segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Demanda internacional cresce 14,2% em setembro

02/11/2015 - Revista Flap

A demanda do transporte aéreo internacional de passageiros das empresas aéreas brasileiras em setembro apresentou crescimento pelo 19º mês consecutivo, com aumento de 14,2% quando comparada com o mesmo mês de 2014. Já a oferta internacional registrou o 14º mês consecutivo de crescimento, com alta de 20,4% em comparação ao mês de setembro do ano passado. Tanto a demanda quanto a oferta internacional foram recorde para o mês de setembro nos últimos dez anos. No acumulado de janeiro a setembro de 2015, a demanda internacional aumentou 14,9% em relação ao mesmo período de 2014. A oferta internacional cresceu de 16,5% no período. Na participação de mercado, a TAM ficou com 79,8%, Gol registrou 13,1% e Azul 7,1% do mercado. O número de passageiros pagos transportados por empresas brasileiras no mercado internacional em setembro de 2015 atingiu 631,8 mil, com aumento de 16,1% em relação a setembro de 2014. No mercado doméstico, a demanda registrou queda de 0,5% em setembro último, comparada com o mesmo mês de 2014, enquanto a oferta registrou redução de 1,7% no mesmo período. Com o resultado de setembro de 2015, a demanda doméstica apresentou o segundo mês consecutivo de queda após período de 22 meses de crescimento. Já a redução da oferta doméstica encerrou sequência de 12 altas sucessivas do indicador. Com o resultado de setembro, a demanda doméstica acumulou alta de 3,6% no ano e a oferta acumulou aumento de 2,6% no mesmo período. O número de passageiros pagos transportados no mercado doméstico em setembro de 2015 atingiu 7,7 milhões, caindo 1,5% em relação a setembro de 2014. No período de janeiro a setembro de 2015, a quantidade de passageiros transportados acumulou crescimento de 2,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. A Gol foi a empresa que mais transportou passageiros no mercado doméstico em setembro de 2015, com 2,68 milhões, seguida pela TAM, com 2,50 milhões e pela Azul, com 1,67 milhões. 

Mais informações no portal www.anac.gov.br. Foto: Paulo Berger 

Nenhum comentário:

Postar um comentário