sábado, 18 de julho de 2015

Companhia aérea Gol já investe em wi-fi para todos os voos

16/07/2015 - Jornal de Hoje – RN

Alguns serviços serão gratuitos, mas haverá outros pagos

Portal JH


Novidade. Gol lançou nesta quarta nova logomarca, que já está estampada na 100ª aeronave Boeing

Apesar da crise, a demanda por viagens domésticas vem crescendo há 20 meses seguidos, de acordo com o último relatório da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac).

Para manter e fisgar mais passageiros, a Gol está investindo em serviços e anunciou que, a partir do ano que vem, os passageiros terão acesso ao wi-fi para navegar durante todo o voo.

"Alguns serviços serão gratuitos e outros, como acesso a conteúdos mais específicos, serão pagos", anunciou nesta quarta, em Confins, o presidente da companhia, Paulo Kakinoff.

O vice-presidente de vendas e marketing, Eduardo Bernardes, explicou que ainda não há detalhes, nem preços. Mas adiantou que serão oferecidos pacotes, de acordo com a necessidade de cada passageiro. "Aqueles que costumam viajar com frequência, por exemplo, poderão pagar uma única vez por mês e usar o conteúdo sempre. Ainda estamos montando o modelo", afirmou.

No início de julho, a Anac já havia emitido autorização para que os passageiros da Gol pudessem usar seus equipamentos durante todas as fases do voo. "A crise tem afetado sim, principalmente o segmento corporativo. Nós seremos a primeira empresa no mundo com um sistema aéreo de conectividade, e isso faz muita diferença para um executivo. Aqui no Brasil, os voos duram em média 1h20. Considerando ida e volta, são 2h40 que quem viaja a trabalho pode aproveitar dentro do avião usando a internet", avaliou Kakinoff.

Além da tecnologia wi-fi, a Gol também está apostando em outros serviços como bancos de couro ecológico, com mais espaço, e lanches (snacks) orgânicos gratuitos durante os voos. A empresa, que recebeu nesta quarta sua 100ª aeronave da Boeing, aproveitou para lançar sua nova logomarca,que já veio estampada no novo avião. "Dentro de quatro anos já teremos trocado a pintura de toda a frota. Por enquanto, as duas logomarcas ainda vão conviver", explicou Kakinoff.

A empresa é o maior cliente da Boeing, depois dos Estados Unidos, e receberá, em média, cerca de dez novas aeronaves por ano, até 2023.
Fonte: IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário