quinta-feira, 30 de junho de 2011

Portal Terra
30 de junho de 2011 • 08h48
SP: Infraero apresenta maquete do 3º terminal de Guarulhos

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) apresentou na quarta-feira o estudo preliminar de a maquete digital do terceiro terminal de passageiros do Aeroporto Internacional de São Paulo (Cumbica), em Guarulhos (SP). De acordo com o órgão, trata-se do maior projeto arquitetônico de um terminal aeroportuário da América do Sul, totalizando 230 mil m² de área.

O projeto global do terceiro Terminal de Guarulhos - que inclui estudo preliminar, projetos básico e executivo - foi contratado em julho de 2010 por meio de licitação internacional e tem investimento de R$ 22,6 milhões. O trabalho está sendo executado pelo consórcio MAG, formado pelas empresas PJJ Malucelli Arquitetura e Construção, Andrade e Rezende Engenharia de Projetos e Gabinete de Projetação Arquitetônica.

A construção do terceiro terminal é a maior obra em andamento da Infraero e terá investimento na primeira fase de R$ 753,96 milhões, correspondentes a 40% do total do empreendimento, e estará concluída até o final de 2013.

Com esta fase inicial do Terminal 3, a capacidade de passageiros por ano do aeroporto será ampliada em 18,8 milhões. Dessa forma, até 2013, Guarulhos terá capacidade para receber cerca de 58 milhões de passageiros por ano em seus três terminais.

No projeto, o embarque e os mezaninos ficarão em uma parte superior. A parte inferior terá três pavimentos: o desembarque, o nível da pista e o subsolo. Essas divisões, segundo a Infraero, tornam embarques e desembarques mais transparentes, facilitando o acesso dos usuários.

Após a aprovação do estudo, o consórcio contratado segue com a elaboração dos projetos básico e executivo, que têm previsão de conclusão em dezembro de 2011 e julho de 2012, respectivamente. Com isso, as obras da primeira fase têm início previsto para agosto de 2012.

Todo esse planejamento pode sofrer alterações em vista do processo de concessão do aeroporto, ora em fase de estudos de modelagem e viabilidade econômica, sob a coordenação da Secretaria de Aviação Civil (SAC).

Uberlândia e Goiânia: novidades na malha da Webjet

29/06/2011 - Panrotas

Fábio Mader, diretor de Vendas e Marketing da Webjet
A Webjet estreia em agosto sua nova malha aérea doméstica. Dois novos destinos serão contemplados: Goiânia e Uberlândia. "Mas haverá novas ligações também entre cidades já operadas pela Webjet", conta o diretor de Vendas e Marketing, Fábio Mader. Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre são duas das cidades mais beneficiadas.

Confira os novos voos diários da Webjet a partir de agosto:

Galeão-Recife
Confins-Recife
Recife-Natal
Goiânia-Salvador
Goiânia-Galeão
Uberlândia-Galeão
Uberlândia-Confins
Curitiba-Brasília
Porto Alegre-Recife (com uma escala)
Porto Alegre-Natal (com uma escala)
Goiânia-Foz do Iguaçu (com uma escala)
Uberlândia-Salvador (com uma escala)
Brasília-Galeão (com uma escala)

Os voos serão operados pela frota atual de 24 aeronaves Boeing 737-300. Os novos aviões (de quatro a seis) só chegarão a partir de setembro, e segundo Fábio Mader a empresa reforçará seus voos para o Nordeste e chegará a novos destinos na região, além de reforçar outras ligações pelo Brasil.

Além desses novos voos, a Webjet adicionará frequências em ligações já existentes:

Porto Alegre-Galeão: de uma para duas frequências diárias
Confins-Galeão: 1 para 2
Galeão-Curitiba: 2 para 3
Confins-Curitiba: 1 para 2
Santos Dumont-Curitiba: 1 para 2
Guarulhos-Curitiba: 2 para 3

Também a partir de agosto, na nova malha da companhia aérea.

Trip é eleita a melhor companhia regional da América da Sul

30/06/2011 - Jornal de Turismo

A Trip Linhas Aéreas foi reconhecida como a melhor companhia de aviação regional da América do Sul, em levantamento do Skytrax World Airline Awards 2011 com 18,8 milhões de consumidores de cem nacionalidades diferentes. A premiação é realizada há 12 anos pela Skytrax, empresa especializada em pesquisas da indústria do transporte aéreo. O estudo considerou os votos de passageiros sobre serviços e atendimento prestados por 200 empresas de aviação de todos os portes e do mundo inteiro, e levou dez meses para ser concluído.

A Trip atende 83 cidades no País, e conta com 47 aeronaves, entre turbohélices ATR e jatos Embraer 190. “A Trip é bem sucedida na proposta de fazer ligações entre cidades de média e baixa demanda. Todo o nosso negócio está orientado para atender com qualidade superior o interior do País, garantindo um plano de operações sustentável”, destaca Evaristo Mascarenhas, diretor de marketing e vendas da Trip Linhas Aéreas.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Embraer entregará 100 jatos para JetBlue

21/06/2011 - O ESTADO DE S.PAULO, CESAR BIANCONI - REUTERS

O contrato firme da Embraer com a JetBlue será cumprido e a fabricante brasileira de jatos entregará 100 aviões para a companhia aérea norte-americana, apesar dos planos de revisão de frota da cliente.

A informação foi dada à Reuters pelo vice-presidente de Aviação Comercial da Embraer, Paulo César de Souza e Silva, durante a Paris Air Show, nesta terça-feira.

Mais cedo, a JetBlue anunciou que irá revisar sua frota, otimizando o uso dos jatos regionais Embraer 190. A expectativa da JetBlue é utilizar 75 unidades da aeronave em suas operações, segundo comunicado ao mercado. O plano inclui a compra de 40 aviões Airbus A320neo.

Não está claro qual será o destino dos 25 aviões Embraer 190 que não serão integrados à frota da companhia aérea norte-americana.

A JetBlue foi a cliente que lançou o Embraer 190, de 100 passageiros, com encomenda firme por 100 aviões e 100 opções de compra. O acordo anunciado em 2003 foi estimado à época em até 6 bilhões de dólares.

Na noite de domingo, em entrevista à Reuters, o presidente-executivo da Embraer, Frederico Curado, disse ser pouco provável que a JetBlue exerça as opções de compra do contrato.

Até o final de março, a Embraer tinha entregue 49 aviões para a JetBlue, restando 51 unidades do pedido firme na carteira de encomendas da fabricante.

SEM MAIS ANÚNCIOS

A Embraer não deve anunciar mais vendas durante o salão de aeronáutica que acontece no aeroporto de Le Bourget além das divulgadas na segunda-feira, segundo a assessoria de imprensa da fabricante.

Na abertura do evento, a Embraer divulgou cinco contratos para venda de 39 aviões avaliados em 1,7 bilhão de dólares. Há ainda opções de compra de outras 22 aeronaves, que podem levar o valor combinado dos novos negócios para 2,6 bilhões de dólares.

Além disso, também na segunda-feira, o vice-presidente de Aviação Comercial da fabricante disse que vê boa chance de conseguir uma encomenda da Delta Air Lines, com previsão de que a companhia aérea norte-americana decida fornecedores para renovar sua frota em outubro. "A nossa expectativa é que a Delta decida em outubro. Estão falando em 250 aviões, sendo 100 jatos regionais."

O executivo da Embraer também disse que deve ser concluído nas próximas semanas contrato firme de venda de seis a 10 jatos para a norte-americana Republic Airlines.

Outra negociação em curso é com a companhia aérea Garuda, da Indonésia, com desfecho da campanha de venda esperado em três meses.

TAM recebe World Airline Awards como a "Melhor Companhia Aérea da América do Sul"

22/06/2011 - Jornal de Turismo

A TAM Linhas Aéreas foi eleita a "Melhor Companhia Aérea da América do Sul" e também reconhecida pela "Excelência em atendimento na América do Sul" no prêmio "World Airline Awards". A cerimônia de anúncio dos vencedores foi realizada nesta quarta-feira, durante a 49ª edição do Paris Air Show, a maior feira dedicada ao setor de aviação e espacial do mundo, realizada no Aeroporto Le Bourget, nos arredores de Paris, de 20 a 26 de junho.

Esta é a primeira vez que a TAM recebe os prêmios da Skytrax. O "World Airline Awards" é realizado desde 1999. Os vencedores são definidos a partir de pesquisa realizada anualmente pela empresa britânica com passageiros de todo o mundo. Entre julho de 2010 e maio de 2011, por meio de vários recursos - como pesquisa online, grupos de discussão, questionários e entrevistas por telefone - 18,8 milhões de passageiros, em mais de cem países, avaliaram as 200 empresas aéreas participantes.

"Cada vez mais consolidamos nossa posição entre as principais empresas do mercado mundial de aviação. Receber este reconhecimento no Paris Air Show como melhor empresa da América do Sul e também pela excelência no atendimento nos deixa especialmente orgulhosos, principalmente porque os premiados pelo World Airline Awards são escolhidos pelos próprios passageiros", comemora Líbano Miranda Barroso, presidente da TAM, que recebeu a homenagem em Le Bourget.

"É uma satisfação ver a TAM ganhar essas duas importantes categorias da pesquisa, como a melhor companhia aérea da América do Sul e também o prêmio de excelência em atendimento na região. Essas premiações refletem diretamente a opinião dos clientes e são um sinal claro de que a TAM está oferecendo serviços e produtos de melhor qualidade a seus passageiros", afirma Edward Plaisted, CEO da Skytrax.

Atualmente, a TAM opera voos diretos para 48 destinos no Brasil e 19 na América do Sul, nos Estados Unidos e na Europa. Por meio de acordos com empresas nacionais e estrangeiras, chega a 92 aeroportos brasileiros e a outros 92 destinos internacionais. Desde maio do ano passado, a empresa faz parte da Star Alliance, a maior aliança global de aviação comercial, integrada por 27 das maiores companhias aéreas do mundo. Juntas, operam mais de 21 mil voos diários para 1.160 destinos em 181 países.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Azul fecha acordo com de 10 pedidos firmes do ATR 72-600

21/06/2011 - Portal Transporta Brasil, Victor José, do 

Negócio fechado em US$ 227 milhões eleva para 30 unidades a frota total do modelo a ser operada pela empresa de transportes aéreos


A companhia aérea Azul e a fabricante europeia de turboélices ATR fecharam um novo contrato para tornar firmes 10 das 20 opções de compra do ATR 72-600. O negócio de US$ 227 milhões eleva para 30 unidades a frota total do modelo a ser operada pela empresa. A entrega das primeiras aeronaves está prevista para outubro de 2011.

Em julho de 2010, a companhia havia anunciado uma encomenda de 40 aeronaves, sendo 20 opções e 20 pedidos firmes.

O ATR 72-600 é capaz de transportar até 74 passageiros e carga máxima de 7.500 kg

Infraero e Anac querem certificar aeroportos brasileiros antes da Copa

21/06/2011 - G1 , Por Fábio Amato


Certificado garante que aeroporto cumpre requisitos internacionais. Guarulhos é o primeiro aeroporto da América do Sul a conseguir a outorga.

A Infraero, estatal que administra os aeroportos brasileiros, e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informaram nesta terça-feira (21) que devem ser concluídos antes da Copa de 2014 os processos de certificação de todos os aeroportos brasileiros com movimento anual superior a 1 milhão de passageiros.

A certificação atesta que um aeroporto cumpre com requisitos internacionais de segurança exigidos pela Organização de Aviação Civil Internacional (OACI). Estes requisitos vão desde o nível de atrito da pista de pouso e decolagem até a manutenção de equipamentos como elevadores e escadas rolantes.

O aeroporto internacional de Guarulhos foi o primeiro da América Latina a receber a certificação. A entrega oficial aconteceu nesta terça-feira, na Anac, em Brasília.

A adoção dos requisitos internacionais de segurança é exigida pela OACI desde 2001. Como membro da organização, o Brasil deve seguir a determinação.

O país, porém, só começou a trabalhar no processo de certificação em 2003. E ele só foi concluído agora, com a outorga ao aeroporto de Guarulhos.

De acordo com o superintendente de Infraestrutura Aeroportuária da Anac, Jorge Viegas, 24 aeroportos brasileiros estão em processo de certificação, entre eles Brasília, Manaus, Porto Alegre, Recife, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Salvador, que são cidades-sede de jogos da Copa. O prazo estabelecido para certificá-los é 31 de dezembro de 2013.

Sobre a demora para cumprir a determinação da OACI, Viegas disse que se deve a “uma série de tratativas entre Anac e Infraero.”

“O manual de operações, para ser aprovado, tem que passar por avaliação e análise da Anac. Então, foram muitas interações para que se chegasse num manual de operações maduro e consolidado”, disse.

TAM terá primeiro voo entre Rio e SP com celular nesta terça-feira

20/06/2011 - O Globo

A TAM informou que estreia nesta terça-feira seu primeiro voo da Ponte Aérea Rio-São Paulo com a permissão de uso de celulares. A aeronave terá o serviço On Air, mas não será exclusivamente para a ponte aérea. O avião fará essa rota amanhã, mas poderá fazer outras rotas outros dias. A TAM já possui este serviço desde outubro, mas nunca havia utilizado esta tecnologia na rota mais movimentada do país.

Até oito passageiros por vez poderão utilizar seus aparelhos em voo. Vale notar que celulares e smartphones passarão a captar o sinal quando o avião atingir 4 mil metros de altitude, usando roaming internacional para telefonemas e mensagens de texto - isto é, o valor a ser cobrado vai variar entre as operadoras.

Flashback – Desempenho das Empresas Nacionais em 1987

19/06/2011 - Aviação Brasil, Alexandre Barros


Passados pouco mais de 23 anos, o cenário das empresas brasileiras mudou e muito. Novas empresas, novas demandas, novos tipos de serviços, passagens mais baratas, concorrências, enfim, o que estamos acompanhando nos últimos anos era um cenário pouco imaginável no final da década de 80.

Naquela época cinco empresas regionais (Brasil Central, Nordeste, Rio Sul, Taba e Tam) e quatro domésticas (Cruzeiro do Sul, Transbrasil, Varig e Vasp) competiam num mercado marcado pelo monopólio das linhas internacionais (Varig/Cruzeiro) e linhas regionais onde as grandes empresas não competiam diretamente com as menores.

O desempenho das empresas no final daquele ano mostrou a competição que havia entre as menores e maiores do setor. Comparado aos dias atuais, podemos afirmar que um número maior de competidores entrou no mercado regional, o doméstico, ano a ano, está ficando mais competitivo, mas no internacional, o domínio que viamos da Varig naquela época é visto hoje com a TAM, empresa que a sucedeu com sucesso no exterior. Em 1987 você imaginaria a TAM, dos Embraer Bandeirante e Fokker 27, com uma frota de mais de 100 jatos e dominando quase 90% do tráfego internacional partindo e chegando do Brasil (comparado com as empresas nacionais somente)?

Veja os números finais de 1987


Mercado Regional (Passageiros Transportados)

TAM – 338.004

Rio Sul – 309.741

Taba – 209.103

BR Central – 204.072

Nordeste – 97.861

Mercado Doméstico e Internacional (Passageiros Transportados)

Varig – 5.559.279

Vasp – 4.757.242

Cruzeiro do Sul – 3.028.795

Transbrasil – 2.548.143

Embraer vende mais de 30 aviões no 1º dia da feira de Le Bourget

20/06/2011 - Agencia EFE


Le Bourget (França), 20 jun (EFE).- O fabricante de aeronaves Embraer anunciou nesta segunda-feira que recebeu quatro pedidos de 39 aviões, avaliados em US$ 1,7 bilhão, durante a primeira jornada do Salão Aeronáutico de Le Bourget, ao norte de Paris, realizado nesta semana.

O contrato mais importante foi com a companhia Sriwijaya Air, da Indonésia, que fez um pedido de 20 aviões Embraer 190 e que pode comprar outras 10 aeronaves.

O valor do pedido da Sriwijaya Air é de US$ 856 milhões, mas, se as novas aeronaves forem adquiridas, pode chegar a US$ 1,28 bilhão, precisou a Embraer durante o anúncio à imprensa na feira de Le Bourget.

A empresa brasileira também recebeu um pedido da companhia de “leasing” (aluguel com opção de compra) Air Lease Corporation.

Além disso, a companhia formalizou a venda de dois aviões Embraer 190 à companhia aérea do Cazaquistão Air Astana e de outros dois do mesmo modelo à companhia de “leasing” Gecas, filial da General Electric.

EFE

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Começa em julho a construção do Aeroporto de Jericoacoara

20/06/2011 - Diário do Nordeste

Começam em julho as obras de construção do Aeroporto do Polo Turístico de Jericoacoara. O anúncio foi feito pelo titular da Secretaria de Turismo do Estado (Setur), Bismark Maia. O projeto está avaliado em cerca de R$ 55 milhões. 

O aeroporto será construído em Cruz, na região Norte, município vizinho a Jericoacoara. A construção do terminal visa a consolidar a localidade como destino turístico e dar comodidade aos turistas que buscam Jericoacoara. 

A primeira parte da obra a ser executada é a pista, já licitada, com investimento previsto de R$ 44 milhões. 

Já o terminal está em fase de licitação, com orçamento de R$ 12 milhões. O prazo estimado pela Setur é que, em 18 meses, todo o aeroporto esteja concluído.

Infraestrutura

Para o secretário, a construção de mais um aeroporto no Ceará fortifica a infraestrutura aeroportuária e descentraliza o fluxo de turistas no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. "Estamos criando produtos diferenciados para os turistas e levando comodidade e independência para as cidades litorâneas", pontua Bismarck.

De acordo com Bismarck, será uma pista de porte internacional, com 2,3 mil metros de comprimento por 45 metros de largura. É uma pista de dimensões superiores às pistas de aeroportos de capitais e grandes cidades do interior do Brasil. 

Aeroportos litorâneos

Outro fator que motiva a construção de aeroportos em cidade litorâneas no Ceará é a falta de logística que Fortaleza tem atualmente. "Atualmente Fortaleza não consegue oferecer meios rápidos e práticos para o turista se locomover. Nosso foco principal é criar novos produtos para o turismo no Ceará", aponta Bismarck.

Outro aeroporto está sendo construído pelo Governo do Estado em Aracati, já em fase de conclusão. Ambos os aeroportos permitem que o turista chegue a destinos mais visados, como Canoa Quebrada e Jericoacoara, sem a necessidade de passar por Fortaleza. 

Ônibus e avião aumentam a disputa por passageiros em Joinville

20/06/2011 - A Notícia

Transporte terrestre oferece mais conforto e até milhagem; aéreo aposta na rapidez e redução no preço.

Ônibus e aviões. Há 20 anos, ninguém, acreditaria que um dia eles se tornariam concorrentes. E dizer que os aviões chegariam a transportar quase mais gente que os ônibus seria considerado uma insanidade. Os tempos passaram e muita coisa voou pelos céus e rodou pelas estradas.

Fique atento às vantagens

No ano passado, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) registrou o transporte de aproximadamente 66,7 milhões de passageiros. No mesmo período, o número de desembarques de passageiros no Brasil, por voos regulares, chegou a 65,9 milhões, de acordo com a Infraero (Empresa Brasileira de Infrestrutura Aeroportuária). E os aviões devem tomar a dianteira em algum momento deste ano.
MURAL: você prefere viajar de ônibus ou avião?

Em Joinville, mais passageiros embarcam na rodoviária do que no aeroporto. Mas o movimento deste cresce 12 vezes mais.

A batalha promete ser grande. De um lado, as empresas de ônibus apostam em conforto e muito mimo para atrair os passageiros. Do outro, rapidez e tarifas mais baratas.

Mais mimos para atrair os clientes

Internet wireless, programas de milhas, passagens de brinde e possibilidade de parcelar as compras em até dez vezes sem juros. Viajar de avião pode estar na moda, mas as empresas de ônibus estão atentas às mudanças de comportamento dos passageiros para manterem-se competitivas e atraentes aos bolsos dos clientes.

Segundo o diretor-executivo da Auto Viação Catarinense, Marcelo Pierobom, o público que usa ônibus para viajar quer sentir que é importante para a empresa. Novas estratégias estão começando a ser colocadas em prática.

— Nosso primeiro passo foi lançar um programa no qual o cliente que juntar dez passagens para um mesmo trecho ganha uma de brinde. E agora vamos lançar um cartão de crédito com a marca da Catarinense, com a possibilidade de acumular milhas e de parcelar as compras em até dez vezes —, explica.

O executivo diz que as medidas não foram tomadas devido ao boom das viagens pelo ar no país e sustenta que os principais concorrentes dos ônibus ainda são os carros. A menina dos olhos, garante, é nova classe média, que, com maior poder aquisitivo, consegue fazer seus passeios com mais frequência.

A diretora de marketing da Brasil Sul, Caroline Boiko, argumenta que o passageiro de ônibus preza pelo conforto. A empresa oferece, além de um programa de fidelidade, internet sem fio durante os trajetos, as poltronas possuem descansos para os pés e contam com maior grau de inclinação. Ela diz que a frota relativamente nova e os atrasos mínimos em horários de chegadas e saídas também contam pontos a favor.

— Aqui, temos uma busca contínua sobre como tornar a vida dos passageiros o mais confortável e mais segura possível —, afirma.

Medo da altura

A dona de casa Eli Tavares já viajou muito de avião. Ela reconhece as vantagens do meio de transporte. Porém, ela diz que gosta mais de usar o ônibus.

— Primeiro, porque eu tenho medo de altura. Depois, porque os preços das passagens estão bons e alguns ônibus são bastante confortáveis —, afirma.

Ela preparava-se, na quinta, para enfrentar uma viagem de cerca de 14 horas de duração até a cidade de Cerro Largo, no Rio Grande do Sul. Neste caso, Eli disse que ir de avião não compensava, porque teria de sair de Joinville, fazer uma conexão em São Paulo, para ir a Porto Alegre. De lá, ela precisaria de um novo voo, desta vez, até Santo Ângelo. Depois, seriam mais 60 quilômetros de ônibus até a cidade onde vive sua filha.

— De qualquer jeito, eu passaria sete, oito horas viajando de avião e gastaria muito mais do que viajando de ônibus —, conta.

Rapidez e redução nos preços

As passagens aéreas estão cada vez mais baratas. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o preço médio caiu 9,53% em comparação a 2010. As pessoas estão ganhando mais e o crédito é farto e com prazos longos. O resultado de tal combinação não poderia deixar de ser outro.

Mais gente circulando pelos aeroportos. Só nos quatro primeiros meses do ano, passaram 57,3 milhões de pessoas pelos terminais administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) no País, ou 18,1% a mais do que nos mesmos meses do ano passado . É muita gente de olho na praticidade e na rapidez do transporte aéreo.

Não bastasse isto, há um ingrediente bem local: mais companhias operando em Joinville, com mais destinos. Rio de Janeiro (Santos Dumont e Tom Jobim/Galeão), São Paulo (Congonhas e Guarulhos), Campinas, Criciúma e Porto Alegre. Os números são para comemorar. É um dos terminais com maior crescimento no País.

O superintendente regional da Infraero, Rones Heidemann, está bem otimista. Ele acredita que o movimento só tende a crescer.

— Só nos primeiros 16 dias de junho, nós tivemos mais passageiros do que durante todo o mês de junho de 2010 —, conta.

Heidemann argumenta que os problemas de infraestrutura do local não impedem que o fluxo aumente e salienta que as reformas que estão em fase de execução conseguirão dar conta da demanda crescente.
— O estacionamento está sendo ampliado e um dos nossos principais problemas, que é a questão de espaço da sala de embarque, também está sendo resolvido. Com a obra de ampliação, a sala de embarque terá o dobro de assentos que tem hoje —, alega.

Medo das estradas

Para o engenheiro Edson Dearo e o economista Gilberto Couto, que embarcaram na sexta no mesmo voo para São Paulo, cidade onde moram, o tempo de espera e os atrasos nos voos não desanimam os planos de continuarem viajando somente de avião. Para Couto, a infraestrutura do aeroporto é boa se comparada com a de outros terminais que visita frequentemente e lembra que as condições das estradas brasileiras torna perigoso o percurso de carro ou ônibus.

Dearo também não vê grandes problemas na estrutura oferecida em Joinville, e diz que “nos aeroportos de São Paulo, por exemplo, é sempre uma loucura”. A questão que mais o incomoda, em Joinville, são os frequentes atrasos devido ao nevoeiro. O voo deles estava marcado para as 12 horas, mas o engenheiro acreditava que dificilmente conseguiriam decolar antes das 15 horas.

Infraero realiza audiência pública sobre novo Terminal de Florianópolis

18/06/2011 -  Mercado & Eventos

A Infraero promoveu ontem (17/6) uma audiência pública para esclarecer a execução das obras de infraestrutura do novo Terminal de Passageiros do Aeroporto Internacional de Florianópolis/Hercílio Luz (SC). As obras compreendem terraplanagem, drenagem pluvial, pavimentação e balizamento luminoso.

Segundo a Infraero, a audiência sanou dúvidas e esclareceu detalhes sobre o projeto, aos interessados em participar da licitação. Ela tem agora 15 dias úteis para fazer a publicação da licitação.

A obra do novo Terminal está divida em cinco lotes e o primeiro edital deve ser publicado neste mês. A conclusão das obras está prevista para o início de 2014 e tem orçamento estimado em R$ 293,8 milhões.

Noar Linhas Aéreas – Primeiro ano de operações

19/06/2011 - Aviação Brasil


A NOAR Linhas Aéreas completou seu primeiro ano de operações no último dia 14 de junho. A empresa vem exercendo com sucesso uma integração entre os estados nordestinos há muito almejada pelo público executivo da região.

O Diretor Comercial Giovanne Farias, e a assessora de comunicação Natália Tavares, receberam a equipe do Portal Aviação Brasil para uma conversa recentemente.

A empresa já atua em cinco estados da região, atendendo as cidades de Recife, Maceió, Aracaju, João Pessoa, Natal e Mossoró, todas cidades com potencial econômico. De acordo com Farias, o foco principal da empresa são os executivos da região nordeste que precisam se deslocar de forma rápida e direta para compromissos nessas cidades. Usualmente viajam pela manhã e retornam no final do dia. Porém, além deles, os voos também atendem o turismo de lazer, dado que as cidades para onde voa são todas pólos turísticos importantes da região.

Farias informou ainda que constantemente a empresa recebe pedidos de prefeituras de várias cidades solicitando a implantação de frequências aéreas, sendo que o Estado do Ceará é um dos que mais realiza este tipo de solicitação. Mas a diretoria da NOAR é cautelosa e prudente para um crescimento sustentável, pois isto é o que gerará naturalmente a dos destinos.

Algumas reformulações na malha estão sendo realizadas e pretende-se ampliar os serviços trazendo mais um LET-410 a médio prazo. Do ponto de vista geográfico, a Noar tem por mercado primário os 9 Estados do Nordeste. A intenção é promover a ligação aérea entre as capitais vizinhas e entre estas e os grandes centros urbanos do interior.

O LET-410 é uma aeronave robusta e versátil. Além do que, por ter asa alta, e por voar mais baixo que os jatos, permite que os passageiros, dependendo das condições meteorológicas, usufruam de paisagens do litoral nordestino em vôos praticamente panorâmicos. A NOAR já opera dois LET-410, o PR-NOA e o PR-NOB. O LET-410 é um bimotor turbo-hélice com capacidade para até 19 passageiros e ideal para o transporte em pequenas e médias distâncias. Sua cabine é mais larga e alta comparada a outros modelos e as poltronas são distribuídas em fileiras de um e dois assentos em couro. Como o custo operacional da aeronave é inferior ao dos seus potenciais concorrentes, a intenção da NOAR é oferecer tarifas mais acessíveis aos passageiros.

No dia 27 de setembro de 2010, a Noar fechou parceria com a companhia aérea Gol. Pelo acordo, que entrou em vigor no dia 30 de setembro de 2010, os passageiros podem comprar no site da Gol uma passagem no trecho Rio de Janeiro-Mossoró, por exemplo, e voar nos aviões da própria Gol e da Noar. Os clientes provenientes de voos operados pela GOL em conexão para os voos da Noar, poderão realizar somente um check-in e despachar sua bagagem até o destino final.

A Noar é uma empresa com investimento exclusivamente privado, sem contar com recursos públicos de qualquer natureza, inclusive financiamentos. Para a etapa inicial de suas operações, foram investidos cerca de R$ 40 milhões. Durante seu primeiro ano, a Noar gerou cerca de 200 empregos diretos e indiretos, grande parte para mão de obra qualificada.

Quando perguntado se a NOAR almeja oferecer voos para Fernando de Noronha, Farias explicou que não é uma prioridade da empresa. Primeiro porque o público-alvo é outro. Segundo porque para voar para Noronha algumas adaptações se fazem necessárias, como a instalação de botes no aviões.

Abaixo alguns números de desempenho da Noar:

Julho de 2010 – 42.14% de aproveitamento nos voos, Passageiros Quilômetro Transportados Pagos – 453;

Agosto de 2010 – 44.08% de aproveitamento nos voos, Passageiros Quilômetro Transportados Pagos – 483 (+6,84%);

Setembro de 2010 – 44.08% de aproveitamento nos voos, Passageiros Quilômetro Transportados Pagos – 652 (+34,71%);

Outubro de 2010 – 44.08% de aproveitamento nos voos, Passageiros Quilômetro Transportados Pagos – 907 (+39,11%);

Novembro de 2010 – 44.08% de aproveitamento nos voos, Passageiros Quilômetro Transportados Pagos – 970 (+6,95%);

Dezembro de 2010 – 44.08% de aproveitamento nos voos, Passageiros Quilômetro Transportados Pagos – 1.149 (+18,45%);

Janeiro de 2011 – 44.08% de aproveitamento nos voos, Passageiros Quilômetro Transportados Pagos – 954 (-16,97%);

Fevereiro de 2011 – 44.08% de aproveitamento nos voos, Passageiros Quilômetro Transportados Pagos – 1.017(+6,60%);

Março de 2011 – 44.08% de aproveitamento nos voos, Passageiros Quilômetro Transportados Pagos – 739 (-27,34%);

Abril de 2011 – 44.08% de aproveitamento nos voos, Passageiros Quilômetro Transportados Pagos – 310 (-58,05%);

Ao mesmo grupo empresarial da NOAR Linhas Aéreas também pertence a NOAR Aviação, que é representante exclusiva para o Brasil da Piaggio, fábrica italiana que produz o turbo-hélice multi-funcional Piaggio P-180 Avanti II.

Agradecemos a Noar por ter nos recebido tão gentilmente para esta matéria.

domingo, 19 de junho de 2011

Passaredo terá voos para Belém, Santarém, Altamira e Carajás
18/06/2011 - Melhores Destinos

A Passaredo solicitou ontem vários novos voos, sendo alguns para destinos onde a empresa já opera e outros para quatro novos destinos no Pará: Belém, Santarém, Altamira e Carajás.
Alguns desses voos devem começar no dia 29 de agosto e outros no dia 19 de setembro. Todos os voos serão feitos em jatos EMB145, com capacidade para 50 passageiros.
É interessante observar que a Passaredo continua fortalecendo sua operação em Brasília e principalmente em Goiânia.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Novos destinos Passaredo a partir de 04/06

17/06/2011 - Passaredo


RONDONÓPOLIS
SINOP
 ALTA FLORESTA. 

Crescem importações de querosene de aviação

17/06/2011 -  Agência de Notícias Brasil-Árabe - ANBA, por Isaura Daniel

O Brasil aumentou em 69% os gastos com importação de querosene de aviação em maio sobre o mesmo mês de 2010. Os Emirados estão entre os fornecedores.

São Paulo - O Brasil aumentou as suas importações de querosene de aviação em maio deste ano. De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as importações somaram US$ 147,7 milhões, com alta de 69% sobre o mesmo mês do ano passado. O volume ficou em 136,3 mil toneladas, avanço de 13%.

De acordo com o diretor do Centro Brasileiro de Infra-Estrutura (CBIE), Adriano Pires, o aumento da importação é motivado pelo maior consumo interno. "Estamos andando mais de avião", afirma. Segundo o especialista em mercado de petróleo, esse é um dos reflexos do aumento do crédito no Brasil, que assim como influencia nas compras de passagens aéreas, pesa também na aquisição de outros itens, como automóveis e eletrodomésticos.

Os Emirados foram, em maio deste ano, o segundo maior fornecedor de querosene de aviação para o Brasil, segundo dados do MDIC. O primeiro foi a República da Coreia, com US$ 105 milhões e 97 mil toneladas. Os Emirados venderam 38,8 mil toneladas para uma receita de US$ 42,5 milhões. No mesmo mês de 2010, o país árabe não havia fornecido o combustível para o Brasil. Apenas estes dois países forneceram o produto ao Brasil no mês de maio.

O aumento das importações, em valores, também foi motivado pelo aumento do preço do petróleo, e seus derivados, no mercado internacional, já que o crescimento em volume foi menor do que o em receita.

Apesar da importação, o Brasil também produz querosene de aviação e a Petrobras, inclusive, vem fazendo esforços para aumentar a fabricação nacional do produto e dos derivados do petróleo em geral. No primeiro trimestre, a companhia aumentou em 13% as produção de querosene de aviação. 

Aeroporto de Ji-Paraná: projeto da segunda pista fica pronto em 30 dias

16/06/2011 - Rondônia Dinâmica

Outra informação prestada pelo Diretor do DER é que o José Coleto foi incluso no Programa Aeroviário do Estado de Rondônia como prioridade número um.

O Diretor do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Lúcio Mosquini, em audiência com o deputado estadual Jesualdo Pires (PSB), afirmou que o Projeto de Engenharia para construção da segunda pista do Aeroporto José Coleto ficará pronto em cerca de 30 a 40 dias. 

A ordem de serviço no valor de R$ 150 mil já foi assinada e a empresa Neves & Carvalho Construções e Serviços de Engenharia LTDA já realizou todos os levantamentos in loco no aeroporto e garantiu a entrega do Projeto Técnico até o final do mês de julho.

Lúcio Mosquini disse que está confiante que a licitação para obra seja realizada ainda este ano, uma vez que há previsão de recursos federais pelo Ministério da Defesa através do Programa de Auxílio a Aeroportos (Profaa) onde serão liberados mais de R$ 100 milhões para diversos aeroportos no País, e o de Ji-Paraná terá o valor de R$ 6,3 mil.

Outra informação prestada pelo Diretor do DER é que o José Coleto foi incluso no Programa Aeroviário do Estado de Rondônia como prioridade número um. O que irá facilitar a alocação de recursos junto a União para a totalidade do projeto que está orçado em mais de R$ 60 milhões.

O deputado Jesualdo Pires a compreensão do diretor do DER em manter a pista atual do aeroporto em condições de funcionamento e ressaltou que a população de mais de 20 municípios dependem dos vôos do José Coleto. “O Aeroporto de Ji-Paraná é o único do interior do Estado em funcionamento. Por isso a relevância do José Coleto para o Estado”, ressaltou.

Webjet oferece novos serviços para agilizar check-in

17/6/2011- Panrotas

A Webjet disponibilizou este mês na homepage três novos serviços: webcheck-in, check-in 2D e check-in mobile. Segundo a empresa, as novidades não vão alterar o valor final da passagem aérea.

O webcheck-in e o check-in mobile oferecem ao passageiro a oportunidade de realizar o próprio check-in por meio da internet e do celular, respectivamente. Outra modalidade de atendimento é o check-in 2D, na qual o usuário imprime um documento contendo código de barras e, ao chegar no aeroporto, basta que exponha o código ao leitor a laser de um dos totens da aérea para que o check-in seja efetuado.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Aeroporto de Guarulhos terá novo heliporto

16/06/2011 - O Estado de São Paulo


O Aeroporto de Internacional de São Paulo, em Guarulhos, terá um novo heliporto. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) abriu licitação para contratar a empresa que vai elaborar o projeto e quer a obra pronta em um ano. O local já foi definido: será no “Setor 1″ do aeroporto, antes do Terminal de Cargas, próximo à base da Força Aérea Brasileira e da “área dos hotéis” (onde hoje há apenas um hotel).

Para a Infraero, a mudança é urgente: o terreno atual do heliporto, de 22.470 metros quadrados, precisa ser desapropriado para a construção do terceiro terminal de passageiros, que tem custo estimado em R$ 700 milhões e será concedido à iniciativa privada. O Terminal 3 não deve ficar pronto antes da Copa de 2014 e um “puxadinho” - módulo provisório para receber passageiros - fará as vezes de terminal enquanto o definitivo não sai.

O novo heliporto é um projeto antigo da Infraero, que, segundo pilotos, pelo menos desde 2006 aguardava uma grande reforma estrutural em Cumbica para sair do papel. O grande problema do atual terreno é que, para fazer a aterrissagem, os helicópteros têm de atravessar as pistas de pouso do aeroporto, dividindo o espaço aéreo com os aviões.

“Do jeito que é hoje, precisamos das duas pistas livres de pouso ou decolagem de aviões para poder atravessar. Isso implica mais tempo de voo e mais gasto para o passageiro”, explica o presidente da Associação Brasileira de Pilotos de Helicóptero (Abraphe), comandante Rodrigo Duarte. Se comparado a “hubs” de helicópteros como o Campo de Marte, na zona norte, e Congonhas, na zona sul de São Paulo, Cumbica ainda tem um movimento pequeno, mas que está crescendo ano a ano. As informações são do jornal 

Mais três cidades entram no code-share Passaredo/Gol

16/06/2011 - Panrotas

O comandante Felício e sua esposa Cássia Felício; Claudia Brasil e Gervásio Tanabe, da Gol

O comandante José Luiz Felício Filho, presidente da Passaredo Linhas Aéreas, está comemorando os bons resultados do code-share que a companhia iniciou com a Gol em alguns voos desde janeiro deste ano. No próximo mês, Rondonópolis, Sinop e Alta Floresta, no Mato Grosso, entrarão no acordo. "Usamos o Embraer 145 e somos uma ótima opção para a Gol atingir esses mercados de baixa e média densidade", diz ele, que esteve na inauguração do novo escritório da Ancoradouro em Ribeirão Preto, com a esposa Cássia.

Hoje o code-share com a Gol inclui ligações como de Ribeirão Preto para Guarulhos, Brasília, Pampulha (MG) e Rio de Janeiro, e também saídas de São José.

Avianca começa voar para Ilhéus em Setembro

16/06/2011 - Melhores Destinos

Em 2011 a Avianca está recebendo vários aviões novos, todos Airbus. Com isso, ela também está ampliando os destinos atendidos.

Ontem, ela solicitou autorização para começar voar para Ilhéus a partir do dia 1º de agosto de 2011. Ela terá um voo diário para Salvador e outro para Brasília. A partir de Brasília é possível fazer conexão para praticamente todos os destinos da Avianca.

Esses voos serão realizados em aviões forkker 100 com capacidade para 100 passageiros.

A venda de passagens só começa após a autorização da Anac.

6326 Brasília 12:09h – 13:50h Ilhéus
6326 Ilhéus 14:30h – 15:04h Salvador
6327 Salvador 15:35h – 16:10h Ilhéus
6327 Ilhéus 16:43h – 18:15h Brasília

Com informações da Anac.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Gol aumenta integração entre as regiões Norte e Nordeste

15/06/2011 - Panrotas

A Gol vai aumentar a oferta de voos regulares entre destinos nas regiões Norte e Nordeste. A empresa lançará um novo trilho, ligando Rio Branco a Fortaleza, que servirá também as cidades de Porto Velho, Manaus, Santarém (PA), Belém e São Luís. Os voos de integração, que eliminam a necessidade de conexões, começam dia 4 de julho.

“As operações adicionais vão conferir ainda mais flexibilidade a quem viaja para as regiões Norte e Nordeste, com mais opções de voos e horários e tarifas competitivas”, destaca o diretor comercial da Gol, Eduardo Bernardes.

“Hoje, a Gol é a empresa que possui o maior número de voos e assentos em todos estes mercados, um reflexo da importância dessas regiões para a companhia e do compromisso em integrá-las cada vez mais, contribuindo para o fortalecimento das economias e do turismo local”, completa o executivo.

Informações: www.voegol.com.br e tel. 0300-11512121.

Noar Linhas Aéreas completa hoje um ano de operação

14/06/2011 - 


A Noar Linhas Aéreas comemora, hoje, 14 de junho, seu primeiro aniversário. Encurtando distâncias entre o Nordeste, promovendo a facilidade do transporte aéreo entre cidades com fortes laços históricos, econômicos e sociais, a companhia vai se fortalecendo na região e se tornando, cada vez mais, uma opção valiosa principalmente para quem viaja a negócios. “Como empresa nordestina, conquistamos uma forte presença regional, somos quem mais conhece e melhor voa o Nordeste e celebramos nosso primeiro aniversário com novidades e melhorias aos nossos passageiros”, afirma Marjony Camelo, diretor executivo da empresa.

Para marcar essa importante data, a Noar apresenta sua nova malha aérea, com voos e horários mais adequados às necessidades de quem faz negócios na região. “Nossa meta é nos consolidarmos como empresa aérea regional que entende as necessidades de quem trabalha e faz negócios no Nordeste, que precisa se locomover com facilidade entre cidades polo da região, oferecendo produtos específicos para as empresas, instituições de governo e profissionais liberais”, completa o diretor.

A nova malha aérea da companhia, que tem seu principal produto batizado de PONTE NOAR, conta com 04 voos diários Recife – Maceió e Maceió – Recife às terças, quartas e quintas; 05 voos diários às segundas e sextas e 01 voo diário aos sábados e domingos. Para os destinos Recife – Natal – Mossoró, são 03 voos diários de segunda a sexta-feira. Ao total, são mais de 300 voos por mês, com passagens à partir de R$ 139,00.

Os horários dos voos também são diferenciados e foram pensados para facilitar a locomoção dos passageiros pelo Nordeste com rapidez e segurança. As opções de saídas vão desde às 6h30 da manhã até às 21h10. “Uma das principais características da nova malha é oferecer alternativas de ida e volta no mesmo dia em horários muito convenientes, privilegiando conexões com a Gol Linhas Aéreas no Recife”, afirma Camelo.

Outra novidade é o Passaporte Noar, a maneira mais simples de usufruir da Ponte Noar. Trata-se de um produto direcionado, especialmente, para os viajantes a negócios, com benefícios e vantagens na compra de uma determinada quantidade de passagens. Entre eles, destacam-se a não necessidade dos bilhetes serem nominados com antecedência, melhor preço nas tarifas, sem taxa de remarcação (o não comparecimento ou não remarcação implicará pagamento de no show), embarque imediato (caso o voo não esteja lotado), sem necessidade de reservas e validade para viagens a qualquer destino Noar.

Um voo inspirador

14/06/2011 - ZERO HORA, FERNANDA ZAFFARI 

Os benefícios imediatos são apenas o que há de mais palpável na conexão aérea direta entre Porto Alegre e Lisboa, inaugurada no domingo pela TAP. As vantagens mais diretas propiciam o estreitamento de laços entre empreendedores e o fortalecimento do dinamismo do turismo externo, um dos setores que mais tiram proveito do ciclo de prosperidade da economia brasileira. Os significados da iniciativa da empresa portuguesa são bem mais amplos, por representarem a possibilidade de ações inovadoras de todas as áreas que dão suporte aos vínculos comerciais ou afetivos dos gaúchos com suas origens europeias.

É elogiável a visão empresarial da TAP, no sentido de reconhecer o Rio Grande do Sul como mercado merecedor de uma linha especial que estabelece uma ligação direta não só com Portugal, mas com a Europa. Atenua-se assim, por uma atitude que já nasce vitoriosa, a visão de que Estados meridionais não merecem tratamento diferenciado, por se localizarem em extremos, distantes geográfica, política e economicamente dos centros de decisão. Esse, aliás, é também o estigma enfrentado por Portugal, historicamente visto quase que como um apêndice da Europa.

O êxito da iniciativa, comprovado pela lista de espera por passagens, que se formou antes mesmo do voo inaugural, é a comprovação de que a companhia tomou uma decisão arrojada e acertada. O Rio Grande do Sul é a quarta economia brasileira, um Estado com vocação exportadora e sede de empresas que há muitos anos transformaram suas marcas em grifes internacionais. Para quem mantém e busca ampliar interesses comuns com os europeus, a nova conexão representa, no curto prazo, conforto e economia, e, no médio e no longo prazos, a potencialização de oportunidades.

Ressalte-se ainda que também os vizinhos catarinenses e igualmente os do Cone Sul, em especial argentinos e uruguaios, se beneficiam da rota. A ideia pioneira da TAP pode inspirar outras ações, para que o Rio Grande do Sul seja contemplado com linhas diretas, hoje ainda escassas, com países da América Latina, só acessíveis para os gaúchos depois de penosas e demoradas triangulações em outras capitais. Que o voo da TAP não seja um marco somente para a aviação e se transforme em exemplo de ousadia para outras áreas.


ZERO HORA
14 de junho de 2011
ROTA DO DESCOBRIMENTO
Voo direto chega a Lisboa
Da cabine do A330 da TAP, o olhar da viagem que aproxima a Europa do RS

Foi um descobrimento ao inverso. Desembarcar no primeiro voo direto de Porto Alegre na Europa já seria o feito. Porém desembarcar em Lisboa (de onde zarparam os descobridores portugueses) e avistar, direto da cabine de comando do A330 da TAP, a costa de onde eles partiram, foi diferente.

Pousei em Lisboa em uma poltrona da cabine. Gentileza do comandante Luis Esteves, que só não permitiu imagens do local. Seguia as restrições de legislação e transportava 264 passageiros, lotação quase total, apenas quatro poltronas da classe executiva não estavam ocupadas.

– Foi um voo tranquilo, como deve ser – justificou ele, no pouso suave, depois de 10 horas a 20 minutos de viagem.

Esteves é chefe de frota longa, foi escalado especialmente para este primeiro voo e veio outras vezes a Porto Alegre, alinhavando os ajustes operacionais para a estreia da rota. Está feliz com os resultados e apenas deseja que a anunciada reforma da pista seja realizada para poderem operar com uma aeronave maior. Sobre Porto Alegre, ele pareceu bem familiarizado:

– É bonito ali na Calçada da Fama – elogiou as imediações das ruas Padre Chagas e Fernando Gomes.

Mais de 20 anos de TAP, Esteves mirou o avião na pista, acompanhou os comandos eletrônicos de aproximação, passou orientações para seu copiloto, sempre em inglês, e pousou tranquilo.

O voo teve como viajante mais ilustre Luis Felipe Scolari, nos ares para rever Dona Olga e os dois filhos, que ainda moram em Portugal, mesmo depois de ter assumido o Palmeiras.

– Um já vai ficar, ele se casa em agosto – revelou o técnico.

O técnico não era convidado da companhia, comprou passagem. Há dois meses, pesquisando na internet, descobriu o voo e viu a coincidência de estar no Beira-Rio no mesmo dia. Aproveitou que só joga novamente no outro fim de semana:

– Só consegui viajar porque o voo era direto. Se fosse a São Paulo, não teria como.

Com a viagem concluída, os gaúchos, maioria entre os passageiros, chegaram em data especialíssima a Lisboa.

Dia 13 de junho é dia de Santo Antônio. Fernando de Bulhões, nome de batismo, nasceu em Lisboa, numa casa em Alfama, hoje transformada em uma pequena capela. A segunda-feira foi de comércio fechado, devido ao feriado municipal. Junho é mês de festas, dia 10 foi celebrado o dia de Portugal e suas colônias, aí sim feriado nacional.

Por isso, o lugar para se estar neste dia de Santo Antônio era o bairro de Alfama.

E, para não deixar dúvida sobre a importância do dia 13 de junho, seja pelos ares ou por terra, foi em 13 de junho que nasceu Fernando Pessoa.

Desembarque em dia de santo

Palmas passa a ser atendida pela Azul Linhas Aéreas

14/06/2011 - Aviação Brasil


A Azul Linhas Aéreas Brasileiras começou a operar em Palmas, sua 36º cidade por Campinas. A operação teve início na última sexta-feira, 10 de junho, com uma frequência diária ligando a cidade ao aeroporto de Viracopos, em Campinas, com partida às 13h35 e chegada às 16h05. Já no sentido oposto, a saída é às 11h03, com chegada às 13h05 em Campinas. A empresa é a única empresa do mercado a ligar São Paulo e Palmas sem escalas com os modernos jatos Embraer 190 e 195.

Para Paulo Nascimento, diretor de Comunicação e Marca, a chegada da Azul em Palmas é motivada pela perspectiva econômica e de negócios da região, uma vez que se trata de um estado novo e em franca expansão. “Palmas é capital das oportunidades e tem atraído milhares de pessoas que, em busca de trabalho, migram para a nova fronteira econômica do Brasil. A região tem potencial e existe a oportunidade de participarmos ainda mais do seu crescimento, colocando à disposição serviço de alta qualidade, eficiente, seguro e mais humano.”

Webjet começa voar para Florianópolis em Setembro

15/06/2011 - Melhores Destinos

Nesta terça-feria, a Webjet solicitou autorização à Anac para começar voar para Florianópolis a partir do dia 12 de setembro.

A empresa começará operar na capital catarinense com dois voos diários para Porto Alegre, um voo diário para o Rio de Janeiro e um voo diário para Belo Horizonte. Fazendo conexão no Rio e em Belo Horizonte será possível chegar até a maioria dos destinos operados pela Webjet.

O início da venda de passagens ainda depende de aprovação da Anac.

Começa hoje três novos voos da Copa Airlines no Brasil

14/06/2011 - Aviação Brasil 


A Copa Airlines inicia hoje três novos voos em território nacional. A companhia passa a operar em Brasília, Porto Alegre e novas frequências para o Rio de Janeiro.Veja abaixo as novas frequências operadas:

Panamá – Brasília: Voo CMP 205 – Opera segunda, terça, quinta e sábado (chega no dia seguinte) – AeronaveBoeing 737-700NG – 124 lugares – Decola da Cidade do Panamá às 20h32 e pousa às 02h40 em Brasília.

Brasília – Panamá: Voo CMP 204 – Opera terça, quarta, sexta e domingo – Aeronave Boeing 737-700NG – 124 lugares – Decola de Brasília às 05h41 e pousa na Cidade do Panamá às 11h48.

Panamá – Porto Alegre: Voo CMP 821 – Opera diariamente – Aeronave Boeing 737-700NG – 124 lugares – Decola da Cidade do Panamá às 17h24 e pousa às 00h27 em Porto Alegre (no dia seguinte).

Porto Alegre – Panamá: Voo CMP 822 – Opera diariamente – Aeronave Boeing 737-700NG – 124 lugares – Decola de Porto Alegre às 01h32 e pousa na Cidade do Panamá às 08h50.

Panamá – Rio (Galeão): Voo CMP 877 – Opera diariamente, exceto terças e sextas – Aeronave Boeing 737-700NG – 124 lugares – Decola da Cidade do Panamá às 20h44 e pousa às 03h54 no Rio de Janeiro (no dia seguinte).

Rio (Galeão) – Panamá: Voo CMP 878 – Opera diariamente, exceto quartas e sábados – Aeronave Boeing 737-700NG – 124 lugares – Decola d0 Rio de Janeiro às 04h58 e pousa na Cidade do Panamá às 12h30.

A Copa Airlines já opera para Belo Horizonte (CNF), Manaus, Rio de Janeiro (GIG) e São Paulo (GRU), e acrescenta agora Brasília e Porto Alegre.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Ministro autoriza estudo para aeroporto na Região Metropolitana

09/06/2011- Jornal do Comércio RS

Em reunião realizada na manhã de ontem (quarta-feira), em Brasília, o ministro da Aviação Civil, Wagner Bittencourt deu o aval para o início dos estudos para a construção do Aeroporto da Região Metropolitana de Porto Alegre. 

Liderados pelo secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, um grupo de cerca de 40 deputados federais e estaduais, prefeitos e empresários gaúchos entregaram um projeto ao ministro que, ao final da reunião, disse ser parceiro para o desafio.

O projeto, cujo estudo de viabilidade técnica deverá ser iniciado em breve pelo Governo do Estado, seria uma alternativa para o já esperado esgotamento do Aeroporto Internacional Salgado Filho, na Capital.

"Não é um projeto para ser concluído amanhã ou daqui a um ano, mas achamos que precisamos iniciar essa caminhada agora. E toda a caminhada precisa que se dê os primeiros passos, que é o que fizemos hoje", avaliou Beto, após explicar detalhadamente a ideia proposta pelo grupo presente na audiência.

O Governo do Estado assumirá o estudo de viabilidade técnica e econômica. A área indicada para o novo aeroporto, com 1600 hectares, fica localizada entre Portão e Nova Santa Rita, ao lado das BRs 448 e 386, o que torna a proposta, segundo Beto, "uma alternativa de futuro concreto". 

Na ocasião, os prefeitos dos municípios se comprometeram a decretar a área de utilidade pública - passo essencial para possíveis desapropriações futuras - e a auxiliar nos levantamentos topográficos.

Beto explicou que, depois de concluído esse estudo e se for comprovada a viabilidade de construção no local, o Governo passará para a fase seguinte que será de formatação do projeto e busca de recursos. "Poderá ser um aeroporto público, poderá ser privado ou ainda uma parceria público-privada. Este é um aeroporto que interessa à Infraero", garantiu.

O secretário disse, ainda, que nesse momento o foco é esgotar todas as negociações para mostrar que é possível a construção, como determina o 5º Comando Aéreo e o Departamento de Engenharia da Aeronáutica, sem colidir com qualquer movimento para outros aeroportos. 

Beto informou que já na sexta-feira terá reunião no Departamento Aeroportuário do Estado, com as prefeituras de Nova Santa Rita e Portão para dar início aos estudos o mais rápido possível. "Foi uma reunião muito positiva. É hora de pensar no futuro", concluiu o secretário.

Governo gaúcho apoia novo projeto de aeroporto para a Região Metropolitana de Porto Alegre

09/06/2011 - Zero Hora

Local utilizado seria área de 1,6 mil hectares que fica entre Nova Santa Rita e Portão

Com projeções de saturação do Salgado Filho e limitação de espaço para novas expansões, o governo gaúcho apoiará o projeto da construção de um novo aeroporto internacional na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Entre os municípios de Nova Santa Rita e Portão, a área de 1,6 mil hectares fica a 17 quilômetros da Capital.

Levantamento de um grupo de voluntários ligados à aviação e entidades empresariais indica que, em 2020, o fluxo de passageiros no Salgado Filho chegará a 21,6 milhões no ano.

A capacidade atual é de 4 milhões anuais, mas em 2010 ali circularam 6,5 milhões de pessoas.

Para Beto Albuquerque, os modelos mais adequados para tirar do papel o aeroporto – provisoriamente batizado de 20 de Setembro – seriam a concessão à iniciativa privada ou por meio de uma parceria público-privada (PPP).

Gol e Tam suspendem operações nos aeroportos do RS

09/06/2011 - Panrotas

Por conta do avanço das cinzas do vulcão chileno Puyehue sobre o espaço aéreo do Rio Grande do Sul, as companhia aéreas brasileiras Gol e Tam estão suspendendo temporariamente as operações nos aeroportos do Estado. 

A Tam atua somente na cidade de Porto Alegre e cancelará as operações a partir das 21h.

Já Gol tem voos na capital e também em Caxias do Sul, e as operações serão canceladas a partir das 18h30 e 19h, respectivamente. 

Veja abaixo o comunicado da aérea Gol:

“A Gol informa que, para preservar a segurança de seus clientes e colaboradores, tomou a iniciativa de suspender temporariamente as operações nos aeroportos de Porto Alegre e Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, a partir das 18h30 e 19h de hoje, respectivamente. A decisão baseia-se em prognósticos que apontam o avanço das cinzas do vulcão chileno Puyehue sobre o espaço aéreo do Estado.

Neste momento, as operações da Gol nos aeroportos internacionais Ministro Pistarini e Aeroparque Jorge Newbery, em Buenos Aires (Argentina), e na cidade de Montevidéu (Uruguai) estão interrompidas pelo mesmo motivo.

A empresa está contatando clientes com passagens marcadas para providenciar reacomodações sem cobrança de taxas, ou, se for de sua preferência, o reembolso no valor integral dos bilhetes. A Central de Relacionamento está disponível nos números 0300-115-2121 (Brasil), 0810-266-3232 (Argentina) e 5098-2403-8007 (Uruguai).

A Gol orienta clientes que viajariam hoje às cidades mencionadas a permanecer em seus destinos de origem e contatar a companhia. Com a suspensão proativa das operações, a empresa espera minimizar transtornos aos passageiros em trânsito, cujos voos seriam alternados para outras bases ou, até mesmo, retornariam.

A Gol lamenta pelo desconforto, mas volta a ressaltar que opera sob um rigoroso padrão de segurança e que só restabelecerá as decolagens quando encontrar as condições necessárias para fazê-lo sem riscos. A empresa fornecerá informações adicionais assim que elas estiverem disponíveis.”

Marcada data para companhia iniciar novo voo comercial em Sinop

08/06/2011 - Só Notícias, Karoline Kuhn

O voo inaugural da segunda empresa aérea que se instala em Sinop está confirmado para 4 de julho. A afirmação é do secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Nevaldir Graf (Ticha). "Eles vão trabalhar com um Embrear 145, um jatinho com 50 lugares", destacou, ao Só Notícias.

A empresa responsável - Passaredo Linhas Aéreas - já disponibilizou, em seu site, a venda de passagens a partir da data do voo inaugural para os seguintes destinos: Alta Floresta, Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Ribeirão Preto (SP), Rio de Janeiro e São Paulo (SP).

O trecho Sinop-Alta Floresta (sem a taxa de embarque de R$ 13) pode custar R$ 59 com partida às 12h10. Para Brasília, o preço de ida pode chegar a R$ 279, com saída às 13h50. Para Belo Horizonte, a simulação de compra apresentou a tarifa de R$ 699m com partida às 13h50. Já para São Paulo (Garulhos), o bilhete de ida pode sair a R$ 529, também com partida às 13h50.

Atualmente, Sinop conta com apenas uma companhia aérea atuando com voos diurnos e noturnos para Cuiabá e cidades da região Sul do país.

O Executivo mantém, ainda, as negociações para instalação de mais uma (terceira) companhia aérea com voos para cidades das regiões Sudeste e Sul.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Infraero abrirá nesta terça propostas de Confins

06/06/2011 - Infraero

A Infraero abrirá nesta terça-feira (7/6) as propostas de preços para a licitação das obras de reforma e ampliação do Aeroporto Internacional de Confins/Tancredo Neves (MG). A abertura será realizada às 15:30, no Auditório da Superintendência de Licitações da Infraero, Júlio César do Nascimento Mendes, localizado no Setor Comercial Sul, Quadra 3, Bloco “A”, Lotes nº 17/18, Edifício Oscar Alvarenga, Entrada “A”, 1º subsolo, Brasília/DF. 

Nesta segunda-feira, foram divulgados os resultados do julgamento de recursos para a licitação das obras de reforma e ampliação de Confins.

As obras de ampliação e reforma do Aeroporto Tancredo Neves fazem parte do cronograma de melhorias da Infraero para a Copa do Mundo. As melhorias estão orçadas em R$ 238,1 milhões e têm conclusão prevista para dezembro de 2013. O andamento do processo licitatório pode ser acompanhado no site da Infraero.

Assessoria de Imprensa - Infraero


Aeroporto de Dourados-MS vai ampliar capacidade

06/06/2011 - Correio do Estado

O aeroporto municipal Francisco de Matos Pereira, em Dourados-MS, deverá receber melhorias nas próximas semanas. Serão liberados recursos de convênios pleiteados pela Prefeitura de Dourados ao governo federal, através da Infraero e do Ministério da Aeronáutica, para investimentos no local.

A primeira verba é de pouco mais de R$ 5,4 milhões, destinada a obras na pista de pouso e decolagem. O objetivo é aumentar a capacidade de impacto (pavimento mais grosso) para permitir a utilização por aeronaves de maior porte. Esse valor é acrescido ainda de cerca de R$ 800 mil, de contrapartida do governo do Estado.

Conforme o secretário municipal de Serviços Urbanos, Luis Roberto Martins de Araújo, avaliação técnica mostra que a pista atual suporta até 28 toneladas de impacto, o que é suficiente para atender as aeronaves em operação. Mas, dentro do projeto do prefeito Murilo Zauith de preparar Dourados para grandes investimentos, esse serviço é fundamental.

Outro investimento, cujo recurso também foi solicitado, é para implantação do sistema de aproximação por instrumento, via satélite. São equipamentos que permitem aos comandantes das aeronaves fazer pousos e decolagem independente das condições de visibilidade. Hoje essa operação é feita no visual.

Além dessas melhorias, também está em projeto a construção de uma nova sala no terminal de embarque e desembarque. O secretário informou que a estrutura física atual é pequena e, pelos estudos realizados através da prefeitura, a reforma não seria suficiente.

Mas a prefeitura, com recursos próprios, tem realizado vários outros serviços no aeroporto, adequando às normas da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Entre as ações estão a extensão da rede de energia para o prédio do Corpo de Bombeiros e revisão de todas as luminárias de balizamento e sinalização horizontal e vertical, com indicações necessárias tanto para pilotos quanto para usuários.

sábado, 4 de junho de 2011

Cavaco SilvaPresidente fala hoje à noite ao país
Empresas
Pluna deve ultrapassar TAP e tornar-se líder em voos
Companhia aérea uruguaia Pluna deverá, a partir de Julho, tornar-se líder em frequências de voos semanais

PorRedacção  LF 2011-06-04 18:10
123450 votos Comentários    
A companhia aérea uruguaia Pluna deverá, a partir de Julho, tornar-se líder em frequências de voos semanais entre as companhias aéreas estrangeiras que actuam no Brasil, ultrapassando a TAP e a American Airlines, nota a Lusa.

A empresa uruguaia opera hoje com 69 frequências por semana no Brasil, ligando cidades brasileiras a outros destinos na América Latina. Entre Junho e Julho, serão inauguradas mais nove frequências, alcançando 78 ¿ uma a mais que a TAP, que terá 77.

Ironicamente, foi inspirada no modelo adoptado pela empresa portuguesa que a Pluna deverá tornar-se a líder no país.

«A Pluna, quando estudou o seu modelo de negócios, decidiu fazer ligações concentradas na América do Sul. Observámos o modelo da TAP em relação à descoberta de novas cidades», afirmou à Agência Lusa o director comercial da Pluna no Brasil, Gonzalo Mazzaferro.

A TAP foi uma das pioneiras em oferecer no país ligações directas para a Europa a partir de cidades até então pouco exploradas, principalmente do Nordeste do Brasil. Antes, esses passageiros eram obrigados a fazer ligações em São Paulo ou no Rio de Janeiro para viajarem ao estrangeiro.

Tags: TAP, AVIAÇÃO, TURISMO
Partilhar
Sapo Do Melhor Delicious Google Facebook
Comentários
Imprimir
Enviar por Email


Notícias relacionadas
TAP: sector da hotelaria apela à desmarcação da greve
Greve: Ryanair envia rosas aos «dinossauros» da TAP
TAP: Governo pede suspensão da greve
TAP: trabalhadores saem descontentes da reunião
TAP: Confederação do Turismo quer greve desmarcada
Últimas notícias
Brisa arranca na 2ª feira com obras na A12
Boeing vai despedir 510 trabalhadores
Greve CP: situação deve estar normalizada até ao 12h00
PT: S&P corta rating para um nível de «lixo»
todas as notícias desta secção
FONTE AGENcia financeira (Portuggal)

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Avianca quer aeroportos

03/06/2011 - Correio Braziliense, Ullisses Campbell


São Paulo — A dona da Avianca está interessada em administrar aeroportos no Brasil. A decisão do governo de repassar o controle acionário dos maiores terminais do país — Brasília, Guarulhos, Viracopos, Confins e Galeão — para o setor privado foi anunciada pela presidente Dilma Rousseff, de ela ser alertada sobre um possível colapso do setor durante a Copa de 2014. “Aeroporto é um assunto que interessa para o grupo”, disse José Efromovich, presidente da Avianca Brasil.

Segundo ele, a Avianca tem experiência no assunto. Na Colômbia, o grupo opera alguns terminais, incluindo a ala doméstica de Bogotá. “Temos interesse e estamos esperando para saber como será o processo de concessão”, ressaltou. Ele anunciou ontem que a Avianca investirá US$ 1,5 bilhão (R$ 2,4 bilhões) até 2016 para ampliar as suas operações e atender a demanda do mercado nacional. O grupo investiu parte desse dinheiro na compra de 15 Airbus A318, considerados referências na aviação comercial. Os dois primeiros já estão em operação e, até o fim de agosto, outros três jatos estarão voando, o que representará ampliação de 32% na oferta de assentos da companhia em relação a 2010. Os outros A318 serão incorporados à frota em 2012 e 2013.

A Avianca anunciou que vai instalar até o mês que vem três novas bases: em Ilhéus (BA), João Pessoa (PB) e Natal (RN). Com isso, passará a atender seis estados do Nordeste: Bahia, Ceará, Pernambuco, Sergipe, além da Paraíba e Rio Grande do Norte.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Obras de Guarulhos são antecipadas em 6 meses

02/06/2011 - O Estado de São Paulo, Marta Salomon 

Um dia após o anúncio da privatização total dos aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília, a Infraero anunciou ontem a antecipação em seis meses dos prazos da entrega de dois novos terminais remotos, os chamados puxadinhos, em Guarulhos. O primeiro deles deverá estar concluído em dezembro deste ano.

O novo plano de investimentos mantém a previsão de desembolso de R$ 5,6 bilhões da estatal que administra os aeroportos nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo. A única mudança de preços em relação ao plano anterior diz respeito à construção de pistas de táxi das aeronaves e de saída rápida no aeroporto de Guarulhos. A estimativa de custo da obra passou de R$ 20 milhões para R$ 70,9 milhões.

O anúncio da privatização não alterou o volume de investimentos previstos para a Copa nem a data-limite para os aeroportos estarem prontos para o evento: dezembro de 2013. O levantamento mais recente dos desembolsos desses investimentos, fechado com base nos recursos aplicados nos primeiros quatro meses do ano, mostra um ritmo lento das obras. A Infraero gastou R$ 144 milhões até abril, pouco mais de 6% do orçamento autorizado para o ano.

Os três aeroportos a serem privatizados em 2012 ainda deverão receber investimentos públicos estimados em R$ 2,7 bilhões, mais da metade do total de investimentos previstos para os aeroportos das cidades-sede da Copa. De acordo com o documento, Guarulhos receberá o maior volume de obras: R$ 1,3 bilhão.

Viracopos e Brasília terão obras de mais de R$ 740 milhões cada um. A Infraero não informou se o plano de investimentos mudará após a privatização dos aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília. Ajustes têm sido feitos com frequência. Os editais de privatização deverão ficar prontos em dezembro, segundo a Secretaria de Aviação.

Atraso. Apesar da antecipação dos prazos de conclusão dos dois terminais remotos de Guarulhos, cujas licitações serão lançadas até o mês que vem, ao custo estimado em R$ 55,7 milhões, outras obras têm atraso maior que o previsto no plano de investimentos divulgado em maio.

A parcela estatal do novo aeroporto de Natal deverá ser entregue em outubro de 2013, quatro meses depois da data prevista. Em Salvador, o fim da reforma do terminal de passageiros e da ampliação do pátio de aeronaves foi adiado para agosto de 2013.

Azul inclui Teresina e Belo Horizonte na rota intranordeste e faz promoção com passagens a R$ 59

02/06/2011 - Melhores Destinos

A Azul já está vendendo passagens para sua nova rota intranordeste, que terá início no dia 10 de julho, ligando Belo Horizonte a Teresina e passando por Salvador, Recife, Fortaleza e São Luís. Os voos serão diários, realizados com os modernos jatos Embraer 190 e 195.

Segundo a Azul, as passagens aéreas para a nova rota estão disponíveis com preços a partir de R$ 89, mas em nossas pesquisas encontramos passagens por R$ 59 por trecho no mês de julho. Já para voos diretos entre a capital mineira e a cidade de Teresina, as passagens aéreas saem a partir de R$ 369 por trecho. O pagamento pode ser parcelado em até dez vezes no cartão de crédito.

A rota internordeste foi lançada pela Azul em dezembro de 2010, apenas com as cidades de Salvador, Recife, Fortaleza e São Luís. A partir do próximo mês, a empresa acrescenta as cidades de Belo Horizonte e Teresina, fazendo com que o voo chegue à região Sudeste.

A ideia da empresa é possibilitar que as principais capitais nordestinas sejam interligadas com voos diretos ou com escalas, utilizando para isso apenas uma rota. Abaixo listamos os preços promocionais nos trechos. No sentido oposto, de Teresina a Belo Horizonte, os valores são os mesmos. Não se esqueça de marcar a opção “Busca por preço”, para facilitar a procura pelas passagens promocionais. Vale lembrar que a rota permite voos com escala entre qualquer uma das cidades.

Confira os trechos freqüência Intranordeste:

Belo Horizonte(CNF) – Salvador R$ 169
Salvador – Recife R$ 99
Recife – Fortaleza R$ 149
Fortaleza – São Luís R$ 129
São Luís – Teresina R$ 59

Mais informações e reservas no site da Azul

Avianca espera crescer 37%, com 3 milhões de passageiros

02/06/2011 - Panrotas

O presidente da Avianca, José Efromovich

A Avianca anunciou hoje as suas novidades para este ano. Dentre os incrementos estão incorporações de novas aeronaves, adensamento de malha aérea e lançamento de novos destinos. E a contratação de Tarcísio Gargioni, ex-Vasp e Gol, como vice-presidente. A expectativa da companhia aérea é decrescimento de 37% para 2011, embarcando mais de três milhões de passageiros.

“De janeiro a abril, a aérea teve crescimento de 29 %. Em abril, a taxa de ocupação foi de 82%. No período o crescimento de passageiros foi de 26%. Nossos passageiros estão voltando”, explica o presidente da companhia, José Efromovich. 

Até 2016, a aérea irá investir US$ 1,5 bilhão. O montante será usado também para aquisição de novas aeronaves, em contrato de leasing. “Até o final do ano teremos cinco Airbus 318, um avião começou a operar faz três semanas, ontem (dia 1) também começou a operar uma aeronave, outros começam a voar em junho, julho e agosto. Teremos mais cinco airbus em 2012 e outros cinco em 2013”, explica Efromovich. 

No próximo mês, a Avianca passa a voar para mais três cidades: Ilhéus (BA), João Pessoa e Natal, passando atender seis estados do Nordeste: Bahia, Ceará, Pernambuco, Sergipe, e agora Paraíba e Rio Grande do Norte.

Aeroportos de Confins e Galeão serão os próximos concessionados

01/06/2011 - Agência T1, Bruna Yunes


No modelo definido, as concessões serão feitas por meio de Sociedades de Propósito Específico (SPE), os investidores privados, com participação de até 49% da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero)

O secretário da Aviação Civil, Wagner Bittencourt, anunciou os aeroportos de Confins (MG) e Galeão (RJ) como os próximos concessionados, e se mostrou a favor das concessões para os aeroportos de Guarulhos (SP), Viracopos (SP) e Brasília (DF), em audiência pública, hoje, na Câmara dos Deputados. “As concessões são instrumentos fundamentais para a modernização dos aeroportos e vai ser muito útil para o setor aeroviário. Os nossos aeroportos estarão em outro patamar de competitividade. Foi a decisão certa”.

Para Bittencourt, o Brasil está seguindo o modelo adotado em diversos aeroportos do mundo inteiro. “A forma de operar no mundo mudou. Em exemplo é a concessão no setor de energia, que acontece todos os dias. As parcerias entre os setores público e privado são muito boas e o fato de tê-las é bom para competição entre aeroportos. E a concessão já acontece aqui dentro, como em São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte. Esses aeroportos serão um novo marco para o fortalecimento e estruturação da Infraero e serão competentes e eficazes”, explicou.

No modelo definido, as concessões serão feitas por meio de Sociedades de Propósito Específico (SPE), os investidores privados, com participação de até 49% da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). A SPE ficará responsável por novas construções e pela gestão desses aeroportos. O presidente da Infraero, Antônio Gustavo Matos do Vale, disse que a concessão será dada pela empresa que apresentar o maior preço. “Não temos poder para pedir nada, somos obrigados a aceitar o maior preço. E acredito que essa é a melhor forma, não é justo o governo arcar sozinho com os investimentos em aeroportos. Não é justo com o povo brasileiro, já que podemos ter parcerias”.

Copa

Os aeroportos diretamente relacionados às 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 receberão ao todo investimentos de R$ 5,6 bilhões. Dessa soma, R$ 5,2 bilhões serão investidos pela Infraero. O restante, cerca de R$ 408 milhões, será investimento da iniciativa privada como decorrência do processo de concessão do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, em Natal (RN).

Entretanto, Bittencourt acredita que os investimentos nos aeroportos têm que acontecer pela atual circunstância. “Não podemos olhar aeroporto só com a visão da Copa do Mundo. Recebo muitas reclamações sobre aeroportos e procuramos soluções para essas situações. Nosso trabalho é de atender a todos e não só a demanda da Copa”, disse Bittencourt.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Brasil vai investir R$ 5,6 bilhões em aeroportos até a Copa do Mundo de 2014

01/06/2011 - Agência Rio

O Brasil vai investir R$ 5,6 bilhões até 2014 nos 12 aeroportos localizados nas cidades-sede da Copa do Mundo. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (1) pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Desse total, a estatal será responsável por cerca de R$ 5,2 bilhões e os outros R$ 408 milhões serão investidos pela iniciativa privada.

O investimento deve ampliar a capacidade dos aeroportos, considerados estratégicos pelo governo federal. Segundo o cronograma de investimentos divulgado pela estatal, o aeroporto de Guarulhos (SP) receberá R$ 1.2 bilhão, o de Brasília, R$ 748,4 milhões e o de Confins (MG), R$ 408,6 milhões.

O aeroporto de Cuiabá vai receber cerca de R$ 87,5 milhões; Curitiba, R$ 72,8 milhões; Fortaleza, R$ 279,5 milhões; Manaus, R$ 327,4 milhões; São Gonçalo do Amarante (RN), R$ 168,9 milhões; Porto Alegre, R$ 345.8 milhões; Recife, R$ 19,8 milhões; Galeão (RJ), R$ 687,3 milhões; Salvador, R$ 45,1 milhões; e Viracopos, (SP) R$ 742 milhões.

Com informações da Agência Brasil