos serão liberados.

Segundo ele, a presidente Dilma Rousseff já garantiu que não ftitlearão "os recursos necessários" para o setor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário