quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

José Coleto com voos lotados até janeiro

22/12/2010 - Correio Popular

Quem não se antecipou para comprar suas passagens aéreas no último mês para viajar em dezembro, certamente teve dificuldades de viajar, principalmente para fora do Estado. Ontem, a administração do aeroporto, José Coleto informou que todos os voos das duas empresas, Passaredo e Trip estão com a capacidade máxima de lotação esgotada. Novas vagas só a partir do dia 10 de janeiro. O ano de 2010 já registra um acréscimo de embarque em 42% referente a 2009.

O aeroporto José Coleto de Ji-Paraná tem atualmente duas empresas com cinco voos diários com saídas e chegadas e atende toda a região central do Estado, calculado em mais de 400 mil pessoas. Até o último levantamento 46.568 embarques já haviam ocorridos, contra 32.635 de 2009. Já o desembarque registra 43.950. A expectativa é que o número de embarques chegue próximo dos 50 mil passageiros.

Ainda de acordo com a administração do aeroporto as duas empresas não terão voos nas madrugadas dos dias 25 (Natal) e primeiro (Ano Novo) por isso, não foram vendidas passagens para as respectivas datas. Um funcionário da empresa Passaredo informou que vagas para este final de ano o passageiro encontra somente para a Capital, Porto Velho. A expectativa da administração é que 2011 o movimento do aeroporto jiparanaense aumente em 50% em relação a 2010. 

Infraero anuncia R$ 742 milhões para Viracopos, mas aéreas criticam aeroporto

16/12/2010 - EPTV.com - Luciano Calafiori

Terminal pode fechar ano com movimento de 5 milhões de passageiros


 O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, deve receber investimentos de R$ 742 milhões até 2015. Os valores seriam viabilizados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A informação é da superintendente da Infraero em Viracopos, Lilian Ratto Neves, que participou de um evento em comemoração dos 10 anos do Campinas e Região Convention & Visitors Bureau, nesta quinta-feira (16), em Campinas.

Os investimentos serão, segundo a Infraero, para um novo terminal de passageiros e para adequação do atual, além de aumento do pátio de aviões e da construção da segunda pista de pousos e decolagens. 
Durante o evento, representantes de companhias aéreas fizeram duras críticas ao aeroporto de Campinas, que voltou a receber voos internacionais em julho, com partidas para Portugal. Na próxima semana, começam voos para o Uruguai.

Projetado para receber um milhão de passageiros ao ano, o terminal deve fechar 2010 com 5 milhões de passageiros. Até outubro foram 4,4 milhões, de acordo com dados da Infraero.

Gargalo

As principais críticas das companhias aéreas focam a infraestrutrua do terminal e a burocracia brasileira para a aprovação de novos voos, que envolvem muitos órgãos federais.

Mário Carvalho, diretor da TAP para o Brasil, disse que a empresa portuguesa planeja aumentar os voos partindo de Campinas para diários, ao invés de três vezes por semana. “O ideal seriam voos diários, mas pelas restrições do aeroporto, talvez não seja possível”, afirmou.

 Hoje, os voos da TAP que partem de Campinas têm 90% de ocupação, segundo a empresa, mas se as partidas fossem diárias, esse índice ficaria em torno de 80%, segundo o diretor da empresa no Brasil.
Para a TAP, faltam mais pontos de check-in (procedimento de embarque com checagens de documentos e bagagens), um free-shopp (lojas de produtos importados com isenção de impostos) e restaurantes.
Roberto de Oliveira, representante da Pluna, empresa que opera voos para o Uruguai, a partir do dia 20, reclamou do horário que os aviões vão partir. “Por causa do gargalo, vamos operar a noite, mas não é o ideal”, disse ele.


Questionada sobre as críticas das empresas aéreas, a superintendente da Infraero disse que é “bom” ouvir os clientes. Lilian Neves disse que para 2011 algumas mudanças vão amenizar os problemas do Aeroporto de Viracopos. Vinte e três novas posições de check-in vão ser viabilizadas para os passageiros, além de mais vagas de estacionamento para os passageiros. Também será construído um Módulo Operacional (MOP) que dará mais conforto aos passageiros. O MOP terá toda estrutura de uma sala de embarque e desembarque.

Obras Guarulhos
A pista de decolagens do Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, deve ser interditada nos próximos meses para reforma. E o Aeroporto Internacional de Viracopos pode receber voos que partiriam da Grande São Paulo.

A superintendente da Infraero, Lilian Ratto Neves, disse que estudos sobre este assunto estão sendo feitos para saber se o terminal de Campinas comporta voos direcionados de Guarulhos.

Empresas brasileiras recebem novas aeronaves

22/12/2010 - Aviação Brasil



A TAM Linhas Aéreas recebeu no último dia 16 de dezembro uma nova aeronave Airbus A320-214, prefixo PR-MYK, vinda diretamente da fábrica da Airbus, em Hamburgo (Alemanha). Com capacidade para transportar até 174passageiros, o novo avião está configurado com classe única. Agora, são 139 modelos da Airbus (26 A319, 86 A320, 7 A321, 18 A330 e 2 A340), 7 da Boeing (4 B777-300ER e 3 B767-300) e 5 ATR-42, utilizados pela Pantanal.

Com a incorporação do novo Airbus, a TAM encerra o ano com 151 aeronaves em sua frota que chegará a 168 aeronaves até o final de 2014, de acordo com o seu plano de frota. Nesse período, além da chegada de novas aeronaves Airbus, está prevista a incorporação de até seis Boeing B777-300ER.

A Trip recebeu mais um ATR 42-500, prefixo PR-TKE, em 17 de dezembro. A Puma Air recebeu um Boeing 767-383, ex-VRG, prefixo PR-VAO, para operação do seu novo voo para Luanda. Já a Azul recebeu em 14 de dezembro o Embraer 195 de prefixo, PR-AYP, fechando 2010 com 26 jatos Embraer. Para 2011, o plano de expansão da frota prevê a chegada de mais 12 E-Jets Embraer e os primeiros ATR que entrarão em operação.

Com a recém parceria com a Gol, a Passaredo informou que a frota da empresa passará dos atuais 15 aviões, sendo 5 Embraer EMB-120 e 10 jatos Embraer ERJ-145, para 23 aviões, sendo agregados à frota mais 8 Jatos ERJ145 em 2011.

Azul vai ampliar para 50 o número de destinos a partir de Viracopos

15/12/2010 - EP Campinas - Regina Santomauro

Empresa espera autorização para operar mais seis voos diários de Campinas para o Rio de Janeiro

A Azul Linhas Aéreas planeja ampliar de 28 para 50 o número de destinos conectados pela empresa a partir de 2010. A maioria dos novos destinos terá saída ou chegada do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, onde foi feito o anúncio pelo fundador da companhia, David Neeleman, durante a comemoração do segundo aniversário da empresa, na manhã desta quarta-feira (15).

A Azul começou a voar em 15 de dezembro de 2008, com linhas para Salvador e Porto Alegre saindo de Campinas, onde a empresa mantém boa parte de suas operações. Dos
200 voos diários, 70 têm como saída ou chegada o Aeroporto de Viracopos. A empresa, que no primeiro ano chegou a dois milhões de passageiros, prevê encerrar 2010 com quatro milhões de usuários. Pelo menos 70% desses usuários embarcaram em Viracopos e concorreram para que a empresa, em dois anos, se consolidasse como a terceira maior companhia aérea do País em fluxo de passageiros, com 7,2% do mercado de vôos domésticos brasileiro.

A empresa trabalha para ampliar sua participação no mercado, investindo principalmente no Aeroporto de Viracopos. A Azul aguarda autorização para operar seis novos voos diários para o Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, que se somarão aos 11 que partem atualmente de Campinas para o Santos Dumont, segundo o presidente da Azul, Pedro Janot.

Os investimentos previstos para 2011 somam US$ 400 milhões (R$ 680 milhões) em aeronaves, obras, contratação de funcionários, abertura de lojas, aquisição de simulador de voo próprio. As obras do novo terminal de passageiros da Azul em Viracopos devem estar concluídas em maio de 2011, assim como as 500 vagas de estacionamento para clientes, na área do aeroporto, onde o passageiro poderá fazer o ckeck-in, despachar a bagagem e seguir direto para a sala de embarque.

Também está prevista a ampliação do número de vagas no pátio para aeronaves, que passaram de 13 para 19 este ano e devem chegar a 25 no ano que vem. A Azul opera com uma frota de 26 aeronaves Embraer e, em 2011, receberá mais 12 E-Jets Embraer e os primeiros turboélices ATR 72-600 dos 20 anunciados este ano.

Segundo Neeleman, o quadro de funcionários deve passar dos 2,8 mil atuais para 4,5 mil em 2011.


Infraero inaugura melhorias em Guarulhos e Recife

22/12/2010 - Panrotas

A Infraero recebeu ontem (dia 21), 30 novos micro-ônibus para o transporte de usuários entre as aeronaves e os Terminais de Passageiros. Esses equipamentos, orçados em R$ 5,6 milhões, vão ser distribuídos em 24 aeroportos da rede, entre eles o de Guarulhos e Recife.

Todos os veículos possuem ar-condicionado, cerca de 25 assentos, e serão adaptados para o uso de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Parte dos equipamentos serão destinados ao atendimento de autoridades civis e militares.

Espaços de conveniência em Guarulhos

Além dos micro-ônibus, os passageiros do aeroporto de Cumbica foram beneficiados com novos espaços de conveniência. As áreas estão localizadas na extremidades das Asas A e D, dos Terminas 1 e 2.

Os espaços contam com 440 m² cada. Entre as duas áreas foram distribuídos 250 assentos e 40 tomadas elétricas para a utilização de equipamentos eletrônicos, como notebooks e celulares. Cada espaço conta também com quatro monitores do Sistema Informativo de Voos.

Mais equipamentos para o aeroporto de Recife.

Foram entregues também ontem (dia 21), as pontes de embarque/desembarque 8 e 9 do Aeroporto Internacional Guarapes-Gilberto Freyre.

Estão previstas para entrega no primeiro trimestre de 2011, outras duas pontes no Aeroporto do Recife. A obra de extensão do conector do Terminal de Passageiros em 150 metros e a instalação das quatro pontes estão orçadas em R$ 10 milhões e é um investimento do Programa de Aceleração do Crescimento (Pac).

Aeroporto de Porto Seguro tem reforma de R$ 8 mi

22/12/2010 - Panrotas 

O Aeroporto de Porto Seguro, na Bahia, está sendo ampliado. Agora é a pista de pouso que vai passar por remodelações. A pista ficará interditada das 5h às 8h30 e das 18h às 22h, de segunda a sexta-feira. Nos sábados e domingos, quando chegam mais voos ao destino, a pista ficará liberada durante o dia inteiro. A obra de recapeamento está orçada em R$ 8 milhões. 

“O recurso tem que ser usado porque o prazo acaba neste ano. A negociação começou no inicio do ano, mas a demora para se iniciar a obra é devido à burocracia. Faz-se projeto pelo Governo do Estado, a Anac aprova, vai para o Governo Federal. Com isso houve a demora em iniciar a obra”, disse o superintendente do aeroporto, Carlos Rebouças. De acordo com o executivo, em 15 de junho de 2011 a obra estará completamente concluída.

Movimento de passageiros em Viracopos é maior que na Rodoviária

17/12/2010 - EPTV

Viagem de Campinas para o Rio pode sair por R$ 69

Preços mais baixos, conforto e menor tempo de viagem. Muitos passageiros de Campinas e região trocaram as viagens de ônibus pelas viagens aéreas. A mudança do hábito é o resultado do aumento do poder de compra da classe C.De janeiro a outubro, 3,3 milhões passageiros embarcaram e desembarcaram no Terminal Ramos de Azevedo, em Campinas.
No mesmo período, foram 4,3 milhões de pessoas embarcando ou desembarcando pelo Aeroporto Internacional de Viracopos, que voltou a ter voos internacionais em julho.A diferença de movimento entre a rodoviária e o aeroporto é de aproximadamente da população de Campinas. E os números podem aumentar. Representantes de companhias aéreas participaram de um evento sobre turismo em Campinas na quinta-feira (16). Eles esperam um crescimento de 25% nos embarques e desembarques a partir de 2011 nos aeroportos do país.

Custo-benefício

Passagens mais baratas são um dos principais atrativos para os passageiros que deixaram de viajar de ônibus para lotar aviões. Hoje é possível chegar ao Rio de Janeiro, partindo de Campinas, por bilhetes que custam R$ 69, para vôo de uma hora. Se a opção for por terra, a passagem sobe para R$ 99, e com duração de sete horas.O custo benefício foi o motivo da decisão de Beatriz Panella quando fechou a viagem para visitar a família em Maceió. “Antes era um absurdo o preço da passagem”, disse ela.Foi aproveitando oportunidades como esta que técnica em enfermagem Sandra Pessoa embarcou em um voo para visitar os parentes em São Luiz, no Maranhão. Segundo ela, de ônibus, a viagem durava 48 horas, isso, se o veículo não quebrasse.

Veja Também: Companhias Aéreas criticam infraestrutura de Viracopos

Medo de voar ainda mantém passageiros cativos

O medo de viajar de avião ainda faz muita gente optar pela viagem de ônibus. É o caso do auxiliar de construção civil Manoel Ferreira Deodato e da auxiliar de limpeza Marly Silva Santos, que apontam vantagens no percurso de dois dias de Campinas para a Bahia. Segundo eles, encarar um ônibus por dias possibilita aos passageiros conhecer paisagens e cidades pelo caminho. 

O advogado José Carlos Homero também tem medo de voar, mas confessa que consegue deixar o receio de lado quando precisa viajar para longe, como para Salvador, na Bahia. “É um transporte seguro que a gente tem que confiar”,afirmou o advogado.

Confira partidas da rodoviária de Campinas. Clique aqui


As companhias aéreas que atendem o aeroporto de Viracopos são (clique sobre o nome para acessar o site):

Viracopos pode ultrapassar marca dos 5 milhões de passageiros

21/12/2010 - EP Campinas

Terminal registrou alta de 65% entre embarques e desembarques

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, deve fechar 2010 com a marca de mais de 5 milhões de passageiros. A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) divulgou o balanço do movimento de janeiro a novembro deste ano nesta terça-feira (21). No período, 4.872.517 pessoas embarcaram ou desembarcaram em Campinas. O número já é 65% maior em relação aos onze meses de 2009, quando houve o registro de 2.952 milhões de passageiros.

Em novembro de 2010, foram 508 mil embarques e desembarques, contra 347,5 mil no mesmo mês no ano passado. Desde julho, o terminal voltou a receber voos internacionais. A cidade tem partidas para a Europa, pela companhia portuguesa TAP, e para cidades da América do Sul, pela uruguaia Pluna.

Da mesma forma que o aeroporto fecha o ano com recorde de passageiros, as companhias aéreas fazem duras críticas ao terminal de Campinas. A falta de infraestrutura é o principal foco de reclamações. Faltam posições de check-in (checagem de documentos e bagagens), restaurantes e estacionamentos para carros. A Infraero informou que vai investir R$ 742 milhões até 2015 para melhorar a infraestrutura do terminal. 

Novembro foi o 2º melhor mês do ano em importações

De acordo com o balanço da Infraero, 15.588 toneladas de carga foram importadas por Viracopos em novembro, a segunda melhor marca do ano do aeroporto. No acumulado de 2010, 155.138 toneladas vieram do exterior pelo terminal campineiro, valor 45,54% maior em relação ao mesmo período de 2009. O melhor mês do ano foi maio, quando 16.060 toneladas foram importadas. No 11º mês do ano, o volume de carga exportada foi de 8.498 toneladas. De janeiro a novembro, o aumento foi de 43,67% em relação ao mesmo período de 2009.

Movimento de aeronaves
O aumento do número de passageiros em Viracopos também reflete no movimento de aeronaves no aeroporto. Mais de 67 mil aviões pousaram ou decolaram em Campinas até novembro deste ano. No mesmo período em 2009, foram 49 mil. A variação foi de 36,6%.

Trip recebe 18º ATR 42, o 43º avião da frota

22/12/2010 - Panrotas

A 43º aeronave da frota da Trip chegou hoje (quarta, dia 22) ao Aeroporto de Confins (MG) vinda da França. Trata-se de um ATR 42 com 47 lugares, o 18º do modelo pertencente à companhia, que também possui 17 aeronaves ATR 72, além de oito jatos Embraer 175.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Infraero renova frota com a compra de 30 micro-ônibus

21/12/2010 - Infraero

onibus interna

A Infraero recebeu nesta terça-feira (21/12) 30 novos micro-ônibus para o transporte de usuários entre as aeronaves e os Terminais de Passageiros. Esses equipamentos, orçados em R$ 5,6 milhões, vão ser distribuídos em 24 aeroportos da Rede; uma nova facilidade que vai ampliar o conforto no atendimento aos passageiros.

Todos os microônibus possuem ar-condicionado, cerca de 25 assentos, e serão adaptados para o uso de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Parte dos equipamentos serão destinados ao atendimento de autoridades civis e militares.

Segundo Antônio Erivaldo Sales, superintendente do Aeroporto Internacional de Brasília, que recebeu três novos micro-ônibus, os veículos vão beneficiar passageiros e usuários. "Todo equipamento que agrega conforto e segurança aos passageiros é indispensável", destacou Sales.

Além do Aeroporto de Brasília, também receberão os novos micro-ônibus os aeroportos internacionais de Guarulhos, Campinas, Porto Alegre, Florianópolis, Campo Grande, Corumbá, Cuiabá, Galeão, Confins, Recife, Fortaleza e Parnaíba; e os aeroportos de Juazeiro do Norte, Pampulha, Vitória, Macaé, Santos Dumont, Goiânia e Congonhas.

Assessoria de Imprensa – Infraero
imprensa@infraero.gov.br 
www.twitter.com/canalinfraero

Infraero entrega novas pontes de embarque no Aeroporto de Recife

21/12/2010 - Infraero

 A Infraero entregou nesta terça-feira (21/12) as pontes de embarque/desembarque 8 e 9 do Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre para operação assistida. A solenidade de entrega dos equipamentos contaram com a presença do diretor Comercial da Infraero, Geraldo Moreira Neves, e do superintendente Regional do Nordeste, Fernando Nicácio, que ressaltou a importância do empreendimento no aumento do conforto e da segurança dos passageiros e usuários do Gilberto Freyre. "Os novos equipamentos representam mais conforto e segurança para as operações aeroportuárias e uma redução no tempo de solo das aeronaves", destacou Nicácio.

Além das pontes de embarque/desembarque 8 e 9, a Infraero entrega, no primeiro trimestre de 2011, outras duas pontes no Aeroporto do Recife. A obra de extensão do conector do Terminal de Passageiros em 150 metros e a instalação das quatro pontes estão orçadas em R$ 10 milhões e é um investimento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

"Após a conclusão dos serviços, o Aeroporto Gilberto Freyre passará a contar com 11 pontes, garantindo a prestação de serviços com qualidade, eficiência, conforto e segurança", disse o diretor Comercial da Infraero, Geraldo Moreira.

Assessoria de Imprensa – Infraero
imprensa@infraero.gov.br 
www.twitter.com/canalinfraero

Investimento em aeroportos fica abaixo do previsto

21/12/2010 - Valor Econômico

Ao longo dos oito anos do governo Lula, os investimentos na estrutura dos aeroportos brasileiros não acompanharam o crescimento do número de passageiros. Mesmo com crescimento de 77% na demanda no período, a Infraero só investiu 39% do orçamento programado de 2003 a 2010.

O valor previsto para investimentos foi de R$ 6,7 bilhões, de acordo com dados do Ministério do Planejamento. Desse total, somente R$ 2,65 bilhões foram gastos. O número de passageiros transportados saltou de 71 milhões, em 2003, para 126 milhões até outubro deste ano. A previsão é que 140 milhões de pessoas usem os aeroportos do país este ano.

Em nenhum desses anos a Infraero conseguiu empenhar todo o valor disponível. Em 2004, 81% do valor foi utilizado, e em 2008, somente 17%. Este ano, foram usados 22% dos recursos até outubro. Em 2003 e 2004, foram investidos somente R$ 55 milhões e R$ 44 milhões nos aeroportos, respectivamente. Os investimentos começaram a subir em 2006, ano em que se aplicou R$ 592 milhões, o maior volume do período.

A Infraero contesta os valores de investimentos apresentados no site do Planejamento. De acordo com a estatal, foram gastos R$ 4,5 bilhões de 2003 a 2010. Entretanto, a empresa não soube explicar a diferença entre os números fornecidos por ela e os que constam no site do Ministério do Planejamento na seção de "orçamentos de investimentos de estatais". O ministério informou que os dados disponíveis em seu site são repassados pela estatal.

Passaredo Linhas Aéreas e GOL firmam acordo comercial estratégico

21/12/2010 - Passaredo

A Passaredo Linhas Aéreas, empresa brasileira de aviação regional, assinou um acordo comercial com a GOL, a maior companhia aérea de baixo custo e baixa tarifa da América Latina. Na operação conjunta, a GOL realizará a venda dos destinos Passaredo em todos os seus canais, já a partir de 23 de Dezembro.

Atualmente, a Passaredo opera 103 voos em 20 destinos no Brasil e a Gol opera com 51 destinos na America Latina e Caribe. Com o acordo, a GOL incorpora à sua malha as cidades paulistas de Marília, Ribeirão Preto e São José de Rio Preto, Barreiras e Vitória da Conquista, no Estado da Bahia, além do município de Ji-Paraná, em Rondônia, além de oito novos voos diretos como, por exemplo, entre Porto Alegre (RS) e Goiânia (GO) e entre Ribeirão Preto (SP) e Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont-RJ).

A Passaredo informou também que nenhum passageiro que tem trechos comprados pelo antigo acordo com a TAM será prejudicado, atendendo normalmente todos os passageiros, inclusive dos bilhetes que ainda serão vendidos até 30 de dezembro.

Sediada em Ribeirão Preto, a Passaredo Linhas Aéreas iniciou suas operações em 1995. A frota da empresa é composta atualmente por 15 aeronaves, sendo 5 Embraer EMB-120 e 10 jatos Embraer ERJ-145, com capacidade para 30 e 50 passageiros, respectivamente. Até julho de 2011 operará um total de 23 aviões, sendo agregados à frota mais 8 Jatos ERJ145, já contratados.

Para o Comandante Felício, diretor presidente da Passaredo Linhas Aéreas, a empresa assume uma posição estratégica no mercado. “A GOL já se mostra uma excelente parceira. Acreditamos em uma aviação regional forte operando com capilaridade para uma das principais companhias aéreas da América Latina, como ocorre nos mercados da América do Norte e Europa”, afirma o presidente que prevê um crescimento de ocupação de 15% já no início da operação.

“Para a GOL, este acordo é estratégico, pois a Passaredo é uma empresa reconhecida na aviação regional e irá agregar importantes destinos à nossa malha aérea, contribuindo para nossa capilaridade e novas opções de voos diretos”, destaca Cláudia Pagnano, Vice-Presidente de Mercado da GOL.

Os clientes provenientes de voos operados pela GOL em conexão para os voos da Passaredo, poderão realizar somente um check-in e despachar sua bagagem até o destino final.

Os trechos contemplados serão carregados em todos os canais de venda da GOL, para compras com até a ante-véspera da data do voo. O acordo não inclui o acúmulo de milhas SMILES nos voos da Passaredo.

Sobre a Passaredo Linhas Aéreas

A Passaredo é a empresa aérea que mais cresce no Brasil desde 2004, tendo crescido desde então à ordem de 100% ao ano. Opera atualmente 103 voos diários em 20 cidades de 10 estados brasileiros. Focado no mercado de até 50 passageiros, opera em rotas de médio potencial de tráfego utilizando-se de aeronaves de alta tecnologia, alto eficiência no consumo de combustíveis e baixo custo de manutenção. São aeronaves lideres de mercado, fabricadas pela Embraer, com mais de mil e duzentas unidades em operação por todo o mundo. O foco da Passaredo é o atendimento de qualidade ao cliente, primando pelo conforto, segurança, eficiência e pontualidade em suas operações. Tendo como meta manter a sua identidade regional, terá na parceria com a Gol um excelente complemento em suas operações, oferecendo a seus clientes uma maior possibilidade de destinos.

Sobre a GOL

A GOL, companhia aérea brasileira de baixo custo, oferece cerca de 900 voos diários para 51 destinos que conectam todas as mais importantes cidades do Brasil e 13 mercados internacionais na América Latina e Caribe. A Companhia opera uma frota jovem e moderna de Boeing 737 Next Generation, as aeronaves mais seguras e confortáveis da classe, com baixos custos com manutenção, combustível e treinamento, e altos índices de utilização e eficiência. Sempre empenhada em buscar soluções inovadoras por meio do uso de altas tecnologias, a Companhia — com as marcas GOL, VARIG, GOLLOG, SMILES e VOE FÁCIL ― oferece aos clientes facilidade de compra, ampla oferta de serviços complementares e a melhor relação custo-benefício do mercado.


Azul Linhas Aéreas recebe sua 26ª aeronave

21/12/2010 - Panrotas

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras acaba de receber um novo Embraer 195, com capacidade de transportar até 118 passageiros. Com este avião, a Azul aumenta para 26 aeronaves sua frota, que é composta por jatos Embraer modelos 190 e 195. Batizada de Arara Azul, o avião de prefixo PR-AYP tem como madrinha a tripulante Raquel Fischer, advogada da empresa. 

Neste ano, a companhia recebeu 12 aeronaves Embraer 195, cinco a mais do que o originalmente planejado. A ampliação da frota reflete a crescente aceitação dos serviços da empresa. Para 2011, o plano de expansão da frota prevê a chegada de mais 12 E-Jets Embraer e os primeiros ATR que entrarão em operação.

Pantanal inaugura voo em Cabo Frio

21/12/2010 - Webtranspo

Empresa voará para Juiz de Fora, em Minas Gerais

A companhia aérea Pantanal, que agora integra o Grupo TAM, inaugurou na semana passada novos voos regulares entre os municípios de Juiz de Fora (MG) e Cabo Frio, no Rio de Janeiro.

De acordo com a empresa, o aeroporto internacional da cidade fluminense passou a receber três frequências semanais, realizadas sempre às sextas, sábados e domingos.

Os voos serão operados a bordo da aeronave turboélice ATR-42, com capacidade para 45 passageiros. Uma das freqüências da Pantanal sairá de Cabo Frio e fará conexão em Guarulhos (SP), antes de seguir para Juiz de Fora, localizada na Zona da Mata mineira.

O Aeroporto Internacional de Cabo Frio passa a receber, a partir desta sexta-feira (17/12), três voos semanais da Pantanal Linhas Aéreas, ligando o balneário da Região dos Lagos fluminense à Zona da Mata mineira.

Segundo informações da administração do Aeroporto de Cabo Frio, além da Pantanal, as companhias TAM e Trip já realizam voos semanais no local. Tais atividades permitirão o recebimento do dobro de passageiros na alta temporada.

Gol passa a comercializar bilhetes da Passaredo

21/12/2010 - Panrotas

A Gol firmou acordo por meio do qual passará a vender, em todos os canais, passagens aéreas da Passaredo. Desta forma, as cidades de Marília (SP), Ribeirão Preto (SP), São José de Rio Preto (SP), Barreiras (BA), Vitória da Conquista (BA) e Ji-Paraná (RO) passam a constar na malha aérea da companhia, que também começa a ter oito novos voos diretos por meio das operações da Passaredo. 

A Gol informa que os clientes em conexão para os voos da Passaredo poderão realizar apenas um check-in. “Para a Gol, este acordo é estratégico, pois a Passaredo é uma empresa reconhecida naaviação regional e irá agregar importantes destinos à nossa malha aérea, contribuindo para nossa capilaridade e oferecendo aos nossos clientes novas opções de voos diretos”, afirma a vice-presidente de Mercado da Gol, Cláudia Pagnano.

O acordo não inclui o acúmulo de milhas no programa Smiles dos voos da Passaredo.

Reforma do Aeroporto de Dourados (MS) é finalizada

21/12/2010 - Panrotas

O terminal de passageiros do Aeroporto Municipal Francisco de Matos Pereira, em Dourados, no Mato Grosso do Sul, foi totalmente reformado. Foram implantadas sala de embarque e desembarque climatizadas, equipadas com um aparelho raio-X para monitoramento de bagagens, além da sinalização da pista de pouso e decolagem, taxiamento e pátio de aeronaves, construção da cerca de proteção e sessão de combate a incêndio. 

Os recursos para modernização do empreendimento são provenientes do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (Profaa), com contrapartida do Estado. O investimento total foi de R$ 2,4 milhões, sendo R$ 1,7 milhão da União e R$ 722 mil, do governo estadual.

Aeronave brasileira foi certificada em outubro

21/12/2010 - Webtranspo

legacy-brasil_embraer
Legacy 650 possui características de conforto semelhantes ao Legacy 600

Um empresário de São Paulo é o primeiro cliente a receber o jato Legacy 650, da categoria large, no Brasil. Segundo a Embraer, fabricante da aeronave, o modelo foi certificado há apenas dois meses.

Breno Corrêa, diretor de Marketing e Vendas da Embraer para a América Latina – Aviação Executiva, declarou que, para a empresa, “é uma satisfação ver, em menos de dois meses após a certificação, um Legacy 650 operando no Brasil”.

O executivo ressaltou que as características do avião, semelhantes às do Legacy 600, que se consagrou como um negócio de sucesso para a companhia, estão presentes na nova aeronave e devem garantir as boas vendas da empresa no segmento de aviação executiva.

Conforme descrição da Embraer, o Legacy 650 realiza voos de até 7.223 quilômetros (3.900 milhas náuticas), com quatro passageiros; ou pode fazer 7.112 quilômetros (3.840 milhas náuticas), com oito passageiros, sem escalas. Com esse limite de distância, o avião voa, por exemplo, de São Paulo a Miami, nos EUA, sem paradas.


segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Duas novas aéreas podem começar a operar em Londrina em 2011

20/12/2010 - Jornal de Londrina - Amanda de Santa e Juliana Gonçalves

Anúncio foi feito durante entrevista coletiva semanal do prefeito Barbosa Neto. Segundo ele, as companhias Passaredo e Azul passarão a operar na cidade

Duas novas empresas aéreas devem operar em Londrina no próximo ano. O anúncio foi feito pelo prefeito Barbosa Neto (PDT) em entrevista coletiva semanal nesta segunda-feira (20). Segundo ele, a Passaredo Linhas Aéreas, que já operou na cidade anos atrás, e a Azul Linhas Aéreas, que já esteve prestes a se instalar na cidade em 2009, devem operar em Londrina em 2011.

A Passaredo informou, através de sua assessoria de imprensa, que tem interesse em voltar a operar em Londrina, mas que ainda é preciso fazer estudos e planejamentos que viabilizem o projeto.

A Azul chegou perto de incluir Londrina em sua malha aérea no ano passado, mas acabou decidindo por se instalar em Maringá. A justificativa foi uma decisão técnica em função doNoroeste do Paraná ter um potencial de mercado melhor que Londrina.

De acordo com sua assessoria de imprensa, a Azul tem a intenção de passar a operação em Londrina, mas ainda não recebeu a hotran, uma autorização da Agência Nacional de Viação Civil (ANAC).

O superintendente da Infraero, Marcus Vinícius Pio, disse que a empresa Passaredo deve começar a operar na cidade já em janeiro. Segundo ele, a empresa possui uma frequência diária de voos para o Rio de Janeiro e capacidade para 50 assentos diários. A empresa ainda não definiu uma data para iniciar as operações.

Pio não confirmou a chegada da Azul Linhas Aéreas em Londrina. Ele afirmou que a cidade tem buscado trazer a companhia há algum tempo, mas que não existe nada oficializado ainda.

Para ele, as principais vantagens da chegada de mais companhias aéreas na cidade são maior concorrência entre as empresas, aumento no número de assentos e oferta de novas rotas. O superintendente da Infraero informou que oAeroporto Governador José Richa deve fechar 2010 com 728 mil passageiros.

American Airlines lança voo direto Rio-Dallas

20/12/2010 - Panrotas

Rafael Sanchez, diretor de Aeroporto, Frances Piña, Elio Hamaoka, coordenador operacional de Aeroporto, e Jacqueline Silva<br/>
Rafael Sanchez, diretor de Aeroporto, Frances Piña, Elio Hamaoka, coordenador operacional de Aeroporto, e Jacqueline Silva

A American Airlines lançou mais um voo direto com saída do Aeroporto Internacional capital fluminense, o Galeão. A opção Rio-Dallas passa a ser operada três vezes na semana (domingo, quarta e sexta-feira), às 23h27 e chegada no aeroporto de Fort Worth em Dallas às 6h25. 

“Já registramos 94% de aproveitamento em dezembro e para janeiro já vendemos 80%”, revela a gerente de Vendas regional Rio, Frances Pina.

A American Airlines passa a oferecer 17 frequencias semanais do Rio de Janeiro para três diferentes destinos: Miami, Nova York e Dallas. “Os voos oferecem possibilidade de conexão com a Costa Oeste dos Estados Unidos e a Ásia”, conta Frances destacando que no Brasil são 77 voos por semana.

Lançado em novembro, a opção diária Rio-Nova York registra boa procura. Este mês fechará com 96% de ocupação e em janeiro registra até o momento 82%.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Ampliação de Aeroporto atrai novas empresas aéreas para Cascavel

30/11/2010 - Prefeitura de Cascavel

Vanderlei Faria

A ampliação do Aeroporto de Cascavel tem chamado à atenção de novas empresas aéreas. Prova disso, foi a visita feita pelo presidente da Azul Linhas Aéreas, David Neeleman, e sua equipe, hoje (30). O prefeito Edgar Bueno recepcionou o grupo, mostrando os projetos do novo terminal de passageiros e as obras de expansão da pista. Logo após, os empresários fizeram um passeio pelas ruas principais da cidade.

De acordo com o presidente da Cettrans, Jorge Lange, a pista do Aeroporto de Cascavel passará a ter 45 metros de largura e 1.800 metros de comprimento, o que possibilita a operação de grandes aeronaves. “Essa visita trouxe uma grande satisfação para a administração municipal, pois isso é um resultado, em função das obras que estamos executando. A ampliação da pista e a construção de um novo terminal [previsto para o próximo ano] já mostrou Cascavel para o Brasil, assim as empresas começam a nos procurar”.

Depois de verificar as condições do Aeroporto, o grupo seguiu para a Acic (Associação Comercial e Industrial de Cascavel). Lá, foi apresentado um vídeo institucional sobre as potencialidades de Cascavel. O presidente da Azul Linhas Aéreas se surpreendeu com o que foi mostrado. “Fiquei bem impressionado realmente. Eu gostei muito, apesar do pouco tempo que estive aqui. Cascavel é uma cidade que precisa de muito mais voos do que tem hoje”, afirmou Neeleman.

A empresa ainda deve fazer estudos em mais quatro cidades da região sul do Brasil – Foz do Iguaçu (PR), Chapecó (SC), Criciúma (SC) e Passo Fundo (RS), mas a intenção é começar a operar em Cascavel no próximo ano. “Cascavel é realmente uma cidade que precisa de mais voos. Nossos recursos são limitados, temos 12 aviões que devem chegar no próximo ano e estamos vendo onde eles irão operar. Queremos começar aqui talvez no ano que vem, mas isso irá depender dos nossos estudos”, disse Neeleman.

O prefeito Edgar Bueno destaca que os trabalhos de ampliação do Aeroporto devem impulsionar ainda mais a economia da região. E caso a empresa decida vir operar em Cascavel, o cronograma de obras deve ser alterado para que o trabalho de ampliação da pista seja concluído o mais rápido possível. “Temos que criar condições para que nossa cidade traga bons voos, empresas sólidas e que tenham bons aviões e, para a nossa felicidade, as obras estão em ritmo acelerado. Eu acredito que pelas palavras otimistas do presidente da Azul Linha Aéreas, ela será uma empresa conquistada pelo município de Cascavel”.

Também participaram da visita o secretário de Serviços e Obras Públicas, Paulo Gorski, o presidente da Cohavel, Renato Silva, o representante da empresa H&S Serviços Aeronáuticos, Clairton Hammer, o deputado estadual eleito, André Bueno, o vice-presidente da Azul Linhas Aéreas, Trey Urbahn, e o diretor de relações institucionais, Adalberto Febeliano.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Passaredo inaugura quatro voos a partir de Goiânia

17/12/2010 - Panrotas

Com uma expansão planejada que resultou em um crescimento de 130,89% no último ano, a Passaredo Linhas Aéreas anuncia quatro novos voos partindo de Goiânia. A partir de 17 de janeiro, a companhia voará para Araguaína (TO), Curitiba (PR), Recife (PE) e Salvador (BA). Além destes, a aérea voa para outros dez municípios.

“Acreditamos no grande potencial na cidade de Goiânia e neste momento vamos investir ainda mais em excelência e qualidade para nossos clientes da região Centro-Oeste do País”, disse o presidente da empresa, comandante Felício, destacando uma tendência da empresa: focar em novos negócios na região.

BALANÇO
Entre 2009 e 2010, a empresa atingiu as metas planejadas, incorporando à frota seis jatos ERJ 145 e inaugurando um novo hangar em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Lá está o centro de serviços de manutenção da frota da empresa. A aérea criou ainda quatro novas bases nas cidades de Guarulhos, Porto Alegre, Salvador e Goiânia).

Hoje a frota da companhia é composta por dez jatos ERJ 145 e cinco Emb 120, todos da Embraer.

Pluna começa voar para Belo Horizonte em fevereiro

17/12/2010 - Melhores Destinos

A Pluna começará voar para Belo Horizonte no dia 21/02/2011. Serão 4 voos semanais entre a capital mineira e Montevideo no Uruguai, onde será possível fazer conexão para Buenos Aires e Santiago.

Os voos serão feitos em aviões CRJ9 com capacidade para 90 passageiros.

Em todos os destinos onde a Pluna opera, seus preços são muito competitivos, geralmente os mais baratos. Certamente em Belo Horizonte não será diferente.

A venda de passagens começa assim que a Anac conceder a autorização.

Passaredo amplia foco em Goiânia

17/12/2010 - Aviação Brasil



Com uma expansão planejada que resultou em um crescimento de 130,89% no último ano, a Passaredo Linhas Aéreas ressalta a continuidade de sua evolução no mercado da aviação anunciando quatro novos vôos na capital do estado de Goiás. A empresa já liga Goiânia a 10 municípios brasileiros: Cuiabá, Curitiba, Ji-Paraná, Palmas, Porto Alegre, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, São José do Rio Preto, São Paulo (GRU) e Uberlândia. Os novos vôos, que serão operados a partir do dia 17 de janeiro, terão como destino: Araguaína/TO, Curitiba/PR(um novo vôo sem escala), Recife/PE e Salvador/BA.

Das 20 operações realizadas diariamente hoje em Goiânia a companhia passará para 34 até fevereiro de 2011. “Acreditamos no grande potencial na cidade de Goiânia e neste momento vamos investir ainda mais em excelência e qualidade para nossos clientes da região centro-oeste do país”, afirma o presidente da empresa, Comandante Felício, destacando uma tendência da empresa de focar em novos negócios na região centro-oeste.

Os novos vôos serão operados por jatos ERJ 145 que fazem parte da frota da Passaredo. “Vamos expandir muito nossa atuação em Goiânia”, finaliza o Presidente.

Aeroportos regionais têm um ano para se adequarem

17/12/2010 - Panrotas

A Associação Brasileira de Transporte Aéreo Regional (Abetar) divulgou em seu congresso, realizado quarta e quinta-feira em Brasília, o que chamou de pequena parte de um estudo que está desenvolvendo junto a 174 aeroportos regionais de todo o País. Segundo o diretor da associação, Vitor Celestino, inicialmente foram analisados 15 aeroportos no Mato Grosso e a conclusão foi bastante preocupante. O único preparado para atender a demanda regional estimada para 2015 é Cuiabá e mais nenhum outro dos 14 analisados.

Celestino esclareceu ainda que até 31 de dezembro do próximo ano, isto é, daqui a 12 meses, todos os aeroportos deverão estar adequados e operando nas condições definidas pela Anac por meio da Resolução 115/09. Quem estiver operando em condições precárias será fechado e isso acontece, segundo ele, com 14 dos aeroportos do Estado analisado.

“Aproveito para fazer um alerta, pois para operarem em 2012 as ações já deveriam estar sendo tomadas, o que não acontece, fazendo com que esses aeroportos não estejam em condições de atender a demanda”, esclareceu o diretor. Ainda de acordo com ele seriam necessários R$ 73 milhões para resolver o problema no Mato Grosso o que, na opinião da associação, não é uma quantia de grandes proporções. “E resolveria o problema”, concluiu.

TAM voa pela primeira vez de São Paulo para Bogotá neste domingo

17/12/2010 - Jornal de Turismo

Neste domingo, dia 19, a TAM Linhas Aéreas iniciará voo diário entre São Paulo e Bogotá, na Colômbia. A operação terá uma aeronave A320 configurada em duas classes de serviço e os passageiros que viajarem na classe executiva poderão utilizar o Special Service da companhia, além da sala VIP da TAM no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP) e de empresa parceira no Aeropuerto Internacional El Dorado (Bogotá).

O voo JJ8048 decolará diariamente de Guarulhos às 12h40 e pousará em Bogotá às 15h40 (hora local). No sentido inverso, o JJ8049 partirá de Bogotá às 23h (hora local) com chegada em São Paulo prevista para as 7h45.

As passagens para o novo voo estão disponíveis para venda no site da TAM (www.tam.com.br). Na classe econômica, a menor tarifa para passagens de ida e volta para Bogotá com saída de São Paulo está em US$ 669*. Já a tarifa de passagens de ida e volta com saída de Bogotá custa a partir de US$ 619*. Na executiva, a menor tarifa para ida e volta com saída de São Paulo está em US$ 1.529. Com saída de Bogotá, a menor tarifa de ida e volta sai a partir de US$ 1.498.

Com esta nova rota, a TAM fecha o ano com 18 destinos internacionais na América do Sul, nos Estados Unidos e na Europa. Além de Bogotá, em 2010 a companhia iniciou voos partindo do Rio de Janeiro com destino a Londres e Frankfurt e ligando Belo Horizonte e Brasília a Miami.

TAM oferece a partir de hoje opção inédita de check-in móvel para facilitar embarque

17/12/2010 - Jornal de Turismo

A partir das 18h de hoje, dia, 17, os clientes da TAM Linhas Aéreas terão uma nova opção de check-in para evitar filas e facilitar o embarque. Atendentes da companhia estarão a bordo de um dos ônibus da empresa que fazem a ligação entre Congonhas e Guarulhos, em São Paulo, e nas dependências desses dois aeroportos, equipados com tablet PCs e impressoras portáteis para emitir o cartão de embarque dos passageiros. Ao chegar ao aeroporto, o cliente poderá seguir diretamente para o embarque ou despachar as malas em uma fila específica para quem já está com o cartão em mãos.

A TAM é a primeira companhia aérea do Brasil a adotar esse sistema. Os atendentes carregarão o tablet em um suporte, com a impressora presa à cintura, e abordarão os passageiros nos ônibus e aeroportos. O computador é ligado ao sistema de check-in da companhia por meio de uma conexão de celular 3G.

O Check-in Móvel estará disponível nos ônibus da TAM entre 6h e 21h e nos aeroportos durante o horário de funcionamento. Neste primeiro momento, o serviço itinerante poderá ser utilizado apenas por clientes em voos doméstico, desde que tenha um bilhete eletrônico (e-ticket). A solução, inicialmente disponível em São Paulo, será estendida aos principais aeroportos do país em breve. Ela faz parte do conjunto de soluções Check-in Fácil TAM, que tem por objetivo facilitar o embarque, principalmente numa época de alta demanda como o fim do ano.

A companhia já oferece, além do atendimento no balcão, o check-in pela Internet, os totens de autoatendimento e o Check-in Mobile, feito pelo telefone celular, sem uso de papel (disponível nos aeroportos de São José do Rio Preto e Ribeirão Preto). O Check-in Móvel é mais uma alternativa que a TAM oferece para tornar a viagem dos clientes cada vez mais confortável.

Iberia lança voo de fortaleza a Madri

17/12/2010 - Webtranspo

Nova medida visa atender turismo europeu

A companhia área espanhola Iberia anunciou que iniciará a partir de fevereiro de 2011 a operação de um voo ligando as cidades de Fortaleza (CE) e Madri, na Espanha. Segundo o governo cearense, a nova rota representará um impulso para o investimento europeu no Nordeste brasileiro.

Os voos ocorrerão às terças, sextas e domingos em horários que permitem conexões para quem quiser viajar para qualquer um dos 98 destinos europeus e africanos servidos pela companhia a partir de Madri.

A Iberia trabalha com a expectativa de transportar aproximadamente 80 mil passageiros durante o primeiro ano de operação, já que a venda dos bilhetes já está disponível no site da companhia aérea www.iberia.com/br.

Atualmente, a Iberia opera dois voos diários entre São Paulo e Madri e um voo por dia entre o Rio e a capital espanhola. Em 2009, viajaram entre o Brasil e a Europa em aviões da companhia aproximadamente 500 mil pessoas.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Aeroporto de Florianópolis passa por mudanças para suportar aumento de voos durante o verão

16/12/2010 - Diário Catarinense

Principal medida será o fechamento da pista auxiliar para uso como estacionamento de aeronaves

A alta temporada já começou para o tráfego aéreo e, para garantir o atendimento da demanda desta época do ano, o Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, deve transformar, nos próximos dias, a pista auxiliar em área de estacionamento para aeronaves. A medida, que ainda precisa da aprovação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), deve ajudar a liberar mais posições para voos comerciais e fretados, principalmente durante a madrugada.

De acordo com o superintendente do aeroporto, Antonio Filipe Bergman Barcellos, a pista auxiliar deve ter seus 600 metros finais interditados a fim de permitir que mais cinco aeronaves permaneçam estacionadas. Com isso, novas posições serão liberadas em frente aos terminais do aeroporto, o que garantir ia novos embarques e desembarques no local. 

- Significa um ganho de mais de 50% em relação às posições que nós temos hoje - contabiliza Barcellos. 

Com a mudança, as aeronaves que atualmente utilizam a pista auxiliar passariam a operar na pista principal. 

- A utilização dessa pista não prejudicaria as operações comerciais, porque hoje o movimento dela corresponde a 2% do total do aeroporto e essas operações, que são de aeronaves militares e de pequeno porte, podem ser absorvidas pela pista principal - explica. 

A chegada da temporada de verão e dos turistas à capital catarinense, traz junto o aumento no número de voos fretados. O primeiro do ano já pousou no Aeroporto Hercílio Luz no dia 8 de dezembro, vindo do Chile. Outros 292 já tiveram suas solicitações aceitas e mais 100 estão em fase de aprovação na ANAC. 

- Com a liberação da pista, nós teremos possibilidade de aprovar mais voos - completa o superintendente.

Dilma vai criar secretaria especial para aeroportos

12/12/2010 - O Estado de São Paulo

Será uma Secretaria Especial de Aviação Civil ligada à Presidência da República, confirmou Jobim.

Além de decidir manter o ministro Nelson Jobim no comando da Defesa, a presidente eleita, Dilma Rousseff, já comunicou a assessores da equipe de transição que vai mesmo criar uma secretaria especial só para cuidar da infraestrutura dos aeroportos e da aviação civil.

Na tarde desta segunda-feira, 6, na reunião do Conselho Nacional de Aviação Civil (Conac), Jobim confirmou aos membros do órgão o projeto da presidente eleita. Será uma Secretaria Especial de Aviação Civil ligada à Presidência da República.

A secretaria especial vai abrigar a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), a Secretaria de Aviação Civil (SAC) e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) continua vinculado ao Comando da Aeronáutica, embora trabalhe em coordenação constante com os demais órgãos ligados à aviação civil. No Brasil, o controle do espaço aéreo e a vigilância das aeronaves civis e militares são operações a cargo da Força Aérea Brasileira (FAB). Os controladores são civis e militares.

Dilma quer monitorar mais de perto a administração e os investimentos nos aeroportos tendo em vista os grandes acontecimentos esportivos agendados para os próximos anos. Há uma preocupação do governo com o gargalo operacional dos aeroportos diante da demanda provocada pela Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

O Estado apurou que a criação da secretaria especial deve ser acompanhada da abertura do capital da Infraero, o que daria mais agilidade à empresa estatal e multiplicaria as fontes de investimentos em aeroportos.



Infraestrutura aeroportuária deve ser foco de investimentos até 2014

15/12/2010 - CNT

A melhoria da infraestrutura dos aeroportos brasileiros é o foco a ser perseguido para absorver as demandas de 2014 e 2016. O tema foi o principal ponto citado pelos especialistas que se apresentaram na tarde desta quarta-feira (15) no Congresso da Associação Brasileira das Empresas de Transporte Aéreo Regional (Abetar), realizado em Brasília (DF), na sede da Confederação Nacional do Transporte (CNT).

Expectativas mostram que em 2014, a Copa do Mundo vai provocar o aumento do número de passageiros dos atuais 140 milhões por ano para 170 milhões. O salto é considerado importante para o turismo no país, mas também um legado para posicionar o Brasil num lugar de destaque internacional.

“Eventos como a Copa e as Olimpíadas geram oportunidade pela visibilidade que garantem, mas também trazem risco. O trabalho de gerenciamento da imagem do país é muito importante desde agora até 2014. Isso gera um resultado sustentável depois”, afirmou o presidente da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), Mário Moysés.

O representante da Embratur apresentou, durante a palestra “Previsão do fluxo turístico durante a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016”, dados que mostram que o Brasil possui gargalos a serem vencidos como a dificuldade de distribuição de passageiros internacionais. 

Para a Copa do Mundo, já foram aprovados 17 projetos do Ministério do Turismo em estados e capitais que somam US$ 1,54 bilhão, US$ 903 milhões por meio de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da Corporação Andina de Fomento (CAF). Os US$ 644 bilhões restantes se referem à contrapartida oferecida pelo Ministério do Turismo.

Estão previstos investimentos de R$ 440 milhões em capacitação para treinar cerca de 306 mil profissionais previstos para lidar diretamente com os turistas das competições internacionais. Para o setor aéreo regional, a Embratur realizou parceria com a Abetar para qualificar profissionais em organização, atendimento e gerenciamento que atuam no setor.

Segundo Mário Moysés, está entre os objetivos da instituição estimular o desenvolvimento das ligações de baixa e média densidade de tráfego. “Regiões como Ilhéus e Itacaré (BA) já mostram essa necessidade. Na região, se os turistas dependessem só do Aeroporto de Salvador, esse tráfego seria muito difícil. Daí a importância de investir na aviação regional”, afirmou.

Infraestrutura

De acordo com a pesquisa “Infrastrutura aeroportuária e desenvolvimento do tráfego aéreo regional no Brasil”, apresentada nesta tarde durante o Congresso Abetar 2010, os investimentos estão diretamente ligados ao crescimento do número de passageiros. 

“A infraestrutura parece induzir o tráfego aéreo, mas as variáveis têm de ser consideradas em conjunto. Não adianta investir em pista e abandonar o terminal. A questão tem de ser equalizada”, confirmou o realizador da pesquisa, especialista Marcos Alexandre Rauer Demant.

A partir do levantamento, constatou-se que tamanho da pista, pátio e terminal são os grandes blocos que devem receber investimentos para o aumento de tráfego. A pesquisa mostra que os investimentos são importantes para o fortalecimento de pequenos aeroportos nos próximos anos, que antecedem os eventos competitivos de 2014 e 2016. 

“Essa discussão está na mídia, temos grandes eventos vindo por aí, mas a infraestrutura é capaz de fazer a diferença mesmo sem demanda extraordinária”, explicou o especialista.


Marina Severino
Redação CNT

Iberia promove voo Madri-Recife para agentes de PE

16/12/2010 - Panrotas

A Iberia promoveu ontem (quarta, dia 15), durante evento para agentes de viagens e autoridades em Recife, o novo voo entre Madri, na Espanha, e a capital pernambucana três vezes por semana (terças, sextas e domingos). A informação é da Prefeitura Municipal de Recife.

Estiveram presentes Carmem Lage, pela Iberia no Brasil; os secretários de Turismo de Pernambuco e Ceará, Paulo Câmara e Bismarck Maia, respectivamente; o assessor executivo de Turismo da Prefeitura de Recife, Carlos Braga; a diretora executiva do Recife Convention Bureau, Tatiana Menezes; o diretor executivo da ABIH-PE, Carlos Maurício Periquito, entre outros.

O novo voo terá início em fevereiro de 2011 e será operado em um Airbus A-340/300, com capacidade para 254 passageiros em duas classes (econômica e executiva). “A aeronave dispõe de uma poltrona-cama para agradar ao público de business, em especial os executivos das novas indústrias no Nordeste”, afirmou Carmem.

O voo sairá do Recife às 20h55, chegando em Madri às 9h05 do dia seguinte. Da capital espanhola, o voo parte às 12h05, chegando às 16h25 em Fortaleza, de onde parte às 17h45 com chegada a Recife às 19h15.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Primeiro ATR da Azul chega no Brasil amanhã

15/12/2010 - Panrotas

o ATR 72, opção feita pela Embraer para pousos em pistas curtas
o ATR 72, opção feita pela Embraer para pousos em pistas curtas

Em julho, o presidente da Azul Linhas Aéreas, Pedro Janot, havia anunciado a aquisição de 20 aeronaves ATR 72-600, mais opção para outras 20, ao custo de US$ 850 milhões. A previsão de chegada dos equipamentos, à época, era dezembro. Promessa cumprida.

Amanhã pela manhã chega ao País o primeiro dos turbo-hélices da companhia. Ele saiu às 9h das Ilhas Canárias (Espanha), faz uma parada na Ilha do Sal (Cabo Verde) e chega primeiro em Recife. À noite, o equipamento já estará em Viracopos, em Campinas (SP).

A Azul informou que ainda não está definida a rota em que a aeronave irá operar. Em um primeiro momento a ideia é ligar Viracopos (SP) a cidades do interior paulista. Isso porque os ATR são ideais para operação em pistas curtas.

À ocasião, a companhia informou não ter “abandonado” os equipamentos Embraer ao fazer as opções pelo ATR. Isso porque a empresa brasileira, que fabrica os equipamentos utilizados pela Azul desde o início, os EMB, não produz turbo-hélices.

Azul Linhas Aéreas: 2 anos, feliz aniversário!

15/12/2010 - Publicado por Paullo Marinho  em Sobre a Azul

2 anos de surpresas, profissionalismo, qualidade, dedicação, alegrias e excelência: essa é a Azul Linhas Aéreas, que completa neste dia 15 de Dezembro de 2010, 2 anos de operações, 2 anos de vida como a empresa aérea mais feliz do país, que leva a sério o bem estar e o compromisso que assumiu com os seus clientes de se tornar a melhor empresa aérea do País. Conheça um pouco da sua brilhante história, afinal você faz parte dela :D

27 de Março de 2008
David Neeleman anuncia em evento na cidade de São Paulo o lançamento de uma nova empresa aérea dedicada a operar voos domésticos no Brasil. Junta a constituição da nova empresa, David também anunciou a encomenda de 76 aeronaves Embraer 195, avaliada em US$ 3 bilhões. Nessa data, outra surpresa: foi lançada uma campanha convidando o público a participar do nome da escolha da empresa, com um prêmio incrível: o primeiro que indicar o nome que viesse a ser selecionado ganharia um passe vitalício para voar com direito a um acompanhante. As inscrições foram feita através do sitewww.voceescolhe.com.br

6 de Maio de 2008
Depois de pouco mais de 30 dias da campanha “Você Escolhe”, foi definido o nome Azul Linhas Aéreas Brasileiras S.A. David Neeleman comentou a escolha: “Azul inspira sentimentos como pureza, segurança, serenidade, lealdade, qualidade e, claro, remete ao céu, a voar”. A campanha contou com mais de 108 mil cadastrados e 157.528 nomes submetidos.

28 de Maio de 2008
A Imagem corporativa da Azul foi apresentada em São Paulo. O trabalho teve participação direta de David Neeleman e Trey Urbahn, Vice-Presidente de Marketing. A criação foi de Gianfranco Beting, diretor de Comunicação, Marca e Produto da Azul. Na ocasião, David Neeleman afirmou: “A escolha do mapa do Brasil como nossa marca é a representação de nosso orgulho em servir e integrar nosso País”. Nessa data, Vitor Buzzone de Souza Varejão, 24 anos, e João Souza Dias Garcia, 27 anos, foram anunciados como os dois ganhadores do passe vitalício. Os dois viajarão de graça em qualquer serviço regular da Azul, levando um acompanhante, pelo resto de suas vidas.

21 de Julho de 2008
Começa o treinamento da primeira turma de pilotos, comissários e técnicos de manutenção na sede da empresa, Azulville, em Barueri (SP). O programa estendeu-se até agosto para comissários e até setembro para pilotos.

27 de Agosto de 2008
Chegou ao Brasil, vindo dos Estados Unidos, o primeiro Embraer 190, importado para acelerar o processo de certificação e homologação da Azul como Empresa de Transporte Aéro Regular. O jato decolou pela manhã de Orlando, fez escala em Boa Vista (RR) e seguiu direto para Porto Alegre (RS), onde seria a seguir pintado nas cores Azul.

17 de Setembro de 2008
David Neeleman e Pedro Janot, Presidente da Azul, comandaram a cerimônia de batismo da primeira aeronave da empresa, realizada no Rio de Janeiro. Matriculado PR-AZL, o Embraer 190 recebeu o nome “O Rio de Janeiro Continua Azul”. Todos os aviões da Azul são batizados e seus nomes são sugeridos pelos próprios colaboradores e Clientes da empresa.

12 de Novembro de 2008
A Azul foi certificada como empresa de transporte aéreo, recebendo das autoridades o CHETA (Certificado de Homologação de Empresa de Transporte Aéreo). Com isso, a companhia pôde pleitear as rotas que pretendia operar e começar a vender passagens.

2 de Dezembro de 2008
Entre 2 e 5 de Dezembro, a Azul fez um “Roadshow” com sua primeira aeronave, partindo de Campinas e passado pelo Rio de Janeiro, Vitória, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Porto Alegre e Curitiba. Em cada cidade, agentes de viagem embarcaram em voos locais de 45 minutos, para se familiarizarem com os diferenciais da companhia aérea: cinco tipos de snacks, serviço mais atencioso, poltronas em couro ecológico, dispostas dois a dois, com generoso espaço individual.

4 de Dezembro de 2008
A Azul recebeu autorização da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para começar a operar as rotas Campinas-Porto Alegre e Campinas-Salvador. As primeiras vendas foram realizadas nesse mesmo dia, quando o website da empresa,www.voeazul.com.br, foi colocado no ar.

11 de Dezembro de 2008
Com enorme festa para dezenas de colaboradores da fabricante e todos os mais de 900 funcionários da companhia aérea, a Embraer celebrou a primeira entrega de um jato Embraer 195 para a Azul.

15 de Dezembro de 2008
Chegou o grande dia: às 12h00 partiu o primeiro voo regular da Azul, AD 4064, operado pelo Embraer 190 de matrícula PR-AZL e pilotado pelo comandante Ary Nunes, decolou com 90 clientes de Campinas para Salvador. Às15h0, outro Embraer 190, matrícula PR-AZA, comandado pelo diretor de operações da Azul, Comandante Álvaro Neto, decolou de Campinas rumo a Porto Alegre realizando o primeiro voo AD 4062 com 51 clientes a bordo. Ao final do seu primeiro dia de operação, a Azul obteve a faixa média de ocupação de 62%.

14 de Janeiro de 2009
Duas novas rotas sem escalas são iniciadas: Campinas-Curitiba e Campina-Vitória. Neste dia a Azul colocou para rodas uma frota de ônibus executivos equipados com wi-fi, ar-condicionado e monitores exibindo filmes. Os serviços diários e gratuitos ligaram inicialmente o Shopping Villa-Lobos em São Paulo ao aeroporto de Viracopos, Campinas.

28 de Janeiro de 2009
Tem início a venda de passagens no “Espaço Azul”. São 16 poltronas ainda mais espaçosas que as demais, com 86 centímetros de distância da fileira da frente, por apenas R$ 30 a mais, independentemente do destino.

18 de Fevereiro de 2009
Começam os primeiros voos entre Campinas e Recife, com duas ligações diárias em cada sentido. Com isso, sobre para seis o números de cidades servidas pela Azul.

18 de Março de 2009
A Azul começa a operar entre Campinas e Fortaleza, terceira cidade do Nordeste brasileiro a receber voos diários.

20 de Março de 2009
A Azul chega ao Rio e começa a operar uma nova Ponte Aérea, unindo o Aeroporto Santos Dumont a Campinas, com 14 voos diários – sete em cada sentido. Uma campanha de lançamento promove tarifas promocionais com preços a partir de R$ 39 por trecho.

1 de Abril de 2009
Entram em operação mais duas rotas da Azul, Navegantes-Campinas e Navegantes-Porto Alegre. Uma linha de ônibus exclusiva e gratuita passa a unir Blumenau ao aeroporto de Navegantes.

6 de Abril de 2009
A Azul voa ao seu primeiro destino na Região Norte: Manaus, com voos diários sem escalas para Campinas. Neste mesmo dia, as linhas de ônibus são ampliadas e passam a ligar o Aeroporto de Viracopos a Jundiaí, Sorocaba, Piracicaba e Santa Bárbara D’Oeste. De São Paulo, os ônibus passam a sair do Shopping Eldorado, do Terminal da Barra Funda e de Alphaville – Shopping Tamboré.

16 de Abril de 2009 
Têm início a rota Salvador-Vitória, primeiro voo da Azul que não tem por origem ou destino o aeroporto de Viracopos, em Campinas.

22 de Abril de 2009
A Azul contrata suas três primeiras primeiro-oficiais. Antes da contratação de Daniela de Lima, Aline Silveira e Maria Medeiros a equipe de pilotos era formada apenas por homens.

27 de Maio de 2009
A Azul começa a operar a rota Campinas-Campo Grande. Agora já são 11 destinos conectados pela nova companhia aérea.

1 de Junho de 2009
A Azul incorpora mais um destino à sua malha aérea com o inicio dos voos diários entre Campinas e Maceió. Três dias mais tarde, a Azul passa a ligar Campinas a Maringá. Também em 4 de Junho, são apresentadas as tarifas Azul Flex e Azul Flex Plus, criadas para atender o mercado corporativo.

15 der Julho de 2009
A Azul completa 6 meses de operações, transportando mais de 650 mil clientes em 74 voos diários, unindo 13 destinos: Campinas, Porto Alegre, Curitiba, Maringá, Navegantes, Rio de Janeiro, Campo Grande, Vitória, Salvador, Recife, Maceió, Fortaleza, Manaus. Somando-se as linhas de ônibus, são no total 18 cidades conectadas pela Azul.

24 de Junho de 2009
A Azul lança oficialmente o programa de vantagens Tudo Azul. Ele é simples e direto: a cada compra de passagem aérea, o cliente recebe o equivalente a 5% do valor da tarifa paga como crédito em sua conta. A partir de R$ 50 acumulados, pode usar os créditos em múltiplos de R$ 50, tanto para comprar integralmente um bilhete quanto para obter desconto na compra de outra passagem.

10 de Agosto de 2009
A Azul passa a voar entre Campinas e Belo Horizonte com 8 serviços diários sem escalas. Para celebrar, o Embraer 195 matrícula PR-AYD é batizado “Azul, Ouro de Minas”, nome escolhido através de promoção com sugestão de uma cliente. Nesta mesma data, tem inícios os voos de Porto Alegre para o Rio de Janeiro – Aeroporto Santos Dumont. Essa é uma ligação histórica na aviação comercial brasileira: pela primeira vez, estes dois importantes aeroportos são ligados sem escalas por serviços a jato.

13 de Agosto de 2009
A Azul celebra a marca de 1 milhão de clientes transportados, um recorde mundial. O milionésimo cliente, Aderlei Ferreira, 40 anos, publicitário, fazia sua primeira viagem com a empresa. Ele ganhou como prêmio o direito de voar para todos os destinos servidos pela Azul durante um ano, com direito a levar um acompanhante gratuitamente.

26 de Agosto de 2009
A Azul lança sua nova divisão de negócios, a Azul Cargo. Uma extensa malha de destinos e serviços começa a se formar a partir da base principal de voos da companhia, Campinas.

26 de Setembro de 2009
Voos sem escalas ligando o Rio de Janeiro – Aeroporto Santos Dumont – a Salvador têm início. Com esta nova rota, a Azul passa a ligar o Rio de Janeiro sem escalas a Campinas, Porto Alegre e Salvador.

5 de Outubro de 2009
A Azul inova mais uma vez com um produto inédito: o Passaporte Azul. Ele permite aos clientes voarem para qualquer destino operado pela Azul, quantas vezes quiserem, pelo período de 30 dias, por R$ 499. Milhares de Passaportes são vendidos nos primeiros dias da promoção.

18 de Novembro de 2009
A Azul, a Embraer, a General Eletric e a Amyris anunciam uma parceria pioneira para empregar bicombustíveis para aviação no Brasil. A frota da Azul, a mais jovem e avançada da aviação brasileira, é também a mais “verde”, com os menores índices de impacto ambiental.

1 de Dezembro de 2009
Início da rota Campinas-Natal sem escalas. Com isso, a Azul passa a servir 15 destinos em todo o Brasil. A nova rota é atendida por dois voos diários.

7 de Dezembro de 2009
A Azul celebrou a marca de dois milhões de clientes transportados, outro recorde mundial. A festa aconteceu no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. O cliente de número dois milhões é Ricardo Sanchez, que mora em Americana, São Paulo. Como prêmio, ele recebeu um passa para voar de graça durante um ano.

15 de Dezembro de 2009
A Azul completa um ano de operações e passa a voar diariamente entre Campinas e Florianópolis. Com a maior taxa de ocupação do mercado, os resultados da nova companhia ficam muito acima do esperado. “Nosso plano original focava nossas operações a partir de Viracopos. Hoje, já temos mais de 50% do mercado de Campinas. Nossos voos saem cheios de clientes satisfeitos. Literalmente, a Azul colocou o interior de São Paulo no mapa da aviação comercial” disse David Neeleman, fundador da empresa e Presidente do Conselho.

20 de Dezembro de 2009
Segundo dados da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), que divulgou balanço anual, a Azul foi a mais pontual do Brasil em 2009 dentre as companhias domésticas, uma média mensal de voos no horário de 91,9%.

13 de Janeiro de 2010
A primeira loja da Azul localizada fora dos aeroportos onde opera é inaugurada no Shopping Eldorado, em São Paulo. Lá, é possível comprar passagens, alterar reservas e fazer o check-in pelos totens de auto-atendimento. Os clientes contam ainda com a facilidade de embarcar no próprio Shopping Eldorado com destino ao Aeroporto de Viracopos, de onde parte a maioria dos voos da companhia.

2 de Fevereiro de 2010
A comunidade virtual Viajamos.com.br, criada pela Azul, já conta com mais de 5 mil membros. A iniciativa da empresa visa fidelizar os membros com informações atualizadas diariamente sobre eventos, promoções e outras atrações ligadas ao universo das viagens.

3 de Março de 2010
A Azul começa a voar para Goiânia, conectada sem escalas a Campinas e a todos os demais destinos operar pela companhia no País.

30 de Abril de 2010
A marca de 3 milhões de clientes transportados é celebrada, batendo mais um recorde mundial. A cliente de número 3 milhões foi surpreendia no check-in em Porto Alegre, onde embarcava para Salvador. Nadja Maria Guerra Rodrigues, 66 anos, advogada aposentada, ganhou um passe para voar com a Azul de graça durante um ano com direito a acompanhante para qualquer um dos destinos atendidos pela empresa.

1 de Maio de 2010
A Azul começa a operar para Porto Seguro, na Bahia, e com isso traz mais uma novidade: o início das operações a partir do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Voos com destino a Porto Seguro também partem de Campinas (Aeroporto de Viracopos) e Belo Horizonte (Aeroporto de Confins). Agora são 19 as cidades servidas pela empresa em todo o país.

5 de Maio de 2010
É lançada a Azul Viagens, a nova operadora da Azul, trazendo um produto inovador: uma ferramenta que permite a montagem de pacotes de viagens dinâmicos para atender tanto ao cliente que prefere montar seu pacote no site da Azul Viagens quanto aos agentes de viagens.

5 de Maio de 2010
A Azul inaugura oficialmente seu centro de treinamento, a Universidade Azul. E apresenta o seu simulador de voo, em um investimento de US$ 11 milhões. O simulador é destinado ao treinamento dos tripulantes da Azul e de outras companhias aéreas.

31 de maio de 2010
A Azul Cargo atinge 2.000 cidades com o serviço de entregas expressas porta a porta. A rápida expansão prevê a ampliação do número de lojas, passando de 25 para 50 até o final de 2010. A Azul Cargo serve todas as 17 bases operadas pela Azul no transporte de clientes, através do serviço porta a porta de entrega de encomendas.

7 de Junho de 2010
Mais um destino entra na malha aérea da Azul: a cidade de Cuiabá. São duas frequências diárias sem escalas para Campinas e a partir daí para todos os outros destinos atendidos pela empresa.

24 de Junho de 2010
A Azul acelera seu crescimento ao receber da Embraer mais 3 E-Jets em apenas dois dias. As novas aeronaves Embraer 195 fazer parte da encomenda feita à Embraer no começo de 2008, quando a criação da Azul foi anunciada ao mercado. Com isso, a companhia aérea passa a contar com uma frota de 18 E-Jets, sendo 10 190 e 8 195.

28 de Junho de 2010
A Azul começa a operar seus primeiros voos internacionais fretados para Buenos Aires e Bariloche. Os voos partem de Campinas e de Porto Alegre. A Azul fecha o mês de Junho celebrando a marca de 2 mil funcionários, ou 2 mil Tripulantes-Azul, como são chamados internamente todos os que trabalham na companhia aérea.

1 de Julho de 2010
Os moradores de Belo Horizonte já podem embarcar para Fortaleza, Porto Alegre e Recife em voos diários sem escalas. É a Azul cumprindo sua meta de integrar comunidade através de uma crescente rede de voos sem escalas entre pares de cidades que antes não contavam com essa comodidade.

13 de Julho de 2010
A empresa laça seu programa de financiamento de passagens, o Azul Crédito, com um pacote de opções de financiamento que torna ainda mais fácil a compra de passagens aéreas parceladas. Entre as novidades, o parcelamento recorrente em cartões de crédito, que debita a cada mês o valor da parcela e não o valor total da compra e o parcelamento com débito em conta corrente.

19 de Julho de 2010
A Azul Linhas Aéreas Brasileiras encomenda mais cinco aeronaves Embraer, com o objetivo de acelerar seu crescimento em 2010. Com este pedido adicional, são 86 aeronaves Embraer encomendadas (46 firmes e 40 com opção de compra). A companhia fechará o ano com frota de 26 jatos Embraer.

20 de Julho de 2010
A Azul surpreende mais uma vez o mercado e anuncia a compra de 20 turboélices ATR 72-600s, mais opção para 20 outras aeronaves. Isso faz da Azul a primeira companhia aérea na América Latina a encomendar a nova série 600 do ATR. O contrato de 850 milhões de dólares prevê o início das entregas ao final de 2011.

28 de Julho de 2010
A marca de 4 milhões de clientes transportados é celebrada. O cliente Rodrigo Gemenez Peres, 30 anos, foi flagrado no momento em que fazia o check-in no Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte. Ao saber que seu prêmio é viajar de graça com a Azul por um ano, disse: “Vou conhecer todos os destinos servidos pela empresa com minha esposa”.

2 de Agosto de 2010
A Azul começa a voar para Brasília. Os voos sem escalas unem Campinas à Capital Federal três vezes por dia. A empresa opera no Terminal 2 do Aeroporto Juscelino Kubitschek.

16 de Agosto de 2010
Os clientes de Belo Horizonte ganham mais dois destinos em voos sem escalas desde a capital mineira: Campo Grande e Salvador. BH e Salvador vão se firmando como algumas das principais bases de operações da Azul.

23 de Agosto de 2010
A Azul lança o Passaporte Azul Belo Horizonte, onde comprando o passaporte por R$ 299, os clientes podem ir para Fortaleza, Salvador, Recife, Porto Seguro, Campo Grande e Porto Alegre partindo da capital mineira, durante 30 dias.

1 de Setembro de 2010
Dois novos destinos começam a ser servidos pela Azul a partir de primeiro de Setembro: São Luís, no Maranhão, e Teresina, no Piauí. O novo voo parte todos os dias de Campinas para São Luís, com escala em Teresina.

13 de Setembro de 2010
A Azul começa a operar a linha de ônibus exclusivos e gratuitos entre o Aeroporto de Congonhas e o Aeroporto de Viracopos.

1 de Outubro de 2010
Início das operações da Azul em Aracaju.

15 de Outubro de 2010
A Azul lança o Passaporte Azul São José dos Campos, onde durante 30 dias os seus clientes podem viajar para as cidades de Belém, Fortaleza, Natal, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Curitiba, Vitória, Maringá e Campo Grande por R$ 299.

18 de Outubro de 2010
A Azul inaugura um novo destino: Joinville, a terceira cidade do Estado de Santa Catarina servida pela Azul Linhas Aéreas.

3 de Novembro de 2010
São José dos Campos começa a receber os voos da Azul.

3 de Novembro de 2010
A Azul chega até a capital paraense: Belém.

24 de Novembro de 2010
Em uma grande festa no Aeroporto Internacional dos Guararapes, em Recife, a Azul chegou ao seu cliente transportado de número 6 milhões.

1 de Dezembro de 2010
A Azul intensifica o seu processo de crescimento com o início das operações ligando outras as capitais atendidas no Nordeste em voos diretos, como já era feito nas ligações Aracaju-Maceió e Teresina-São Luís, agora é a vez de Recife-Salvador, Recife-Fortaleza e Fortaleza-São Luís se ligarem sem escalas ou conexões.

5 de Dezembro de 2010
A Azul lança a campanha de apoio ao combate do câncer de mama em parceria com a FEBAMA, e como forma de adesão, inicia o “Roadshow” da sua aeronave e seu ônibus pintados de rosa (cor que simboliza o combate).

15 de Dezembro de 2010
Hoje, como parte das comemorações dos dois anos de operações da Azul Linhas Aéreas com vários recordes mundiais quebrados, a companhia aérea inicia os seus voos para Ilhéus, na Bahia.