segunda-feira, 29 de junho de 2015

Obras no aeroporto de Vitória (ES) são retomadas

26/06/2015 - Mercado & Eventos

Eliseu Padilha e o presidente da Infraero assinam ordem de serviço para início de obras que vão ampliar a capacidade do terminal e construir nova pista capaz de receber aeronaves 767-300

Ministro da Aviação, Eliseu Padilha, e o presidente da Infraero, Gustavo do Vale, assinaram, nesta quinta-feira (25/06), a ordem de serviço para a retomada das obras no aeroporto Eurico de Aguiar Salles, em Vitória (ES). O INVESTIMENTO será de R$ 523,5 milhões e a conclusão dos trabalhos está prevista para setembro de 2017.

Para o ministro, a retomada dos trabalhos comprova a atenção que a Secretaria de Aviação Civil tem dado à situação do aeroporto. "Como venho afirmando desde o início do ano, Vitória é uma prioridade para o governo federal. A demonstração disso é a nossa vinda aqui para assinar a primeira ordem de serviço para a retomada das obras depois da aprovação do orçamento", apontou Eliseu Padilha.

Durante a cerimônia que marcou a retomada das obras, o ministro também destacou o ganho para o estado com as obras no terminal. "Vitória será inserida no mesmo patamar que outros aeroportos, como Brasília. Teremos um espaço três vezes maior do que o atual. Este aeroporto vai receber boeing 767 e, com isso, vai aumentar o envio de cargas para outros estados. Temos tudo para dar um salto de qualidade. Basta cada um fazer a sua parte e nós vamos honrar nossos compromissos", afirmou Padilha.

Gustavo do Vale acredita que a ampliação do aeroporto vai contribuir para o crescimento da economia do estado. "A nova estrutura permitirá receber 6,5 milhões de passageiros por ano, ampliando a atual capacidade operacional, melhorando o serviço que prestamos aos passageiros e abrindo possibilidades para desenvolver o transporte aéreo, a economia e o turismo do estado do Espirito Santo", afirma. Atualmente, o aeroporto movimenta 3,5 milhões de viajantes por ano.

Entre as obras previstas está um novo terminal de passageiros, nova pista de pouso e decolagem, que terá 2.058 metros de extensão por 45 metros de largura, capaz de receber aeronaves do tipo 767-300 (veja quadro abaixo). O prazo de execução das obras é de dois anos e meio. As obras serão realizadas pelo consórcio das empresas Jota Ele, Damiani e EMPO, que venceram a licitação em dezembro de 2014.

Na cerimônia de assinatura da ordem de serviço, também estarão presentes o governador do estado do Espírito Santo, Paulo Hartung; o prefeito de Vitória, Luciano Rezende; além de prefeitos de cidades vizinhas.
Rafael Massadar

Nenhum comentário:

Postar um comentário