quarta-feira, 22 de abril de 2015

Governo quer aéreas na disputa pela TAP

22/04/2015 - O Estado de S.Paulo

REUTERS

O governo brasileiro está incentivando empresas nacionais a participarem na privatização da TAP-Air Portugal. Foi o que disse, ontem, em Lisboa, o vicepresidente do Brasil, Michel Temer, após uma reunião com o vice-primeiro-ministro português, Paulo Portas.

Portugal quer privatizar a TAP ainda neste semestre, e os interessados têm até dia 15 de maio para apresentar propostas vinculantes.

Temer disse que tem falado do assunto com algumas empresas, citando Gol, a Azul, a Avianca e a TAM, do grupo Latam. "No caso do Brasil temos, naturalmente, incentivado as empresas brasileiras a participarem nesta privatização", disse. "Esta é uma questão privada, mas o objetivo é este: se as empresas brasileiras puderem participar na TAP, vão se sentir em casa", disse Temer. "Já há uma integração extraordinária entre a aviação portuguesa e o turismo, porque isto naturalmente incrementa o turismo de parte a parte, do Brasil e de Portugal."

Esta é a segunda tentativa de privatização da TAP. Em 2012, o governo português recusou a única proposta de compra, feita pela Synergy do magnata German Efromovich que controla a Avianca. O processo foi relançado em novembro."

Nenhum comentário:

Postar um comentário